Demorou mais consegui chegar ao NAS PRATELEIRAS #100 que numa tacada só vai prestar homenagem ao Rebobinando, Podcrastinadores, Caverna do Caruso, Sexta-Feira 13 e Super Giro falando dessa HQ sensacional que marcou minha vida há 30 anos atrás. Segue o fio! 😉

Antes de mais nada queria usa o NAS PRATELEIRAS #100 para deixar um agradecimento ao Fernando Caruso por abraçar a ideia desse portal nerd que nos dá esse espaço para falar dessa arte que tanto amamos e por isso, hoje, vou homenagear todos os outros projetos daqui com essa HQ. Ela foi lançada no Brasil em 1989 pela editora Globo sendo republicada em 1990 no formado de encadernado e poderia estar muito bem no Rebobinando, ela é sobre guerra assim como o último episódio dos Podcrastinadores, vai ser impossível de você achar para ler da mesma forma que as dicas da Caverna do Caruso, tem horror e tripas como na Sexta-Feira 13 e vai deixar sua cabeça à mil como num Super Giro.

Lançado originalmente em 1988 pela Epic Comics, selo da Marvel Comics que durou cerca de 14 anos onde os autores também mantinham parte da autoria da obra e não estava associado ao Comics Code, e pela britânica Titan Books, The Light and Darkness War (no original) conta a história de Lazarus Jones, um veterano da guerra do Vietnã que perdeu suas duas pernas e seus amigos em uma explosão de um helicóptero em campo de batalha. Após seu retorno para casa, Laz acaba caindo na desgraça com álcool e drogas desejando ter tido o mesmo destino de seu pelotão. Vamos descobrindo isso e mais sobre ele aos poucos com o andar da história que, na verdade, começa nos dias atuais quando, após uma visita ao memorial dos ex-combatentes, ele sofre um acidente de carro e entra em coma.

Caverna do Caruso - A Guerra de Luz e Trevas - Pagina 2

Um mundo de fantasia e violência

Em coma, Lazarus é transportado para uma dimensão paralela (como que um pós-vida), com suas pernas de volta e onde seus companheiros de batalha ainda estão vivos, lutando em uma nova guerra contra a Força das Trevas. Nesse mundo de fantasia e violência, personagens fictícios se misturam com reais (como Da Vinci e Tesla) numa trama com seres mágicos e tecnologia, numa guerra que parece sem fim.

Durante as seis edições originais, vamos indo e voltando desse mundo, conhecendo esse Lazarus que agora luta por um novo sentido a sua vida, nem que precise novamente retornar as drogas novamente. Não sei dizer que temos uma crítica à guerra ou apenas mais uma história para os americanos se sentirem melhores após sua derrota, mas tirando uma tentativa de desvendar os quadrinhos, é fato é que temos um universo vasto e cheio de mitologia (vale citar que antes de cada capítulo temos um trecho de um livro como uma bíblia daquele mundo que nos dá uma profundidade ainda maior do que estamos vendo).

A história é escrita por Tom Veitch e desenhada por Cam Kennedy, dupla que depois viria a ser responsável por Star Wars: Dark Empire I e II. Apesar de poucos trabalhos (talvez você já tenha visto ele em Juiz Dredd), os traços do Kennedy são bem marcantes e vemos muito de A Guerra de Luz e Trevas nem suas publicações do universo de Star Wars.

Caverna do Caruso - A Guerra de Luz e Trevas - Pagina 1

Se você já leu Dark Empire vai ver muitas semelhanças nos traços

Sabendo que nasci em 1981, conheci essa HQ nas bancas a partir das edições avulsas com 8 anos e, na época me marcou muito como o primeiro quadrinho adulto que lembro ter lido. Também lembro de ter conseguido comprar apenas as 5 edições nas bancas e apenas meses depois ter lido a história toda no encadernado lançado pela própria editora. Fiquei bem encantado com até onde poderia ir as histórias em quadrinhos além de Turma da Mônica e Superman, deixando essa história para sempre na minha memória (principalmente após uma cena de uma bala decepando uma parte de uma pessoa).

Tô Lendovantagens
  • Se você gosta de Avatar, como ponto positivo, digo que existe todo uma história de plágio por parte de James Cameron e similaridades entre as tramas. Existia até um roteiro original sendo escrito para o filme desta HQ que foi descartado pelo próprio produtor. Então, confie no Cameron quando ele diz que é bom.
  • Se você não gosta de Avatar, A Guerra de Luz e Trevas é mais emocionalmente profunda e interessante que o filme, então não confie no Cameron quando fez sua cópia bonitinha dessa história. 😉
Tô Lendodesvantagens
  • Impossível de encontrar a edição nacional, talvez num site de leilões por aí num preço bem alto.

Não vá embora sem deixar seu comentário!

Sim, foi difícil chegar aqui, principalmente em época de isolamento social trabalhando em casa com criança pequena, tirar qualquer minuto que seja para estar lendo uma nova HQ ou escrevendo. Para não deixar essa semana passar em branco, fui buscar uma HQ importante para mim, fazendo essa marca do 100º artigo ser ainda mais especial.

Obrigado e até a próxima!

Tiberio Velasquez

Por: Tibério Velasquez

Analista de sistemas por profissão, integrante do Conselho Jedi do Rio de Janeiro, Tibério também é fotógrafo, turista, iPhoner e colecionador. Curte de tudo: filmes, músicas, livros, séries, peças teatrais, jogos e quadrinhos. Nerdices à parte, assiste sempre MMA, NFL, Rugby, NBA, MLB, futebol, e tenta não deixar a prática de esporte de lado.