NAS PRATELEIRAS #114 – MADI: Once Upon a Time in the Future

Início/Destaques, Leia!, Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #114 – MADI: Once Upon a Time in the Future

MADI: Once Upon a Time in the Future é uma HQ de ficção científica de um futuro próximo idealizada pela roteirista Alex de Campi e o cineasta Duncan Jones.

Como o pessoal da Caverna está dando muita molezinha, tive que buscar na parte mais underground das minhas Prateleiras esse título que foi fruto de uma campanha de financiamento coletivo no final do ano passado e chegou as livrarias do mundo toda através da editora Z2 Comics.

MADI se passa em um futuro próximo onde a sociedade é dominada por grandes conglomerados empresariais e implantes tecnológicos são comuns, dando habilidades superiores à quem tiver dinheiro para pagar.

Ex-militares, Madi Preston, personagem principal que dá o nome à graphic novel, e seu time chagaram ao limite do que a tecnologia pode oferecer ao corpo humano e hoje são obrigados a atuar como mercenários até que suas dívidas sejam quitadas. Então Madi, para resolver seu problema financeiro rapidamente e se livrar dessas amarras, aceita trabalhar em uma missão solo apesar de uma certa desconfiança. Obviamente que o trabalho acaba não sendo bem o que parece, ela se sente enganada e resolve dar o troco, iniciando uma fuga pelo mundo sem saber em quem confiar… nem mesmo em si própria.

Caverna do Caruso - MADI Once Upon a Time in the Future - Grand Canyon

Uma visão do Grand Canyon com seu cassino em um futuro não tão distante

Interessante que essa HQ faz parte de uma trilogia Moonverse do qual também fazem parte os filme Moon (2009) e Mute (2018), porém não se faz necessário assisti-los. Na verdade são obras independentes, mas que fazem parte do mesmo universo ficcional. Aliás, a revista tem uma pegada bem televisiva, com umas viradas no roteiro que parecem que foram feitas para uma série de televisão ou filme. Não me estranharia que em algum momento alguém se interessasse pelo material para adapta-lo.

Outra curiosidade é que os desenhos e cores são divididos por diversos artistas durante a história, sendo que cada um é responsável por entre 8 a 30 páginas, não necessariamente em um capítulo próprio. Durante as 260 páginas, Simon Bisley, por exemplo, aparece mais de uma vez em momentos mais viscerais.

Além de Bisley, temos Glenn Fabrym, Dylan Teague, Duncan Fegredo, LRNZ, Ed Ocaña, André Araújo, Rosemary Valero-O’Connell, Tonci Zonjic, Pia Guerra, James Stokoe, RM Guéra, Chris Weston, Rufus Dayglo, Annie Wu, David Lopez e Christian Ward. E colorindo a HQ temos Matt Wilson, Nayoung Kim, Chris O’Halloran, Adam Brown, Jacob Phillips, Raúl Arnaiz, Giulia Brusco, Sergey Nazarov e Kelly Fitzpatrick.

Se ficou interessado, você pode conferir as primeiras páginas de MADI aqui.

Tô Lendovantagens
  • Ficção talvez seja um dos temas que mais curto em HQ atualmente, então já ganha algumas estrelinhas só por isso.
  • É uma história envolvente que te faz importar com os personagens. Aliás, poderiam ter spin-offs sobre missões passadas do grupo como soldados ou mercenários mesmo. Teríamos muito a expandir desse mundo e da tecnologia apresentada.
  • Por ser uma edição única, parece que vamos ler rapidinho antes de dormir, mas não se enganem, são 260 páginas com bastante conteúdo.
Tô Lendodesvantagens
  • O grande contra é ser exclusivamente em inglês e, principalmente, em dólares, mesmo que estejamos falando de muitas páginas e uma gramatura alta, de boa qualidade.
  • A mudança da arte pode incomodar quando sai de um artista que você gosta e queria ver mais para outro com traço mais caricato.

Não vá embora sem deixar seu comentário aqui. Pode ser dúvida sobre esse ou outras HQs. Mandem sugestão… crítica… E ótimo 2021 para todos nós!

#vemvacina

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.

2021-02-10T13:23:45+00:00 21 de janeiro de 2021|0 Comentários