NAS PRATELEIRAS #37 – X-men: Chega de Humanos

Início/Destaques, Leia!, Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #37 – X-men: Chega de Humanos

Seguindo a cronologia dos encadernados dos X-Men lançados pela Panini, Chega de Humanos segue de onde A Batalha do Átomo parou. Após a morte de seu mentor, com o grupo dividido, os pupilos de Xavier devem se unir novamente para enfrentar uma nova ameaça.

Não sei onde você parou de ler X-Men ou se já voltou a ler, mas sei que todo mundo deixou de acompanhar os mutante em alguma fase da vida. Anota aí: Xavier e Jean morreram. Os X-Men originais vieram do passado e estão na equipe hoje. Você verá dois Feras, por exemplo, mas apenas uma Jean (nova) e um Ciclope (antigo, porque o novo está no espaço com seu pai). Os mutantes estão divididos, Wolverine e Tempestade liderando uns alunos na mansão e Ciclope e Emma Frost à frente de outro grupo. Magneto está por perto e não é o principal problema do grupo mais. Resumindo é isso.

X-Men: Chega de Humanos (do inglês No More Humans) faz parte da linha Marvel OGN (Original Graphic Novel) que já foi publicado aqui no Brasil com a trilogia do Thanos e Homem-Aranha: Negócios de Família. São histórias “épicas” e fechadas em um volume assim como sua antecessora Marvel Graphic Novels que teve X-Men: Deus Ama, Homem Mata ou Dr. Estranho: Shamballa (todos lançados no Brasil). Então, não se preocupe em ter que comprar outras edições para ver o desfecho do que vai acontecer nessa história.

O que seria um mundo sem humanos? Tem mutante que estaria soltando fogos!

O que seria um mundo sem humanos? Tem mutante que estaria soltando fogos!

Quem assina o roteiro é Mike Carey, que desde meados dos anos 2000 já vêm escrevendo para as revistas dos mutantes. O argumento é simples, mas bem legal: os X-Men acordam e se descobrem em um mundo onde todos os humanos desapareceram… assim, sem mais nem menos! Cercados por desconfianças entre eles os próprios ex-alunos do Professor Xavier, a equipe parte para entender o que está acontecendo, mesmo com o risco iminente de estarem indo direto para uma armadilha (por várias vezes). Vai ter morte, plot twists, porraaada! (como diria o Didi) e outras surpresas.

A arte de Salvador Larroca é um ponto positivo. Tenho vários materiais que ele esteve na equipe criativa, então a arte não causa nenhuma estranheza. E vamos combinar que ele deve ter tido um trabalho bem legal por desenhar praticamente todos os personagens mutantes do universo Marvel juntos.

Uma daquelas histórias que reúne todos os personagens mutantes num mesmo lugar

Uma daquelas histórias que reúne todos os personagens mutantes num mesmo lugar

Confesso que as suas 128 páginas são poucas para que a história tenha o desenrolar que eu gostaria mesmo. A solução para um evento desta magnitude em apenas uma graphic novel acaba sendo “fácil”, mas a HQ não deixa de mostrar um potencial muito grande e a felicidade de ver os personagens que gostamos juntos ali. O vilão principal dessa aventura também chega de surpresa, mas ele já veio da saga anterior, então, quem já vinha acompanhando, vai ficar mais confortável com tudo isso. (Será que foi ambiciosa demais?)

Não chega a ser uma God Loves, Men Kill, mas é uma ótima história que vale a pena por aquele preço promocional que aparece as vezes (nota do autor: acredito que o preço de uma HQ deve ser no máximo R$0,25 por página, então do the math). 😉

Tô Lendovantagens
  • História fechada em uma edição.
  • Equipe criativa que já estava acostumada a lidar com os personagens e ai tratar bem eles.
  • Rever seus “amigos” juntos numa super aventura cheia de mistério.
Tô Lendodesvantagens
  • Preço de capa meio alto que vale esperar um desconto.
  • Originalmente lançada em 2014, chega no Brasil 4 anos depois… sério mesmo?

Antes de ir, deixe seu comentário aqui embaixo! O que acho da desse relançamento? Vai cofrar ou deixar pra próxima? Diz aí.

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.

2018-08-10T12:27:10+00:00 9 de agosto de 2018|10 Comentários
  • Ricardo Varotto

    Ai, ai… Mais uma coisa para adicionar à lista, que só cresce…

    • Hahaha A dica é esperar uma promoção boa. O preço de capa achei meio superfaturado.

  • Boa, Tibério! É o tipo de leitura que eu ia deixar passar, mas depois da sua resenha, irei atrás com certeza!

    • Vale a leitura sim. Li várias resenhas pela internet e percebi o povo bem dividido. Uns acharam mais ou menos, outro fodona… eu curti. Pode não ser uma graphic novel pra ser lembrada pela eternidade, porém a ideia é muito boa.

  • Ricardo Varotto

    Comentário off-topic chocado. Você já tinha ouvido falar nesse crossover entre Tropa dos Lanternas Verdes e Planeta dos Macacos? Que bizarro. Já providenciei a versão digital para conferir…

    https://uploads.disquscdn.com/images/01760dabbc794e91203062af5980050170cdfde51fdeb692f25cd6f353a72c72.jpg

    • Nunca, mas vai ser raridade pq Planeta dos Macacos é Disney com a aquisição da Fox.

      • Ricardo Varotto

        Ainda não sei sobre a história, mas a arte é bem interessante. As seis edições já estão aqui no meu tablet aguardando…

    • Eu vi isso na San Diego Comicon em 2017. A Boom tem os direitos pros quadrinhos de Planeta dos Macacos e alguma outra franquia, e tava bombando de corssover no estande dela. Acho que tinha um com Star Trek também!

  • Constâncio

    Ou seja, não saiu na mensal, certo?