NAS PRATELEIRAS #27 – Action Comics #1000

Início/Destaques, Leia!, Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #27 – Action Comics #1000

Há 80 anos atrás chegava aos Estados Unidos a revista em quadrinhos que iria mudar o rumo da nona arte. Em 18 de Abril de 1938 o mundo via pela primeira vez o Superman na edição #1 da Action Comics. E duvido que Jerry Siegel e Joe Shuster tinham ideia do que eles estavam criando.

O mundo nunca mais seria o mesmo. Um zilhão de super-heróis e vilões dos mais diferentes tipos, formas e com poderes mais fantásticos foram criados nesses 80 anos graças a esse super homem que apareceu popularizando o gênero. (Só lembrando que Mandrake surgiu 4 anos antes, mas não foi pop… e magia seria superpoder? Se sim, Jesus seria um super homem também? Por que eu sempre me perco viajando no início dos artigos sobre outros assuntos?)

Encurtando a história, ZAP!, estamos em Abril de 2018 e a DC fez as contas certas para que a edição #1000 coincidisse com o aniversário da revista. A editora fez aquela força para zerar a edição em 2011 com os Novos 52, mas não podia deixar passar a oportunidade e, dois anos atrás, voltou com a edição #957 para chegarmos este mês ao número milenar!

Caverna do Caruso - Action Comics 1000 Capa 1

Uma das diversas capas variantes da edição #1000

A edição histórica possui 80 páginas (o que é meio comum para nós em nossas revistas mensais) e possuem 11 histórias escritas e desenhadas por grandes artistas numa grande homenagem ao Superman. Cada uma bem diferente da outra, vemos várias referências à diversas fases do personagem.

Começamos por From The City That Has Everything com argumento e arte de Dan Jurgens! Sim, o cara responsável por A Morte do Superman abre a edição contando um dia especial para a cidade de Metropolis: o Dia do Superman. Pessoas comuns relembram suas experiências de vida em que estiveram frente a frente com o herói e como ele os influenciou.

Por Peter J. Tomasi, que já escreveu de tudo na DC incluindo Super Sons que falamos aqui, continuamos numa história narrada pelo próprio personagem, vendo página a página toda a carreira do herói (passando inclusive por Kingdom Come). Capa página aliás podia ser um pôster facilmente! Arte de Patrick Gleason.

Marv Wolfman vem em seguida contando uma história do Superman, porém sem o Superman, e isso nem é a coisa mais inusitada dela. Essa história é desenhada por Curt Swan, falecido em 1996. Mas como pode??!?!?! Bem, Marv conta que pegou estas páginas da história do Superman (sem o Superman) de uma pilha de material que seria incinerado durante uma excursão pela DC Comics há 60 anos atrás, quando ainda era criança. Olha que doido! Um material inédito de pelo menos 60 anos. Um tributo ao Superman e ao artista Curt Swan ao mesmo tempo.

Depois vem Paul Levitz e Neil Adams (pausa para pensar: PQP, só fera!!!) trazendo um embate (um pouco diferente) entre Superman e seu inimigo mais famoso: Lex Luthor. Simples e divertido.

The Car! Acho que foi história que mais curti (e que me emocionou), mesmo não sabendo explicar o motivo. Talvez pela arte de Olivier Coipel, talvez por puro mérito dessa dupla sensacional que já trocaram elogios: Geoff Johns e Richard Donner (sim, o cara responsável pelo primeiro Superman na telona em 1978) ou mesmo pelo fato deles te lançarem no tempo direto na capa de uma edição de uma HQ de 80 anos atrás.

Caverna do Caruso - Action Comics 1000 Capa 2

Essa capa do Steve Rude representando a década de 30 ficou sensacional

Seguimos com a arte do brasileiro Rafael Albuquerque ilustrando uma história de Scott Snyder. Essa dupla funcionou em Vampiro Americano e funciona novamente nos levando até Smallville para mostrar um dos primeiros encontros entre Clark e Lex. Muito legal como essa “amizade” dura anos.

E aí a DC vem arrebentando tudo com Tom King e Clay Mann que não deixam por menos na fase atual do Batman (só lembrando que daqui a pouco tem casamento!!). A história é simplesmente um ida pro futuro para o fim da vida na Terra (ponto). Leia! Só saiba que essas viagens no tempo o Sr King faz com maestria e mexe mesmo com nossas emoções (já leu Batman Anual 2?).

Agora em Five Minutes temos uma história bem legal em cinco minutos! Um olhada rápida na vida de Clark Kent tendo que dividir seu tempo entre o trabalho de repórter e super-herói. A história é da Louise Simonson com arte de Jerry Ordway que já fizeram diversos trabalhos para a DC, mas também estiveram juntos em Superman: Funeral for a Friend.

Em mais uma história do Superman sem o Superman Paul Dini e José Luiz Garcia-López criam um parque de diversões sobre o herói mais famoso do mundo: Mr Mxyzptlk! Pelo menos é o que ele queria que fosse. Anyway, se existisse eu queria muito ir! (Tá, essa não tá perto dos outros contos… esperava um pouco mais dessa dupla).

E antes do fim temos Faster than a Speeding Bullet, dedicada a Christopher Reeve pelo escritor Brad Meltzer, ilustrado por John Cassaday. Mostra uma situação tensa até demais para apenas quatro páginas, mas contada com maestria.

Para fechar temos o que seria a edição #0 da nova revista Man of Steel. Anunciado como grande contratação do time, Brian Michael Bendis estreia na DC já colocando os kryptonianos (Kal e Kara) tomando um sacode de um ser que se autodenomina Rogol Zaar (parece um novo Doomsday… veremos). A arte do mestre Jim Lee, mas já foi anunciado que as edições mensais serão com os traços de José Luiz Garcia-López. De qualquer maneira, a expectativa para o desenrolar da história é bem alta e só nos resta aguardar até mês que vem.

E fim! 80 anos em 80 páginas! Parabéns Clark e parabéns DC Comics por nos trazer materiais como esse. (Só para de rebootar as histórias que as edições centenárias vão chegar mais rápido hehehe)

Tô Lendovantagens
  • Dificilmente você verá tanta gente boa junta em um único lugar (e olha que nem falei dos coloristas e arte-finalistas).
  • Edição que vai entrar para a história dos quadrinhos, daquele tipo que você vai poder guardar num baú e mostrar pros seus netos.
  • Emocionante!
Tô Lendodesvantagens
  • Ainda não saiu no Brasil… bem, podia ter sido um lançamento mundial ou algo assim né?
  • Timing horrível de sair num momento que só se fala no filme da concorrente… não tem jeito.

Sei que a gente tá alucinado pelo recente Guerra Infinita, o que é uma pena para o vovô de 80 anos que ficou esquecido uma semana depois do seu aniversário, mas se você quiser bater um papo, comente aí embaixo.

Conseguiu ler essa revista histórica? Acha que o rumo das história do Super está em boas mãos? Superman derrotaria Thanos? 🙂

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.

2018-05-03T13:33:35+00:00 3 de maio de 2018|2 Comentários
  • Jean Carlos

    Uma pena não ter saído aqui, agora ansioso demais em ver Brian Michael Bendis na DC, e queria ver ele escrever Batman também sera que rola um dia, ia ser foda demais.Boa dica Tibério!!!!

    • Obrigado Jean! Acho que até o fim de ano sai a edição aqui. Ela não tem vínculo direto com as histórias (exceto a última). Eles podem adiantar um pouco…

      E BMB não nos decepcionará!