SUPER GIRO #73

Eu Vejo Grana, Eu Vejo Dor

Primeira coluna do ano! Então em vez de falar de algo importante que rolou na semana, vamos com as previsões sobre os filmes de super-seres baseados na Marvel e DC que serão lançados este ano. Por que não sobre todos os filmes nerds? Porque é coisa demais, ninguém vai querer ler tanto texto. E também porque semana que vem os Três Elementos já vão mencionar (quase) todos em uma lista sobre o que ver em 2020, no canal Caverna do Caruso. Então vou dar uma de Mãe Dináh (informem-se, jovens) e dizer quem vai morrer e quem vai seguir em frente este ano.

AVES DE RAPINA

Olha, o pessoal vai dizer que tenho implicância com a DC. Mas juro que não é isso. O fato é que não levo a menor fé no sucesso desse filme. Tá com cara de mero veículo pra ótima personagem interpretada pela linda Margot Robbie. Mas será que só a Arlequina segura esse filme? Os astros dizem que não. Na verdade, as estrelas é que não me convencem. Não conheço bem nenhuma dessas atrizes que fazem essas personagens todas. Na verdade, não sou familiarizado nem com as heroínas. Tá, pode ser ignorância minha. E é. Mas se eu não me empolgo com Canário Negro, Caçadora, Cassandra Cain e Renée Montoya, que dirá o grande público. Então prevejo fracasso de bilheteria. Pode até ser que a plateia feminina dê uma força, mas talvez elas se guardem pra outros dois filmes de protagonistas mais interessantes, que virão logo nos meses seguintes. Estreia: 6 de fevereiro

OS NOVOS MUTANTES

Esse filme me dá o famoso “mixed feelings”. Poxa, são os personagens mutantes treinados pelos X-Men no gibi! Mas… é um filme da Fox, que erra paca. Tá, a Fox também acerta às vezes, como fez em Logan e Deadpool, além de uns dois excelentes filmes dos X-Men (o segundo da franquia e Dias de Um Futuro Esquecido). A ideia de fazer um filme de terror com super-heróis, botando moleques com poderes no papel de vítimas, é bem boa. Pode funcionar, sim. Mas aí entra aquele problema lá das Aves de Rapina. Mais alguém se empolga com Lupina, Míssil, Magia e Mancha Solar (agora em versão mais branquinha) além dos marvetes de gibi? E ainda tem o agravante: o filme não deve ir pra lugar nenhum depois, já que os mutantes agora são da Disney, que deve rebootar tudo que a Fox fez (exceto por Deadpool, que é doido o suficiente pra pular pra um novo universo). Conclusão: vai flopar. Estreia: 2 de abril.

VIÚVA NEGRA

A Marvel da Disney finalmente dando as caras depois do fim da saga da Manopla do Infinito. “Ué, mas já não teve um filme depois de Ultimato, o Homem-Aranha: Longe de Casa?”. Teve, mas não era Disney, era Sony. E por isso a história não poderia levar o universo Marvel para muito longe de casa (perceberam o que fiz aqui?). Mas aí é que está o problema pra mim: mesmo sendo Marvel/Disney, o filme não deve levar os personagens campeões de bilheteria e crítica pra lugar nenhum, já que a história é contada no passado, antes de a Viúva Negra ter morrido no mais recente filme dos Vingadores. Então isso pode não empolgar tanto o grande público. Claro que marvete vai comparecer, assim como os fãs da personagem. Mas aquele publicão que fez vários filmes da Marvel estarem no top 10 de todos os tempos vai passar longe. A não ser que a gente fique sabendo nesse filme que a Viúva Negra teve um clone, que foi quem realmente morreu em Ultimato. Aí tudo muda. Mas a previsão é que irá bem de crítica, mas não vai bombar nas bilheterias. Estreia: 30 de abril.

