Eu tava com saudade de ler Batman! Quando você fica um tempo fora, é sempre difícil saber em que ponto voltar, igual quanto a gente pulava corda no pátio da escola. Mas eis que surge Batman – Cavaleiro Branco, pra saciar minha dose de Homem Morcego como um adesivo de bat-nicotina!

A trama já começa bem interessante: imagina que o Coringa está curado e se candidata a vereador. Em seus debates ele traz um ponto muito importante, bastante discutido aqui do lado de fora das HQs – será que bater em bandido é a forma mais eficaz de combater o crime em Gotham? Obviamente que o Batman está certo de que tudo não passa de mais uma artimanha do Coringa, mas… e se não for?

Além da discussão, nós temos a arte do Sean Murphy super estilisada, com bastante cenas de ação eletrizantes. As cores dão uma ambientação diferenciada para esse universo e a caracterização dos personagens (Asa Noturna, Batgirl, Comissário Gordon e vários outros) está impecável. Meu único porém é SPOILER – ok, talvez não seja spoiler, mas eu li sem saber até chegar o momento em que eu falei “espera um pouco…’ – isso se trata de um Elseworld. Não é algo explicitado logo de cara, não tem um texto apontando essa linha cronológica e nem o selo de Elseworld, porque, pra falar a verdade, não é propriamente Elseworld e sim “Black Label”, o novo selo da DC que basicamente é um novo nome pra Elseworld. Só que mais dark e mais realista, talvez? Enfim, não importa. O que importa é que isso me causou uma leve sensação de falta de coragem de levar esse arco para a revista de linha, com todas as suas conseqüências e desdobramentos. Acho que o tema podia ser melhor explorado sem data de término, o que gerou um final um pouco apressado pra série.

De vez em quando eu também senti um descompasso dos balões com as ilustrações, como numa cena onde alguém apresenta o Coringa chamando para entrar no palco, mas quem na verdade está dizendo esse texto é o próprio Coringa. Esquisito isso. Queria saber o que rolou ali.

A edição que eu li foi a edição mega-blaster-delux da Panini, que reuniu todas as 12 edições da mini série (ainda dá pra chamar de mini-série com 12 edições?) em um único encadernado mega-blaster-delux em capa dura, o que me poupou o trabalho de catar uma por uma na banca quando elas saíram.

Apesar dos probleminhas supra-citados na leitura, eu preciso reforçar que eu me diverti bastante, do contrário não estaria escrevendo sobre ela aqui! Estou curiosíssimo para ler o segundo arco, que muitos já me falaram que é uma bosta. Mas isso não me impediu de assistir a segunda temporada de Heroes, não vai me impedir de ler Batman – Cavaleiro Branco!

Tô Lendovantagens
  • Saiu aqui no Brasil, pela Panini! Êêêê!
  • Saiu em dois formatos! Então se você odeia a gourmetização dos quadrinhos em capa dura, calma: você pode catar as edições avulsas por aí, que, com a existência de uma edição de luxo, podem ter barateado bastante. Então tem pra todo mundo!!
  • Um take “fresco” no universo do Batman, o que é bem difícil de encontrar, em se tratando de um personagem que está por aí há 80 anos.
  • Arte muito bacana, com cenas de ação maneiríssimas!
  • Discussão interessante, que dão um pouquinho mais de sustância pro nosso junk food supereroesco.
  • Leitura super ágil
Tô Lendodesvantagens
  • A edição de luxo deve ser bem carinha
  • Final um pouco apressado
  • Uma temática que poderia ser explorada mais a fundo, com mais tempo e ramificações na própria revista de linha do herói
  • Alguns deslizes na quadrinização – erro lá dos americanos
  • De todas as caracterizações (que eu achei excelente) talvez a mais caricata tenha sido a do próprio Batman. Embora isso ajude na trama, me parece esvaziar um pouquinho a proposta…
  • Apesar de se tratar de uma leitura ágil, às vezes o autor é um pouco pernóstico nos balões, com muitas linhas que poderiam ser facilmente reduzidas.

E aí, quem já leu Cavaleiro Branco? O Tibério fez coluna sobre ele também, chegaram a ver? É verdade que o segundo livro é uma bosta mesmo? (Eu vou ler mesmo assim, então nem sei por quê eu perguntei…)

Tô LendoAlgumas imagens!