NAS PRATELEIRAS #84 – Conan, O Bárbaro

Início/Destaques, Leia!, Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #84 – Conan, O Bárbaro

Conan está de volta à Marvel Comics após dezoito anos longe das prateleiras da editora. Sendo bem cuidado pela Dark Horse nos últimos anos, o cimério retorna sua casa para se juntar, inclusive, à outros heróis da empresa em novas aventuras. De bárbaro à rei, continuamos acompanhando a lenda de Conan.

Conan foi criado em 1932 por Robert E. Howard e desde então suas histórias foram adaptadas para todas as mídias e formatos possíveis: filmes, série animada, live action, jogos… Mas foi em 1970 que a Marvel adquiriu os direitos do personagem, tendo suas histórias escritas por diversos roteiristas e desenhados por outros vários. Tudo muito legal, mas na década de 90 as revistas do herói foram diminuindo até chegarmos em 2000 quando a editora parou de publicar novas histórias.

Em 2003 chegou a Dark Horse bancando o retorno do bárbaro mais famoso do mundo! O Cimério, o Vingador, o Bárbaro, o Matador, o Rei… vários volumes foram lançados e relançados durante estes anos sob nova direção, mas vamos combinar que Conan não é o quadrinho mais vendido no mundo e seus fãs hoje devem ter todos quase 40 anos ou mais (tá, deve ter algumas exceções). De qualquer forma, ele foi tratado com carinho nesse período com revistas e séries constantes.

Sangue, suor e bastante testosterona.

Ano passado a Marvel chegou e falou: “devolve que o filho é meu!” e no início de 2019 Conan passou a ser publicado novamente pela Casa das Ideias. A nova fase se iniciou com dois títulos: Conan the Barbarian e Savage Sword of Conan e foi seguida por Age of Conan (um spin-off onde o personagem principal não é ele próprio) e Savage Avengers (onde o Conan faz parte de um grupo junto com Justiceiro, Wolverine, Venom…). E, finalmente, tudo isso começou a se tornar real para nós, no mês passado, quando a Panini lançou a primeira edição de Conan, o Bárbaro no Brasil!

Escrito por Jason Aaron com a arte de Mahmud Asrar já começamos as primeiras páginas com uma singela homenagem à sua história, quase que introduzindo Conan aos novos leitores, e nos situando em que fase da vida ele está no momento dessa história. Começamos sabendo que o cimério já é rei, mas voltamos imediatamente à um Conan mais jovem, esbanjando energia nas arenas em troca de ouro e vinho até se deparar, e se encantar, com uma mulher linda e, claro, mortal.

Já tinha imaginado Conan nos Vingadores? Não precisa mais.

As edições vem e vão no tempo, alterando entre o rei e o bárbaro, mostrando ligações entre as aventuras dele mais jovem e como isso se liga ao momento atual. Não sei como acaba, mas esse volume se chama algo como “A Vida e Morte de Conan“, o que causa um pouco de ansiedade já que as coisas não estão boas para ele.

Não esperava menos: as revistas inciais, pelo menos, tem bastante testosterona. Sangue, suor, cabeças rolando, sensualidade… meio o que se espera de uma revista do Conan mesmo. Os números #1 e #2 já estão nas bancas e o #3 deve estar a caminho. Estou me amarrando!

Tô Lendovantagens
  • Revista mensal, custo que vai diluído, qualidade alta.
  • Ótima história, ótima arte… lembram bons tempos.
  • A arte das capas por Esad Ribic merecem ser citadas. Ainda bem que temos elas na edição nacional.
Tô Lendodesvantagens
  • Se o fato de ser mensal é uma qualidade pelo baixo custo, também gera ansiedade de não poder ler tudo de uma vez.
  • Acho que não é uma publicação para todo mundo, tem um certo grau de violência para crianças e não acho que atraia as mulheres, mas posso estar errado (queria muito saber a opinião das leitoras).

E deixe seu comentário aqui antes de ir. Qual sua relação com o personagem? Nunca gostou? Gosta e já está lendo? Eu já falei sobre ele antes aqui na caverna mesmo, fazendo dupla com a Red Sonja, então minha opinião tá dada. 😉

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.

2019-10-24T23:24:23+00:00 24 de outubro de 2019|0 Comentários