NAS PRATELEIRAS #51 – CCXP 2018

Início/Destaques, Leia!, Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #51 – CCXP 2018

A maior convenção nerd do Brasil acabou depois de quatro dias de muita emoção! Painéis, artistas, lojas, atrações e muitas outras coisas que irão ficar na nossa memória para sempre. Que tal um pouco do que foi a CCXP 2018?

Em 2018 a CCXP completou seus 5 anos de existência atraindo fãs do Brasil inteiro (e até de outros países) para um mesmo local. Já estabilizada entre as maiores convenções de quadrinhos do mundo, tivemos, mais uma vez, a oportunidade de estar perto dos nossos ídolos nessa considerada por muitos como a melhor CCXP de todos os anos. Tudo bem que não foi dessa vez que conheci José Luiz García-López, mas nem ligo mesmo… 🙁

Cada dia mais animado que o seguinte, tivemos Stranger Things, Sandra Bullock falando de qualquer coisa que não importa (é a Sandra Bullock!!), a presença do Shazam! (ou Chuck, dependendo do seu ponto de vista), Michael B. Jordan, Phoenix Negra, Game of Thrones… tinha atração para todos os gostos! O auge do evento mesmo foi no sábado em um painel surpresa da Sony com a presença da Tessa Thompson seguida por mais de trinta minutos do filme do Aranhaverso e o trailer do novo filme do Homem-Aranha (que até agora não foi lançado oficialmente) com a particiação dos atores Jacob Batalon, Tom Holland e Jake Gyllenhaal. Quando Tom ou Jake entraram no palco, foram como gols em final de Copa do Mundo! Se contar que no mesmo dia, minutos antes estávamos vendo Brie Larson falando de Capitão Marvel com uma cena inteira do filme… foi inesquecível.

Caverna do Caruso - CCXP 2018 - Legado

Legado continua a história de Gatilho e continua lindo

Porém, uma Comic Con é mais que os seus painéis e, enquanto outras convenções internacionais de quadrinhos se destacam pelas estandes de vendas, o evento brasileiro pode dizer que tem a maior Artist’s Alley do mundo: um espaço democrático para autores e ilustradores do Brasil aparecerem ou mesmo se consagrarem juntos a artistas internacionais que geram filas enormes na frente de suas mesas. Estivemos diante de mestres consagrados como John Romita Jr, Mike Deodato, David Lloyd, Lee Weeks, John Cassaday e outros caras que fizeram nossa vida diferente em algum ponto. Impagável!

Mas bem, já que estamos Nas Prateleiras (da CCXP), vale levantar a bola para algumas novidades desse ano que me chamaram mais atenção entre centenas de outras HQs (e prints e sketchbooks e originais e cartões e…). Sério mesmo, são centenas de material em um mar de mesas dos maiores artistas do Brasil!!

Posso dizer (com meu lado infantil/saudosista ficando em polvorosa) que o grande lançamento ocorreu no estande da Panini com o crossover oficial entre a Maurício de Sousa e a DC Comics. Todas as revistas da Turma da Mônica com suas capas desenhadas por um artista diferente juntos com a Liga da Justiça e uma historinha bem legal que dá de 1000 a 0 em Marvel vs DC (lembram disso?). Fora que, ver o tio Maurício é sempre emocionante!

Quem merece um destaque também é a AVEC Editora que vem apoiando o quadrinhos nacional faz tempo. Esse ano com duas continuações: Desafiadores do Destino: Disputa por Controle e Le Chevalier: Nas Montanhas da Loucura. Além de Justiça Sideral e Quem Matou Caixeta?, que já falamos por aqui. Todos eles vocês consegue no próprio site da editora.

Uma galera que acompanho há anos é o QUAD Comics que esse ano chega na quarta edição do QUAD. Quatro autores com quatro histórias, esse ano teve a participação do Marcelo Costa. Mais um ano que não me arrependo de participar do financiamento coletivo e ler em primeira mão a edição. Vale procurar as revistas da editora quanto tiver a oportunidade.

Caverna do Caruso - CCXP 2018 - Adagio

Adagio é boa ficção científica e adoro uma boa ficção científica

Mais um destaque vai para o Eric Peleias e Hiro Kawahara com seus Últimos Deuses. Além de super gente boas, são super artistas e já estiveram aqui na Caverna do Caruso algumas vezes com Até o Fim e Ima, por enquanto. (Mais um parênteses para falar do Gustavo Borges, artista de Até o Fim que esse ano é responsável por Cebolinha. Parabéns mesmo!)

Não posso também deixar de falar da aguardada continuação de Gatilho do Pedro Mauro e Carlos Estefan: Legado! Meudeusdocéu! Já esperando pela terceira edição ano que vem.

Outros dois projetos “sinistros” que envolveram vários artistas e vale a leitura: Sinistra #1, várias histórias por várias épocas com contornos mais sombrios, e Gibi de Menininha, seis histórias de “terror e putaria”… resumindo. Não recomendados para menores de 18 anos. (Falando em menores de 18 anos, Red, da Chairim Arrais tá linda!)

Seguindo… como todo ano passo na mesa do Felipe Cagno para pegar a nova edição da Ruiva, esse ano encontrei Adagio! Ficção científica, terror e intrigas. Apesar de tudo de bom, me amarro muito na arte do Bräo e nas cores da Natália Marques.

E não podia ir embora sem falar de Os Caras do Fahrenheit do amigo Rodney Buchemi, Julio Ferreira, Cristiano Seixas e grande elenco. Muito divertido e material nacional raiz!

Para não ficar só no nacional, peguei o encadernado Doctor Star & The Kingdom of Lost Tomorrows com arte de Max Fiumara e roteiro de Jeff Lemire! Direto das páginas de Black Hammer, fresquinho desse ano!

Mas sério mesmo, dava pra escrever por horas para falar de tudo que teve de novo (ou antigo) lá. Não deixa de ir ano que vem, beleza?

Ah, Lendas, o yearbook da Chiaroscuro Studios esse ano ficou sensacional! Not bad at all!

E não vá embora sem deixar seu comentário! Esteve no evento? O que mais gostou? Passeou pelo Artist’s Alley? Quantos mils reais você gastou? Também ficou na fila do Romitinha por umas horas?

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.

2018-12-13T15:04:36+00:00 13 de dezembro de 2018|4 Comentários