NAS PRATELEIRAS #105 – Witches

Início/Destaques, Leia!, Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #105 – Witches

Vamos falar de um mangá que compila diversas histórias sobre mulheres únicas nascidas com dons e uma conexão com o sobrenatural. Do norte da Europa ao interior da floresta Amazônica, vamos ler sobre esses pessoas intituladas aqui apenas como bruxas ou witches.

O mangá da vez foi lançado no Brasil há alguns anos, mas finalmente chegou à frente da minha prateleira apenas esse mês e me surpreendeu pela forma que o autor aborda o tema dessas mulheres conhecidas apenas como bruxas. Daisuke Igarashi é responsável pelo roteiro e arte. Com traços bem detalhados mistura o sobrenatural com terror e momentos de reflexão e beleza.

São duas edições, cada uma com duas histórias fechadas e mais um conto extra no fim. Todas contando a história de mulheres que precisam lidar com seus dons sobrenaturais e as consequências, seja na sua própria vida ou nas pessoas que a cercam, nem que seja salvar toda a humanidade.

Uma menina que descobre um dom que não é bem aceito por todas as pessoas...

Uma menina que descobre um dom que não é bem aceito por todas as pessoas…

A primeira história do volume um talvez seja das mais “pesadas” no terror e oposição à última do segundo volume que é mais reflexiva. A bela arte de Igarashi passa bem a ideia em cada uma, com muitas sombras em uma e traços leves na outra. Aliás, o autor me era desconhecido e aparentemente tem em Children of the Sea seu trabalho mais popular mundialmente.

Um mangá que não é para criança apesar do tema sempre passar por meninas no seu descobrimento. Já vi críticas negativas quando à obra, mas ouvi e li boas críticas sobre ela vindas, principalmente, de mulheres que são protagonistas aqui.

Caverna do Caruso - Witches Manga - Pagina 2

…ou uma xamã que precisa proteger seu povo e sua floresta de invasores.

Uma abordagem beeeem diferente daquelas senhoras com verruga no nariz numa vassoura ou daquelas com uma varinha e uma capa de invisibilidade.

Tô Lendovantagens
  • Duas edições, total de 400 páginas, fácil de ler e cabe no bolso!
  • Quatro histórias que podem ser lidas em qualquer ordem, sem ligação direta entre elas e mais dois contos curtinhos. Você pode comprar um volume e saber se gostou antes de comprar o próximo.
  • Gostei bastante da arte vindo de um artista desconhecido (por mim pelo menos). São muito detalhes em cada página.
Tô Lendodesvantagens
  • Não é novo, material saiu no Brasil em 2017, pode estar em falta em um lugar ou outro, mas já pesquisei e acha sem problemas.
  • Sei lá, teve gente que achou confusa, mas é sobrenatural né? Pode ser um pouco confuso.

É isso, gostaria muito de saber a opinião de cada um sobre a obra e bater um papo durante a quarentena sobre esses e outros materiais. Comentem aqui.

Até a próxima!

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.

2021-02-10T13:23:23+00:00 27 de agosto de 2020|0 Comentários