Tech Jacket

Robert Kirkman criou The Walking Dead e Invincible. Seria de se esperar que sua próxima criação fosse um sucesso, certo? ERRADO! Quer dizer, certo esperar que fosse um sucesso mesmo, afinal o cara é bom, a história é boa… mas a questão é que não foi exatamente isso que aconteceu. Mas vamos por partes! (E eu nem vou fazer a piada do Jack Estripador… viu como estou amadurecendo?)

Tech Jacket conta a história de um menino que recebe acidentalmente uma armadura espacial, que funciona como suporte de vida e módulo de batalha de uma raça alienígena muito frágil. Eles são verdes e baixinhos. Sem essas armaduras, eles não são nada! E quando eles entram em guerra contra outra raça alienígena malvadona, as armaduras são as únicas coisas capazes de nivelar a luta, mas ainda assim, por muito pouco.

O que acontece é que a tal da armadura tem como ponto de partida a forma de vida de seu usuário. Quando ela pega a de um ser humano, ainda que de um moleque adolescentão, UOU! Ela fica bem mais forte! Assim nasce um novo herói, que é meio mistura de Homem de Ferro, com um pouco de Jaspion e uma origem bem parecida com a do Lanterna Verde (alien morre, a super arma precisa de novo hospedeiro, blablabla). Mesmo juntando todos esses elementos familiares do universo nerd, Kirkman consegue criar algo novo, não sei dizer nem como! Mas eu achei muito legal. A relação do menino com o pai (sim, ele tem pai!), a relação da mãe com a raça alienígena no quintal e a própria personalidade do garoto, geram uma história simples, linear e bem divertida, como aqueles quadrinhos que a gente lia antigamente!

O traço tem um leeeve ar de mangá. Não é maravilhoso na hora de retratar os humanos, mas é ótimo na hora de fazer as naves espaciais e as funções das armaduras. Muita ação, pouco texto, uma leitura bastante rápida!

No prefácio do primeiro encadernado, Kirkman lamenta sobre como ele gostaria que a revista tivesse deslanchado, pra que ele pudesse contar mais histórias daquele personagem. Infelizmente, por razões além da sua compreensão, a revista não vendeu o suficiente e teve que ser cancelada. Acontece. Mas também acontece que o interesse pelo personagem voltou a bombar e o homem conseguiu lançar mais dois ou três encadernados do seu personagem preterido nas prateleiras! Eu li os dois primeiros volumes. O primeiro eu gostei bastante, o segundo eu achei OK, mas gostei mais do primeiro. Os demais eu gostei menos ainda, talvez até por não serem escritos pelo Kirkman. De qualquer forma é um personagem legal, que passou por baixo do radar de muita gente que poderia amá-lo! Se você não conhece, voe atrás! (Ha ha, falei “voe”, como se você tivesse uma armadura também, entendeu??? Bem, parece que eu não amadureci tanto assim no final das contas…)

Vamos a algumas vantagens e desvantagens:

Tô Lendovantagens
  • Robert Kirkman! Eu acho isso uma vantagem. Sou péla dele sim, e daí? Só não gosta quem não tem Jesus no coração!
  • Leitura muito fluida! Essa é daquelas que sai da sua pilha de leitura rapidinho!
  • Conceitos diferentinhos e divertidos
  • Designs interessante
  • Leitura leve
Tô Lendodesvantagens
  • Não saiu no Brasil (porque aqui todo mundo só quer saber de Marvel e DC)
  • A leitura é muito rápida, se você está esperando mais sustância, pode achar bobinha
  • O desenho não é totalmente incrível. Quebra um galho. Mas não é nenhuma Brastemp. (Eu gosto, no entanto)
  • O primeiro volume é muito bom,o segundo é um pouquinho menos. Mas eu ainda acho que vale a pena.

Agora eu fiquei curioso! Você já ouviu falar desse troço?? Aonde?? Por que que a gente não é amigo?!? Entra aí nos comentários e conta as suas nerdices!

Até a próxima e boas leituras!

Tô LendoAlgumas imagens!
Tech Jacket
Tech Jacket
Tech Jacket
Tech Jacket