NAS PRATELEIRAS #46 – Marvel Battle Lines

Início/Destaques, Leia!, Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #46 – Marvel Battle Lines

Vamos sair um pouco das prateleiras das livrarias e ir para as prateleiras virtuais, mais precisamente para sua loja de aplicativos de celular favorita (ou pelo menos aquela compatível com o seu celular) com a dica de um joguinho para te deixar entretido nos momentos vagos.

Nos últimos tempos, a Marvel tem emplacado bons jogos mobile como em 2015 com Marvel Future Fight, jogo que mistura aventura com evolução de personagem, e Marvel Contest of Champions de 2014, no estilo de luta. Cada um gerando uma boa quantia de novos usuários e, consequentemente, money para a empresa a cada atualização após um novo filme no cinema ou uma nova saga nos quadrinhos.

Nitidamente, Contest of Champions recebeu mais atenção pela empresa, com direito a stands em eventos e até mesmo uma série em quadrinhos própria, mas isso até a chegada de Marvel Battle Lines no fim do mês passado. Aproveitando a New York Comic Con para propaganda e prévia do jogo, com capas variantes em todas suas revistas mensais com a arte das cartas, a Marvel fez uma boa aposta nessa nova empreitada no meio virtual.

Caverna do Caruso - Marvel Battle Lines

Como os cardgames conhecidos, você monta seu deck

O jogo é relativamente simples, como costumam ser no início antes das várias atualizações que ocorrem ao longo do tempo, que inclusive acabam equilibrando melhor as cartas e trazendo novos atributos. Cada carta de um personagem possui um custo para ser jogada, um valor de ataque (ATK) e um valor de saúde (HP), sendo que algumas possuem habilidades espaciais. Também temos aqui o conceito de raridade com cartas comuns até épicas.

São dois tipos de cartas: além de personagens, temos também as cartas de eventos/itens como a Yaka Arrows ou Pumpkin Bomb Delivery que geram algum efeitos sobre o seus personagens ou inimigos (ou os dois). Essas são aquelas que podem gerar um plot twist na partida. Além disso, outro diferencial são os mestres de jogo, personagem “líder” que tem alguma vantagem sobre a partida, aumentando sua saúde ou algum efeito durante a mesma.

Fácil, não?

Caverna do Caruso - Marvel Battle Lines

As cartas são jogadas em um tabuleiro de 3×4 casas

Apesar de ser um jogo com cartas, ele tem uma pegada de tabuleiro. As mesmas são jogadas numa área de 3×4 quadrados e sua área de jogo é a mesma do adversário, onde existe a luta entre os heróis dos dois lados e movimentação de estratégia.

Ah, o objetivo? Zerar o HP do adversário. Como faz? Aí que entra o nome Battle Lines! Você tira da energia do inimigo quando possui personagens no tabuleiro em uma fileira vertical, horizontal ou diagonal… Bingo!

Sim, só isso. Não sei se estou acostumados a jogos e RPG, mas pra mim foi algo bem simples, fácil e intuitivo. Talvez isso possa esgotar as possibilidades rapidamente, mas ainda não chegamos lá. O jogo é gratuito, pelo menos até você querer evoluir mais rápido e gastar uma grana para comprar uma carta melhor ou algo assim, mas até agora não vi motivos para isso.

Marvel Battle Lines está disponível para Android e IOS. Te vejo online!

Tô Lendovantagens
  • Gratuito, fácil e divertido
  • Não tem limite de jogo como alguns outros que possuem energia que só permitem jogar 5 partidas por dia, por exemplo
  • A arte é sensacional
Tô Lendodesvantagens
  • Gameplay é simples e pode cansar
  • Sempre tem cartas impossíveis de conseguir sem gastar dinheiro real
  • Tutorial é meio arrastado

Se você já jogou ou já viu alguma coisa do jogo antes, deixe seu comentário aqui no post sobre o que achou. Se não, baixa lá e volta aqui pra contar!

Ah, e se joga Marvel Future Fight, manda um alô e me adiciona lá no facebook pra gente montar um time! Tô sem aliança agora… Hehehe

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.

2018-11-01T13:10:08+00:00 1 de novembro de 2018|0 Comentários