Na última semana aconteceu a CCXP Awards 2022, a mais nova premiação do cenário geek nacional produzida pela equipe responsável pela CCXP, a maior evento de cultura nerd do Brasil. Então vamos falar um pouquinho sobre o que aconteceu e os indicados e vencedores na categoria de quadrinhos!

A CCXP Awards foi um belo evento que premiou filmes, séries, jogos, gamers, influencers e várias outras dezenas de categorias com produções nacionais e internacionais. Nos moldes das grandes premiações internacionais, tivemos artistas renomados de diversas áreas, discursos emocionantes e um novo patamar para eventos do gênero. Apesar da lista longa de indicados e premiados nas diversas categorias nós vamos focar mesmo na nossa área de maior interesse: quadrinhos!

Além de premiar os melhores, prêmios como este com grande visibilidade servem para atrair novos públicos e nos apresentar materias que passaram desapercebidos durante o ano, então não deixem de apoiar estes e outros artistas. Mais do que nunca, precisamos disso!

Antes de colocar aquela lista marota de indicados e vencedores, vou dar uma passada rápida sobre os mesmos, quem sabe não aumenta ainda mais seu interesse? 🙂

O grande vencedor da noite foi Arlindo da editora Seguinte, criado pela Luiza de Souza, que conta a história de Arlindo, um adolescente tendo que lidar com preconceitos e outros problemas relativos à idade junto com seus amigos um uma história bonita, colorida e cheio de referências.

Indicado como melhor quadrinho, vencedor de melhor quadrinista e também vencedor dos prêmios Angoulême, Rudolph Dirks e Jabuti, Marcello Quintanilha chega com Escuta, Formosa Márcia (Veneta) falando sobre a vida de Márcia, mãe e enfermeira, que precisa sobreviver e cuidar da sua filha em uma comunidade no Rio de Janeiro dominada pelo tráfico. Um choque de realidade. Quintanilha é Quintanilha né?

Direto de Belém do Pará temos Brega Story de Gidalti Jr pela Brasa Editora. Uma linda HQ sobre Wanderson Jr, o rei do brega, que precisa manter sua coroa no cenário musical. Claro que levou o prêmio de melhor álbum. 😉

Manual do Minotauro, da Laerte, levou como melhor tira e foi recentemente publicado na mídia física, mas você pode ler aqui. Tiras de um humor, um pouco ácido as vezes. Bem, não tem mais como enaltecer essa grande artista que é a Laerte. Só leia!

Tê Rex não levou a CCXP Awards, mas levou meu coração! Já escrevi sobre a primeira revista aqui na Caverna, mas Zapzombie é outro nível. Quem quiser acompanhar a Tê e sua criadora, a Marcelli Ibaldo, ela tá lá no Instagram.

Agora, pra mim, minha grande surpresa, no melhor sentido, foi A menor distância entre dois pontos é uma fuga do Gabriel Nascimento que levou o prêmio de melhor roteirista. Que HQ sensacional em tudo desde sua concepção! Três histórias que se intercalam do início ao fim. Parabéns Gabriel e João Belo pelo prêmio, acho que essa vitória é dos dois mesmo! E como uma HQ independente, você pode comprar direto com os autores aqui.

Shiko levou o prêmio de melhor desenhista pela segunda edição de Carniça e a Blindagem Mística: A tutela do oculto. Na moral, é o Shiko, não tem nem o que falar. Gênio! Aliás, a continuação de Carniça está em pré-venda enquanto a primeira e edição atual, responsável pelo prêmio já estão se esgotando. Corre aqui e tenta ainda levar a sua.

Orlandeli levou como melhor arte-finalista por Chico Bento: Verdade, mas Orlandeli deveria levar pelo conjunto da obra. Amo. Chico Bento e a qualidade das revistas da Graphic MSP todo mundo conhece, não vou nem perder meu tempo chovendo no molhado, mas vou aproveitar para indicar A Coisa que saiu esse ano e pode pegar a sua aqui. Aproveita que depois vão falar que você é modinha.

E, por último, mas não menos importante, Guilherme Petreca levou o prêmio de melhor colorista por Shamisen: Canções do Mundo Flutuante da Pipoca & Nanquim. HQ que fala da história da musicista Haru (inspirada em uma pessoa real) cheio de elementos da cultura japonesa e lindas imagens. Basta ver o preview lá no site de venda para se ter uma ideia do que esperar.

Bem, esses foram os principais astros da noite, mas vamos conhecer os demais indicados:

MELHOR QUADRINHO

  • Arlindo (vencedor)
  • Brega Story
  • Carniça e a Blindagem Mística: Parte Dois A tutela do Oculto
  • Confinada
  • Escuta, Formosa Márcia

MELHOR QUADRINISTA

  • Gidalti Jr. – Brega Story
  • Ilustralu (Luiza de Souza) – Arlindo
  • Laerte – Manual do Minotauro
  • Marcello Quintanilha – Escuta, Formosa Márcia (vencedor)
  • Shiko – Carniça e a Blindagem Mística: A tutela do oculto

MELHOR ÁLBUM

  • Arlindo
  • Brega Story (vencedor)
  • Carniça e a Blindagem Mística: Parte Dois A tutela do Oculto
  • Escuta, Formosa Márcia
  • Isolamento

MELHOR TIRA E WEB TIRA

  • A Urna – Amanda Miranda
  • Anésia & Dolores
  • Como eu sobrevivi à COVID-19 e seus amigos! (Tira)
  • Manual do Minotauro (vencedor)
  • Tê Rex: Zapzombie

MELHOR ROTEIRISTA

  • Gabriel Nascimento – A menor distância entre dois pontos é uma fuga (vencedor)
  • Ilustralu (Luiza de Souza) – Arlindo
  • Kash Fyre – Espetaculare Meneghetti
  • Leandro Assis e Triscila Oliveira – Confinada
  • Marcello Quintanilha – Escuta, Formosa Márcia

MELHOR DESENHISTA

  • Shiko – Carniça e a Blindagem Mística: A tutela do oculto (vencedor)
  • Orlandeli – Chico Bento – Verdades
  • Guilherme Petreca – Shamisen: Canções do Mundo Flutuante
  • Camilo Solano – Cidade Pequenina
  • Gidalti Jr. – Brega Story

MELHOR ARTE-FINALISTA

  • Alcimar Frazão – Lovistori
  • Amanda Miranda – A Urna
  • Gidalti Jr. – Brega Story
  • Leandro Assis – Confinada
  • Orlandeli – Chico Bento: Verdade (vencedor)

MELHOR COLORISTA

  • Fabi Marques – Anne de Green Gables
  • Guilherme Petreca – Shamisen: Canções do Mundo Flutuante (vencedor)
  • Ilustralu (Luiza de Souza) – Arlindo
  • Orlandeli – Chico Bento – Verdade
  • Shiko – Carniça e a Blindagem Mística: A tutela do oculto

Não deixe de procurar, conhecer e ler os indicados e outros quadrinhos nacionais. Será que você concordaria com os vencedores? Bem, lendo você pode ajudar seu favorito também votando na próxima premiação. Aliás, se você quiser quem foram os outros vencedores nas categorias além de quadrinhos, como funcionou a votação e como participar no próximo ano, acesse o link da CCXP Awards.

Ah, aproveitando, está aberta a votação para o Troféu Angelo Agostini de quadrinhos nacionais: preencha o formulário e faça parte!

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.