NAS PRATELEIRAS #05 – Capitão Feio

Início/Leia!/Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #05 – Capitão Feio
Nas Prateleiras #05 Capitão Feio

O Capitão Feio surgiu há 45 anos numa necessidade de se criar um vilão para os personagens da Turma da Mônica.

Com o tempo teve mais destaque e várias novas aparições para atormentar a vida da turminha. Apesar de não ser um personagem popular entre os leitores das histórias, ele foi um dos escolhidos para ter sua HQ própria neste projeto da Maurício de Sousa Produções.

A Graphic MSP surgiu em 2012 com uma história solo do personagem Astronauta, que viria a se tornar uma trilogia pelas mãos de Danilo Beyruth e Cris Peter. Desde então, já tivemos muita coisa de muitos personagens pouco aclamados (vamos combinar que nenhuma criança era fã do Penadinho, Piteco, Louco, Astronauta… a gente até gostava, mas queria mesmo era ver o Cascão, que era meu preferido, me identificava). Talvez lançar esses personagens secundários com essa nova roupagem tenha sido proposital para evitar qualquer desgaste com a imagem dos principais… e não é que deu certo!?!? A editora reuniu grandes nomes dos quadrinhos brasileiros e fizeram ótimos trabalhos.

Nas Prateleiras #05 Capitão Feio

Bela capa de Capitão Feio (ba dum tsss)


Com Capitão Feio não foi diferente, os irmãos Magno e Marcelo Costa nos entregam uma HQ linda, cheia de referências e contando a origem do vilão! Que história foda! No início ela me soava um pouco familiar, algo como Hancock, um cara com super poderes, que ninguém se importa como surgiram, e que quer viver sua vida alheio ao mundo. Só que, em certo ponto, as coisas saem do controle e a partir daí que tudo se desenvolve para ele se tornar o cara mais sujo que conhecemos.

Capitão Feio - Caverna do Caruso

Eu vejo esse teaser e lembro do Rambo na hora

Não entro muito nas histórias para não estragar as surpresas que possam vir, mas durante todo o tempo nos perguntarmos como seria o Feio se as coisas tivessem acontecido um pouco diferente… se as pessoas agissem com menos preconceito, se uma decisão fosse tomada de outra maneira. E pensar também que lááá atrás, em 1972, com a criação do Capitão, a poluição e o lixo já eram temas debatidos pelo Maurício e continuam atuais.

Só tenho elogios à obra e recomendo à todos a ler os lançamentos da Graphic MSP, que está fazendo há cinco anos o que a DC começou “ontem” com Future Quest. Será que houve inspiração, hein?

Tô Lendovantagens
  • Quadrinho 100% nacional, de fácil acesso e bom preço
  • Turma da Mônica, seja qual personagem for, sempre lembra a infância
  • Ótimo material extra no fim da edição sobre a criação da história e origem do personagem na década de 70
  • Falei da história antes, mas a arte também é sensacional
  • Quem não conhece bem a história do Capitão Feio, tem um plot twist bem legal
  • Pode ser lido sem nenhuma bagagem de Turma da Mônica ou qualquer lançamento da MSP
Tô Lendodesvantagens
  • Tem um prefácio do Maurício de Sousa na página 5 que dá spoiler sobre o personagem… Porra, Maurício! (não leia nada antes de ler a história)
  • Acaba!
2018-01-04T16:40:13+00:00 16 de novembro de 2017|11 Comentários