NAS PRATELEIRAS #95 – Aâma

Início/Destaques, Leia!, Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #95 – Aâma

Finalmente! Em 2014 a editora Nemo lançou no Brasil a primeira edição dessa ótima série de ficção científica e, quando as esperanças já estavam acabando, no apagar das luzes de 2019, chegaram às livrarias o quarto e último volume de Aâma.

Tudo começa quando Verloc Nim acorda no meio do nada sem nenhuma memória do ocorrido ou de sua vida passada. De repente um robô gorila com perna humanas chamado de Churchill aparece a sua frente e lhe entrega um diário. A partir daí acompanhamos Verloc enquanto ele descobre o que aconteceu através de suas próprias palavras.

Caverna do Caruso - Aama - Pagina 1

E assim começa nossa aventura…

Com Aâma me sentia lendo uma história de ficção científica pura, com referências intencionais ou não à obras de Philip K. Dick ou Valerian ou até mesmo Akira, vai saber. Imaginada pelo suíço Frederik Peeters, de Pílulas Azuis, temos um roteiro muito interessante que nos mantém instigado a continuar a quer conhecer mais do passado (ou futuro) dos personagens. A tática da memória perdida e do diário que vai montando o quebra-cabeças peça a peça até termos a visão geral de como tudo aconteceu e como Verloc chegou ali é excelente.

Estamos falando aqui de um futuro onde a tecnologia está muito presente na vida das pessoas: implantes cibernéticos, manipulação genética, viagens espaciais e essa substância misteriosa chamada aâma. Não se engane em achar que está lendo uma dissertação sobre ciência, tem muita ação, aventura, mistério e um pouco de terror também. Além de tudo é um conto sobre pessoas e como elas lidam com diferentes situações. A evolução do relacionamento de Verloc com seu irmão Conrad, por exemplo, é muito interessante.

Caverna do Caruso - Aama - Churchill

Assim conhecemos Churchill

Prefiro não contar mais e deixar cada um descobrir os detalhes lendo a série, mas garanto que não vai se arrepender. Confesso que a jornada foi mais interessante que o final, mas isso não diminuiu em nada a ótima experiência que, após cinco anos, chegou ao fim. Obrigado Nemo.

Tô Lendovantagens
  • O primeiro ponto positivo é chegarmos ao fim da jornada. Muitos já falavam que Aâma não seria completa no Brasil, mesmo a editora Nemo confirmando que iria finalizar a série. E assim foi feito!
  • Um gênero que curto bastante, saindo do mundo de super-heróis.
  • Faz muito tempo que eu implicava com o formato europeu, mas hoje gosto das páginas grandes que valorizam a arte.
Tô Lendodesvantagens
  • Eu tinha muita expectativa para o último volume que achei não tão bom quanto os três primeiros que vinham numa ascendente.
  • O material, a folha da revista não é igual aos outros volumes, talvez pelo tempo entre as publicações.

Aproveite a visita e deixe uma mensagem para nós aqui nos comentários. Antes ou depois de ler a indicação, queremos mesmo é bater um papo. Até a próxima!

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.

2020-02-20T18:00:29+00:00 20 de fevereiro de 2020|0 Comentários