SEXTA-FEIRA 13 #12 – Crowley: A grande besta

Início/Destaques, Leia!, Sexta-feira 13/SEXTA-FEIRA 13 #12 – Crowley: A grande besta
Crowley A Grande Besta - Skript Editora - Douglas Freitas - Sexta Feira 13 - Caverna do Caruso

Venha conhecer mais sobre Alister Crowley, o “homem mais perverso” do século XX.

Alister Crowley recebeu a alcunha de “homem mais perverso” do século XX e sua vida foi incrivelmente interessante e cheia de fatos curiosíssimos. Eu mesmo não conhecia essa personalidade do século passado e foi através de Crowley: A grande besta, uma história em quadrinhos biográfica da Skript Editora, escrita por Douglas Freitas, com arte de Rob Saint, cores de Ítalo Silva e letras de Johnny C. Vargas, que hoje conheço um pouco mais dessa insólita figura.

Uma vida levada como nenhuma outra jamais foi. Rico de berço, não teve preocupações com o dinheiro, o que lhe permitiu escolher um estilo de vida diletante. Sua personalidade multifacetada se apresenta em um enorme espectro, variando absurdamente, chegando inclusive ao fato de ser tóxico para quem o cercava e com ele convivia. Pelo argumento da obra, era um desafio enorme conhecer ele e quem assim o fez, ou tentou, ficou marcado de alguma forma.

Crowley a Grande Besta - Skript Editora - Sexta Feira 13 - Caverna do Caruso

Crowley a Grande Besta – Skript Editora

O prefácio de Marcos Keller nos dá esses detalhes nos ambientando para o que vamos descobrir. Seguimos pelo quadrinho, onde o argumento de Douglas Freitas, apoiado na arte muito rica de Rob Saint, nos dá um panorama da trajetória de Aleister Crowley e suas mudanças pessoais. É magnífico descobrir um homem tão complexo e criticável. Igualmente impressionante é entender como sua vida e sua lenda criaram um amálgama na criação de seu mito – muito interessante ler algo assim na época em que vivemos. Ele se criou e se transformou e isso é indiscutível.

Ao final, você se delicia com a parte Referências Mágickas que vão complementar a leitura, trazendo mais fatos interessantes da história não só de Crowley, mas do mundo. Lembrei muitos dos encadernados do Hellboy que trazem sempre ao final inúmeras referências do texto que são muito boas para o leitor.

Chegamos então ao Posfácio de Raphael Ranieri que traz ainda mais informação sobre a Besta. Uma pesquisa incrível de ser lida e experimentada. Olhando agora mais analiticamente para essa obra, percebo como o trabalho da Skript Editora foi magistral. Não só pela escolha da personagem, que é um desafio enorme, mas pela objetividade que conseguiram alcançar ao final.

Terminar de degustar essa HQ foi como encontrar um estranho, antigo e místico portal. A Skript Editora apenas nos mostrou como abrir essa passagem. Cabe a nós nos aventurarmos por ele para tentar compreender um pouco quem foi Aleister Crowley. No final, a decisão é sua. Eu já entrei. O que posso fazer é estender a mão à você e te ajudar nessa caminhada.

Mas lembre-se do que a Besta proferiu:

“Faze o que tu queres deverá ser o todo da Lei.”

Tô LendoAlgumas imagens!
Crowley a Grande Besta - Skript Editora - Sexta Feira 13 - Caverna do Caruso
Crowley a Grande Besta - Skript Editora - Sexta Feira 13 - Caverna do Caruso
Crowley a Grande Besta - Skript Editora - Sexta Feira 13 - Caverna do Caruso
Crowley a Grande Besta - Skript Editora - Sexta Feira 13 - Caverna do Caruso
Crowley a Grande Besta - Skript Editora - Sexta Feira 13 - Caverna do Caruso
Crowley a Grande Besta - Skript Editora - Sexta Feira 13 - Caverna do Caruso

Os quadrinhos são ferramentas tão poderosas e nos ensinam tanto. Curtiu essa matéria? Deixe sua curtida e seu comentário que vamos conversar mais sobre. Abraços!

Daniel Braga

Por: Daniel Braga

Pai de uma mulher, nerd, analista de sistemas especializado em infraestrutura, poeta, board game designer e sommelier de cervejas. Adora jogar board games e ouvir jazz anos 30/40, Dead Can Dance e rock and roll. Curte muito o gênero de horror e tudo relacionado, principalmente as boas leituras como Lovecraft, Blackwood, Machen e muitos outros.

2019-10-11T10:48:34+00:00 11 de outubro de 2019|0 Comentários