Salto Uma Aventura Steampunk - Rapha Pinheiro - Editora Avec - Capa

Escrito e desenhado por Rapha Pinheiro, Salto – Uma Aventura Steampunk foi mais um dos projetos nacionais em quadrinhos que se tornou realidade graças ao financiamento coletivo. E claro, tive que dar um pulo lá no Artists’ Alley para conferir em primeira mão o lançamento.

Vou abrir um parênteses aqui para dizer que conheci o autor na Jedicon RJ, no Planetário da Gávea, uns anos atrás com a série Os Tomos de Tessa (que você pode conhecer aqui) e conta uma história de ficção científica com aliens e visual dos deuses egípcios numa salada bem temperada (ainda tenho esperança pelo lançamento físico das edições 6 a 10 para a coleção… rs).  O tempo passou até que, ano passado, quando vi a campanha de financiamento coletivo, foi aposta certa! Depois de pouco tempo da meta atingida a HQ já chegava às prateleiras pela AVEC Editora e já dava para imaginar o Salto na carreira do Rapha.

Neste lançamento vamos acompanhando a história de Nü, um habitante de uma cidade subterrânea nos moldes da França antiga somada à um fundo bem steampunk com tudo que tem direito. Simples assim! Ah, claro, não podia deixar passar a informação que todos os moradores da cidades de Intos são feitas de FOGO!! Uma ideia bem legal que salta aos olhos.

Nu - Salto Uma Aventura Steampunk de Rapha Pinheiro

Este é Nu… de roupa!

A revista possui o formato europeu, que aprendi a gostar nos últimos anos, e ótima qualidade. Capa cartão, gramatura boa… beleza! Tem o prefácio bem interessante que o contextualiza dentro do cenário steampunk e curti as ilustrações iniciais de folha inteira que contam a história de como essas pessoas foram parar ali (que alguém pode achar besteira, mas me encantou de cara).

O roteiro trata assuntos como preconceito, abuso de poder e o medo do desconhecido… coisas que poderiam muito bem se encaixar numa história de futuro distópico como muitas que já vimos por aí, mas mostrar esse povo de fogo foi uma ótima jogada. Óbvio que nosso protagonista é aquele cara fora da curva, que quer sair da sua vidinha simples e ser mais. A narrativa é simples, direta, com quadros que fazem a história fluir. Pode ser lido por um adulto ou por uma criança, sem problemas.

Gostei bastante da arte, com uma ilustração mais rústica, suja (por falta de uma palavra que consiga expressar o que quero dizer), que conseguimos ver os traços originais por trás da arte finalizada… combinou com essa ambientação. Não posso deixar de mencionar em especial as cores que são fundamentais para a história e a iluminação que, muitas vezes, vem apenas dos próprios personagens.

Pagina de Salto Uma Aventura Steampunk de Rapha Pinheiro

Uma página solta de Salto

É isso aí, recomendado! Agora, só na expectativa por mais novidades esse ano, seja da editora ou dos autores nacionais.

Você também pode encontrar mais detalhes sobre ela no site do autor. Quem sabe você use Salto para fugir um pouco das histórias de super-heróis e ler um quadrinho nacional de qualidade… #ficaadica.

Tô Lendovantagens
  • Sempre vou falar que HQ nacional é uma vantagem porque estamos perto dos artistas e podemos conhecer mais da obra, perguntar sobre a história, pegar autógrafos…
  • One shot! Não precisa esperar continuação…
  • Prefiro o formato europeu do que quadrinhos em formatinho
  • Ainda acha fácil pra comprar em qualquer lugar que você procurar
  • Além de tudo o que falei aí em cima!
Tô Lendodesvantagens
  • O formato europeu, por outro lado, não alinha com as revistas de formato americano, aí elas tem que ficar juntas com as europeias ou outras da AVEC Editora (tipo TOC, sabe?)
  • … apesar que dá vontade de ver mais desse mundo
  • A arte as vezes parece que o ilustrador esqueceu de passar a borracha depois de finalizar… dá uma agoniazinha até acostumar

Se você se interessou e quiser a sua edição, pode comprar direto no site da AVEC Editora ou na sua loja preferida. E, para garantir que apostei no projeto, pode procurar lá meu nome nas últimas páginas.

Não deixe de comentar, além de quantas piadinhas com palavras você conseguiu identificar, o que achou da HQ, se quer mais novidades do mercado nacional, se só quer saber da gringalhada, se prefere os europeus… E, se ainda não conhece a revista, dê seu salto de fé!

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.