SEXTA-FEIRA 13 #69 – Júlia n°6 – Jerry desapareceu

Início/Destaques, Leia!, Sexta-feira 13/SEXTA-FEIRA 13 #69 – Júlia n°6 – Jerry desapareceu
Julia n6 - Mythos Editora

No meio do dia, em uma praça movimentada, um garoto some sem que ninguém veja. Este momento de desespero inicia uma trama que esconde muito mais do que pensamos a princípio!

Uma personagem que é adorável de ler

A cada número de Júlia – Aventuras de uma Criminóloga, meu amor pela personagem aumenta. Isso não poderia ser diferente neste sexto número, intitulado de Jerry desapareceu

Julia n6 - Mythos Editora

Julia n6 – Mythos Editora

Publicado pela Mythos Editora e com a tradução de Júlio Schneider, este volume tem enredo de Giancarlo Berardi e arte de Marco Soldi

Um sequestro e seus desdobramentos 

A nossa criminóloga se vê às voltas a partir do sequestro de um jovem menino. Tudo aconteceu durante o dia, no meio de um parque cheio de gente. A  mãe do garoto, desesperada, não sabe o que fazer, enquanto a polícia está igualmente perdida. 

Os suspeitos são muitos, entretanto algo ainda está faltando. As motivações existem, porém precisam ser escavadas. Neste momento, a mente de Júlia faz a diferença na investigação. Seu olhar treinado e o seu preparo psicológico colocam-na diante da solução. Mas a polícia não estava preparada para o que ela iria descobrir.

Considerações finais 

Em suma, uma personagem que cativa pelo seu lado humano e pela sua competência. O final desta história é de arrepiar, porque vemos a profissional agir de maneira contundente para trazer a verdade à tona. 

Foi um desfecho daquele de arrancar o fôlego! Incrível, pois eu já jurava que a história seria a primeira parte e teria continuação, o que surpreendentemente, não aconteceu, trazendo uma virada completa na trama. Maravilhoso mesmo ler um enredo bem escrito.

Leiam Júlia, só digo isso! 

Tô LendoAlgumas imagens!
Julia n6 - Mythos Editora
Julia n6 - Mythos Editora
Julia n6 - Mythos Editora
Julia n6 - Mythos Editora
Julia n6 - Mythos Editora
Julia n6 - Mythos Editora

Acho realmente impressionante como os enredos de Júlia são surpreendentes. Uma verdadeira aula de construção de história que vale ser apreciada! Curtiu? Me diz ai nos comentários…

Daniel Braga

Por: Daniel Braga

Pai de uma mulher, nerd, analista de sistemas especializado em infraestrutura, poeta, board game designer e sommelier de cervejas. Adora jogar board games e ouvir jazz anos 30/40, Dead Can Dance e rock and roll. Curte muito o gênero de horror e tudo relacionado, principalmente as boas leituras como Lovecraft, Blackwood, Machen e muitos outros.

2021-08-27T15:34:41+00:00 27 de agosto de 2021|0 Comentários