Killadelphia chega Nas Prateleiras em clima de Halloween com uma história de terror com aquele clima policial noir, vampiros urbanos e um pouco de sangue também, por quê não? Dá uma conferida para entender porque você vai querer ler essa HQ.

Ao mesmo tempo que terror não é meu gênero preferido, recentemente tenho lido bastante e me surpreendido positivamente (inclusive com as dicas do Daniel Braga nas Sextas-Feiras 13). Somado a esse interesse (de uns anos para cá, mas não deixa de ser) recente, Killadelphia me chamou atenção por alguns motivos que tenho certeza que vão fazer você também se interessar pela obra sem nem saber o que é.

Primeiro, lançado pela Image Comics (sou fanboy da Image e pra mim é a melhor editora atualmente) no fim do ano passado, a série terá um total de 12 edições. Dois encadernados para fechar a história, ponto!

A arte vem pelas mãos de Jason Shawn Alexander! Esse já é o terceiro projeto dele que escrevo aqui e acho seu material excelente com o tom certo para o terror/suspense/qualquercoisaqueelequiser. O cara já passou por Spawn e já nem me preocupo com a arte quando vejo o nome dele na capa.

Caverna do Caruso - Killadelphia - Image Comics - Jason Shawn Alexander

Curto muito pra caramba à beça a arte do JSA.

Rodney Barnes é o responsável pelo texto. Sim, o roteirista premiado de séries como Eu, a Patroa e as Crianças, Tudo Mundo Odeia Chris, American Gods, Marvel Runaways e outros trabalhos que você nem sabia é a pessoa responsável por Killadelphia.

E para nos deixar ainda mais curioso, já no hype, os depoimentos de capa, principalmente o dado pelo diretor de Corra!, Infiltrado na Klan, etc etc etc: Jordan Peele! Olha, se o Jordan Peele lê algo de terror (ou comédia ou seja lá o gênero) e fala que é um novo clássico, você só lê!

Pronto, chegamos no sexto parágrafo, você não sabe nada sobre o que é a HQ e quer ler! Viu?

Tá bom, dando um apanhado inicial na história, acompanhamos o policial James Sangster Jr. que volta para sua cidade natal após a morte de seu pai. Antes de retornar para Baltimore, James visita sua antiga casa, encontra e lê os diários de seu genitor achando que o mesmo havia enlouquecido. Buscando entender sobre o que aconteceu com seu pai nos últimos dias de vida, ele descobre uma trama envolvida em muito mistério, corrupção, mortes e vampiros… e nem cheguei na metade da primeira edição.

Caverna do Caruso - Killadelphia - Image Comics - Rodney Barnes

Apesar da categoria terror, não é apenas pelo medo que a obra se destaca. .

Não tem aquele gore como as revistas do Garth Ennis como em Apenas um Peregrino ou The Boys, mas tem um clima policial meio Black Monday Murders.

A dica está dada, mas caso não consiga achar a revista dando sopa por aí, vale conferir outras histórias de terror/suspense como Morgan Lost, Locke & Key, Empty Zone, Ajin e outros vários mangás do tema. Ah, e não podia deixar de sugerir o “novo clássico” The Walking Dead.

Tô Lendovantagens
  • Arte e roteiro (como disse em todo o texto aí em cima).
  • Vampiros de verdade que não brilham no Sol.
  • Independente lançado pela Image.
  • Edição encadernada tem várias capa, arte conceitual e script.
  • Primeira edição de graça no Comixology.
Tô Lendodesvantagens
  • A décima segunda (e última) edição somente em Janeiro de 2021, atualmente está na nona nos EUA.
  • Ainda não saiu no Brasil, então só em inglês.

E não vá embora sem deixar sua recomendação de halloween para nós! Alguma HQ chamou sua atenção recentemente? Ou lembra de uma que deu medo? Manda aí!

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.