SEXTA-FEIRA 13 #21 – H.P. Lovecraft – O Cão de Caça e Outras Histórias, de Gou Tanabe

Início/Destaques, Leia!, Sexta-feira 13/SEXTA-FEIRA 13 #21 – H.P. Lovecraft – O Cão de Caça e Outras Histórias, de Gou Tanabe
HP Lovecraft - O Cão de Caça e Outras Histórias - Gou Tanabe - Caverna do Caruso - Coluna Sexta Feira 13 - Daniel Gárgula

Gou Tanabe consegue o impossível adaptando três contos de H. P. Lovecraft em um mangá obrigatório em qualquer coleção!

Ouça sempre as indicações de Marcelo Augusto Galvão

Cheguei no mangá H.P. Lovecraft – O Cão de Caça e Outras Histórias, do mangaká Gou Tanabe, publicação da Editora JBC por uma indicação do amigo e escritor Marcelo Augusto Galvão. Ele falou muito bem desse mangá e mesmo não sendo um fã de mangás, fiz a aquisição por ser uma adaptação de três contos de H. P. Lovecraft.

HP Lovecraft - O Cão de Caça e Outras Histórias - Gou Tanabe - Caverna do Caruso - Coluna Sexta Feira 13 - Daniel Gárgula

HP Lovecraft – O Cão de Caça e Outras Histórias – Gou Tanabe

O mangá traz os contos O Templo, O Cão de Caça e A Cidade Sem Nome, onde o mangaká Gou Tanabe é o responsável tanto da arte como do roteiro. Todos foram muito bem adaptados e conseguem passar as ideias de Lovecraft

A tradução foi feita por Edward Kondo.

Relendo os contos originais para comparar

Eu aproveitei a leitura do mangá e reli os contos de Lovecraft. Antes de adentrar pela adaptação em quadrinhos achei que esse seria o melhor caminho e teria em mente todo o contexto de cada história, bem fresco. Ter em mente as histórias originais, conforme Lovecraft escreveu, ajudou muito a análise do resultado do trabalho do mangaká.

Adaptações não precisam ser totalmente fiéis aos originais, porém devem de alguma forma manter algum vínculo com a obra original. Todos os três contos ficaram muito bem adaptados e mantendo uma proximidade absurda com a atmosfera tétrica criada por Lovecraft.

Vamos aos contos então para vocês entenderem do que eles tratam!

O Templo (1925)

O conto O Templo foi escrito em Setembro de 1925. Nele temos um submarino nazista alemão que após um combate com uma nau britânica, condena à morte um único sobrevivente inimigo que escondia uma cabeça de uma estátua feita de marfim. Após esse evento uma explosão danifica os motores do submarino que começa uma descida para as fossas esquecidas do leito marinho. Eles acabam por afundar tanto que encontram paragens subaquáticas que olhos humanos não vislumbravam a muitas e muitas eras. A atmosfera claustrofóbica do submarino assim como os encontros que vão acontecendo são todos terríveis. O fundo do mar sempre é um dos ambientes mais propícios ao horror!

O Cão de Caça (1924)

Já no conto O Cão de Caça, escrito em Fevereiro de 1924, dois ingleses profanadores de túmulos mantém um museu secreto com troféus de seus crimes nos arredores de Londres. Acabam por descobrir um túmulo de outro profanador de túmulos, na Holanda, com mais de quinhentos anos de idade. Decidem então obter outro item para sua nefasta coleção desse túmulo secular e logo uma pequena estátua de jade com o desenho de um cão de caça com asas orna sua prateleira. Desse momento em diante um uivo terrível os persegue implacavelmente. O que essa maldita estátua tem para trazer tanto azar e maldição? Segredos perturbadores se revelam.

A Cidade Sem Nome (1921)

Finalizando com o conto A Cidade Sem Nome, escrito em Novembro de 1921, um explorador descobre as ruínas de uma cidade esquecida, sem registros ou nome. Sua exploração lhe revela ao mesmo tempo incrível e assustadora. O que ele encontrou naqueles subterrâneos esquecido desde as auroras mais antigas, só lendo você descobrirá!

Conclusões finais

Três excelentes contos e fielmente adaptados! Uma obra que deve ser lida com toda a certeza!

As adaptações em quadrinho dos contos de Lovecraft não são fáceis de serem feitas. Muitos já tentaram e poucos foram felizes. A atmosfera de horror cósmico é sempre um dos maiores entraves em uma adaptação bem feita. Diferente do horror clássico, o horror cósmico se faz por uma sensação opressora, presente e indescritível. É muito difícil mesmo de se adaptar.

HP Lovecraft - O Cão de Caça e Outras Histórias - Gou Tanabe - Caverna do Caruso - Coluna Sexta Feira 13 - Daniel Gárgula

HP Lovecraft – O Cão de Caça e Outras Histórias – Gou Tanabe

O trabalho de Gou Tanabe é por isso especial. Ele conseguiu com maestria nos entregar uma adaptação de qualidade. Essa obra é uma boa indicação para atrair novos leitores aos contos assim como aos fãs de Lovecraft que podem se deliciar com a visão dos textos.

Espero que curtam como eu, esta leitura. Se o fizerem, venha trocar uma ideia.

Boa leitura!

Tô LendoAlgumas imagens!
HP Lovecraft - O Cão de Caça e Outras Histórias - Gou Tanabe - Caverna do Caruso - Coluna Sexta Feira 13 - Daniel Gárgula
HP Lovecraft - O Cão de Caça e Outras Histórias - Gou Tanabe - Caverna do Caruso - Coluna Sexta Feira 13 - Daniel Gárgula
HP Lovecraft - O Cão de Caça e Outras Histórias - Gou Tanabe - Caverna do Caruso - Coluna Sexta Feira 13 - Daniel Gárgula
HP Lovecraft - O Cão de Caça e Outras Histórias - Gou Tanabe - Caverna do Caruso - Coluna Sexta Feira 13 - Daniel Gárgula
HP Lovecraft - O Cão de Caça e Outras Histórias - Gou Tanabe - Caverna do Caruso - Coluna Sexta Feira 13 - Daniel Gárgula
HP Lovecraft - O Cão de Caça e Outras Histórias - Gou Tanabe - Caverna do Caruso - Coluna Sexta Feira 13 - Daniel Gárgula

Essa foi aquela dica imperdível e que vale não só a lida como a compra! Curtiu? Não curtiu? Deixa sua opinião e vamos trocar uma ideia!

Daniel Braga

Por: Daniel Braga

Pai de uma mulher, nerd, analista de sistemas especializado em infraestrutura, poeta, board game designer e sommelier de cervejas. Adora jogar board games e ouvir jazz anos 30/40, Dead Can Dance e rock and roll. Curte muito o gênero de horror e tudo relacionado, principalmente as boas leituras como Lovecraft, Blackwood, Machen e muitos outros.

2020-02-28T17:53:17+00:00 28 de fevereiro de 2020|0 Comentários