MULHER-MARAVILHA 1984

Sucesso. Mesmo que o filme não seja tão legal ou ligeiramente inferior ao primeiro solo da Mulher-Maravilha, não tem como a galera resistir ao charme de Gal Gadot. E ainda teremos as referências aos anos 80. Fico curioso. Mas aí você me diz “ué, mas se o filme da Viúva não é legal porque mostra uma aventura anterior dela antes de morrer, porque aqui você acha que vai ser bom?”. Porque justamente a Viúva já é falecida, já fizemos o desapego da personagem. A Diana vai continuar por aí, resistindo ao fim do DCEU, que já não tem mais o Batfleck e talvez nem mais o Superman do Henry Cavill. Não vi trailer nenhum, pra não ter história demais revelada antes da hora. Mas aposto que a DC vai tentar algum truque pra dar um jeito em seu universo. Estou ansioso pra isso. Estreia: 4 de junho.

MORBIUS

Mais um filme do “Aranhaverso” da Sony. Depois de Venom, chegou a vez de mais um vilão do Homem-Aranha ganhar um filme solo. Escolha estranha paca. Mas eu gosto muito do personagem. Sempre achei maneira a ideia de criarem um vampiro com origens científicas, e não sobrenaturais. E temos um ator de peso para o papel. Tá certo que o Jared Leto não foi muito bem como Coringa, mas nem sei se a culpa foi necessariamente dele. O ator ainda tem muito crédito comigo, desde Réquiem Para um Sonho. Mas vamos ser sinceros. Um filme protagonizado por um vilão obscuro dos quadrinhos, e muito provavelmente sem o Aranha participando, não deve chamar muita gente aos cinemas. E vou confessar que torço discretamente para não dar certo, porque tenho muito medo de o Aranhaverso da Sony virar um grande sucesso e tirarem de vez do MCU o Peter Parker do Tom Holland. Ou mesmo que Peter continue soltando as teias ao lado dos Vingadores, acho muito estanho caso ele comece a andar lado a lado de Venom e Morbius, porque isso bagunça o MCU na minha cabeça. Então prevejo que o filme irá mal e nunca terá uma sequência. Estreia: 30 de julho.

VENOM 2

E por falar em Venom, olha o bichinho aí de novo. Acho o primeiro filme bem fraco, com um roteiro preguiçoso e apelativo, cheio de coincidências cômodas para a história, e com uns recurso muito pobrinhos e caídos. Mas como o personagem é popular pra caramba, os fãs nem ligaram pra isso. E também não se importaram em desvincular o simbionte de Peter Parker, que foi essencial para sua gênese nos quadrinhos. O filme rendeu a dinheirama necessária pra ganhar sequência e os elogios suficientes do público para garantir um sucesso de novo. O vilão agora é outro: Carnificina, um Venom genérico. Mas existe a possibilidade de Peter Parker fazer uma participação, o que me deixa bem preocupado. Torço para que não role, pelos motivos que já apresentei ali na previsão sobre Morbius. Estreia: 2 de outubro.

OS ETERNOS

Mais um filme dos grandes da Marvel/Disney. Pra mim, a grande incógnita do ano. Nunca achei os personagens dos quadrinhos muito empolgantes, mas também nunca achei os Guardiões da Galáxia legais e deu no que deu. Fico muito na dúvida se a galera vai em peso aos cinemas pra ver Ikaris, Thena, Ajak e companhia. Claro que um elenco com Angelina Jolie e Salma Hayek pode ajudar muito nisso. Acho que essa trama deve abrir mais os caminhos dos personagens já apresentados no MCU, o que por si só já é legal demais. Mas vou cravar aqui que o filme não vai agradar a muita gente, devendo ir mal de bilheteria. Duvido que role uma continuação, embora não ache que os personagens serão descartados depois, sendo aproveitados nas aventuras dos outros personagens mais famosos. Estreia: 29 de outubro.

Ulisses Mattos

Por: Ulisses Mattos

Ulisses Mattos é roteirista de humor na TV, um dos criadores do Alta Cúpula, do @na_Kombi e da websérie Épica das Galáxias. É membro do trio nerd Três Elementos e faz stand-up comedy. Escreveu sobre cinema no Jornal do Brasil e nos sites da Veja e Abacaxi Voador

2020-01-10T19:37:42+00:00 10 de janeiro de 2020|0 Comentários