NAS PRATELEIRAS #48 – Quarteto Fantástico: A Vinda De Galactus

Início/Destaques, Leia!, Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #48 – Quarteto Fantástico: A Vinda De Galactus

Nas Prateleiras de hoje conseguimos uma brecha na regra para falar da série original do Quarteto Fantástico dos meados da década de 60, mas que, graças a Salvat, foi relançada encadernada no Brasil no início de 2017. Aproveitando, claro, para prestar mais uma homenagem à Stan Lee e Jack Kirby, por que não?

Em 1961, no Quarteto Fantástico, temos os primeiros heróis criados por essa dupla de sucesso que logo em seguida viria a idealizar o Hulk, Thor, Homem de Ferro e os X-men. Por essas e outras, as histórias desse grupo formado por Reed Richards, Susan Storm, Johnny Storm e Ben Grimm, da Marvel e de Stan Lee estão ligadas de forma que não podemos falar de um deles sem falar do outro. No artigo de hoje temos um exemplo de como um artista como Lee, com a visão de aproximar esses mundo fantástico do quadrinhos à nossa realidade, somado à genialidade de Kirby nos trouxe grandes momentos de leitura.

As histórias do quarteto (que estaria próximo ao número 1000 se não fosse essa briga entre Marvel e Fox) serviram de porta de entrada para vários outros heróis e aparições especiais, porém nos primeiros anos eles estavam on fire! A edição 66 da Coleção Oficial de Graphic Novels da editora Salvat (volume IV da histórias clássicas) traz os números 44 à 51 de Fantastic Four além da edição Anual 3, lançada naquele ano. Anunciada como “Quarteto Fantástico – A Vinda De Galactus“, já temos uma boa ideia do que está por vir.

Caverna do Caruso - Quarteto Fantastico - Galactus - Casamento Sue e Reed

O primeiro casamento do século

Começando por Quarteto Fantástico Anual #3, temos a edição do casamento de Reed e Sue. Lançada como a maior quantidade de supers em uma história, vemos também praticamente todos os vilões de todos os quadrinhos da Marvel tentando atrapalhar a festa. Bem divertida com uma das minhas primeiras lembranças do Vigia interferindo quando não podia (mas que mesmo assim fazia a cada seis meses rs…). Fury, Strange, X-men e uma infinidade de heróis convidados precisam ajudar Sue e Reed a continuar com a cerimônia.

Continuamos a história pelas outras oito edições, naquela que seria a lua de mel, com a Medusa em Nova Iorque criando tremendas confusões terminando com todo mundo na terra dos Inumanos, incluindo Raio Negro e todos seus “amigos”. Já adianto que esse prelúdio à chegada de Galactus, que dura por três edições, não é excelente, apesar da boa trama, temos que relevar certas decisões de roteiro e situações vergonhosas como a Sue de avental por cima do uniforme reclamando dos “meninos” ou ela ficando invisível e chateada por ninguém ter reparado no seu novo penteado… aí não né? Poxa Stan…

Caverna do Caruso - Quarteto Fantastico - Galactus - Nome estranho

Queria falar da forma que eles davam os créditos dos artistas, mas The Coming of Galactus é um título muito bom :-))

O que vem a seguir já é muito bom, desde a aparição do Surfista Prateado como arauto, prenunciando a chegada desse ser “celestial”, até todo o desfecho em si. O sentimento de chegada do Galactus, o suspense do que acontecerá, como eles vão resolver um duelo com um ser desses e até mesmo como será representado esse ser fisicamente, deixa um clima tenso e muita expectativa. Povo em pânico nas ruas… são várias páginas de “agora ferrou” ou “vai dar merda”.

Ao mesmo tempo que temos tudo muito fora da nossa realidade, falando de seres superpoderosos que viajam pelo universo, temos personagens secundários que nos representam diante toda aquela situação. Mais uma vez, o tom de aproximação entre os mundos, chegando até ao epílogo sobre o Tocha Humana indo para a faculdade e o Coisa tentando um relacionamento “normal”.

A história é tão marcante que foi adaptada para o cinema em 2017 (mesmo que muito não considerem nenhuma obra-prima). É óbvio que você, fã de quadrinhos, deve conhecer esse clássico.

E antes de terminar o assunto, a edição seguinte do Quarteto Fantástico nos EUA, logo após essa saga, foi a primeira aparição do Pantera Negra, que falamos aqui Nas Prateleiras e você pode encontrar também naquela coleção vermelha da Salvat sobre o herói.

Tô Lendovantagens
  • Se você vinha colecionando os encadernados da Salvat, já deve ter ele aí na sua prateleira, na pior da hipóteses, é fácil de achar no próprio site da editora ou gibiteria mais próxima.
  • Conhecer os grandes mestres dos quadrinhos no início de carreira e saber como sempre foram bons.
  • Novamente, você tem que conhecer! Isso deve servir pra vida de alguma forma.
  • Você vai ver que o Quarteto Fantástico pode ser bom, apesar do que a Marvel tentou fazer a gente esquecer recentemente.
Tô Lendodesvantagens
  • Kirby devia estar muito doidão: no final de uma edição o Galactus tinha a roupa verde e vermelha! Na seguinte, a armadura roxa que conhecemos.
  • Era uma época nos Estados Unidos que viam a mulher de forma mais fútil e frágil, então, apesar de em alguns momentos termos uma Medusa sacudindo geral e no outro temos a Sue como a mulher a ser salva pelos homens.
  • Stan Lee não está mais entre nós… pelo menos não fisicamente.

Fica aqui mais uma homenagem aos mestres dos quadrinhos: Stan Lee e Jack Kirby que nos emocionaram durante muitos anos e todas suas criações que estarão em nossas mentes e nossos corações pelo resto de nossas vidas.

E não vá embora sem deixar seu comentário. Já conhecia essa história? Nunca nem viu o filme?!?! Quando foi que você leu algo escrito por Stan Lee pela primeira vez? Quer só deixar um abraço (sei que todos estamos precisando pelos últimos dias)? Digita aí!

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.

2018-11-16T10:54:22+00:00 15 de novembro de 2018|5 Comentários
  • Darth Paul Poor Traaais

    Em tempos sombrios, onde tudo está cada vez mais preso as definições cinematográficas, ter acesso a esse quadrinho e revisitar esses momentos antológicos de personagens tão icônicos é um privilégio.
    O Quarteto Fantástico (ou “Os 4 Fantásticos” como também foram chamados no Brasil) sempre teve uma importância enorme no universo Marvel. Suas péssimas adaptações para a telona não fazem justiça a essa importância. Grato pela recomendação!

  • Cara. Toda vez que eu vejo esse Galactus original eu me lembro do Editorial do JJJ em “Marvels” e morro de rir. É sensacional. Aqui nessa imagem não dá pra ver, mas se você tiver sua edição aí, dá uma olhada. É maravilhoso!

    https://uploads.disquscdn.com/images/6282a2d7dfe76f791baf4ac87d2e06f3b4107a02f05062280ce9d2bc6357729a.jpg

    • Hahahaha Verdade, nem me lembrava do detalhe em Marvels.

  • Ricardo Varotto

    Cara implicante… Deixa esse menino mudar de roupa.