SEXTA-FEIRA 13 #47 – Zombie World – O campeão dos vermes

Início/Destaques, Leia!, Sexta-feira 13/SEXTA-FEIRA 13 #47 – Zombie World – O campeão dos vermes
Zombie World - O campeão dos vermes - Mike Mignola - Pat McEown - Picel Editora

Eles são a última linha de defesa que o mundo tem! Mas será que ainda restará algum mundo para salvar?

Uma arqueologia de quadrinhos 

Vez por outra faço minha arqueologia em quadrinhos e resolvi reler Zombie World – O campeão dos vermes. Com roteiro de Mike Mignola e arte de Pat McEown, esta é uma publicação da extinta Pixel Editora

Zombie World - O campeão dos vermes - Mike Mignola - Pat McEown - Picel Editora

Zombie World – O campeão dos vermes – Mike Mignola – Pat McEown – Picel Editora

Traduzido por Sérgio Codespoti, esta obra é certamente um daqueles títulos que você terá de procurar em gibiterias ou lojas especializadas, bem como em sites que vendem quadrinhos antigos. 

Uma proposta muito boa

Zombie World nasceu com a ideia de trazer bons nomes para escreverem histórias fechadas dentro de um mesmo universo. Quem dá o pontapé inicial é, não outro que o mestre Mike Mignola

O traço de Pat McEown e as cores de Pamela Rambo fazem um show à parte. Em vários momentos, você será remetido ao estilo de Hergé, criador do Tintim. Incrível o trabalho feito aqui. 

Mas quem são estes protagonistas? 

Não é possível passar pela história sem lembrar da Liga Extraordinária, de Allan Moore. Da mesma forma, aqui os protagonistas são pessoas com habilidades peculiares. 

Num estilo mais pulp, temos o Major Damson, cheio de conhecimento; Roman, o brutamontes; Eustace St. John, que consegue liberar o espírito de sua irmã gêmea e Malka Ravenstein, uma mulher boa de briga e pau para toda obra. Todos com suas habilidades interessantes (vamos colocar assim rs) fazem suas participações no enredo da melhor forma que podem. 

A história está toda calcada nas criações de Clark Ashton Smith. Veremos algumas outras influências aqui e ali, mas vem dele a maior de todas. Muito bom ver uma influência que não somente a de H.P. Lovecraft

O enredo é divertido e faz juz ao termo pulp. É exatamente isto: uma grande aventura que poderíamos ler em qualquer revista de época. Pelo que pesquisei, somente este número foi traduzido. Uma pena. 

Um feiticeiro hiperbóreo é liberto de sua prisão e inicia um apocalipse zumbi. O evento ocorre inicialmente dentro de um museu, mas a praga acaba por se alastrar. 

Considerações finais

Infelizmente não tivemos mais de Zombie World. Divertido e até mesmo engraçado, o horror aqui é um pano de fundo fantástico para uma história que entretém bastante. Para achar este exemplar você terá de pesquisar um pouco, mas nada impossível não.

Será que hoje, com um mercado mais maduro, faria mais sucesso? Seria maravilhoso certamente ver isto relançado no Brasil. Alô, Editora Mythos!!!!

Boa leitura! 

Tô LendoAlgumas imagens!
Zombie World - O campeão dos vermes - Mike Mignola - Pat McEown - Picel Editora
Zombie World - O campeão dos vermes - Mike Mignola - Pat McEown - Picel Editora
Zombie World - O campeão dos vermes - Mike Mignola - Pat McEown - Picel Editora
Zombie World - O campeão dos vermes - Mike Mignola - Pat McEown - Picel Editora
Zombie World - O campeão dos vermes - Mike Mignola - Pat McEown - Picel Editora
Zombie World - O campeão dos vermes - Mike Mignola - Pat McEown - Picel Editora

Essa saiu do fundo do baú realmente! Você conheceu a Editora Pixel? Eles faziam um trabalho muito legal e ousado para a época! Curtiu? Bora conversar!

Daniel Braga

Por: Daniel Braga

Pai de uma mulher, nerd, analista de sistemas especializado em infraestrutura, poeta, board game designer e sommelier de cervejas. Adora jogar board games e ouvir jazz anos 30/40, Dead Can Dance e rock and roll. Curte muito o gênero de horror e tudo relacionado, principalmente as boas leituras como Lovecraft, Blackwood, Machen e muitos outros.

2021-03-12T11:26:55+00:00 12 de março de 2021|0 Comentários