NAS PRATELEIRAS #02 – Atômica

Início/Leia!/Nas Prateleiras/NAS PRATELEIRAS #02 – Atômica
Caverna do Caruso - Atomica A Cidade Mais Fria Coldest City

Aproveitando o hype do filme Atomic Blonde baseado na história em quadrinhos The Coldest City, a Darkside trouxe para o Brasil Atômica – A Cidade Mais Fria, citando o nome do filme lançado no Brasil como Atômica. Resumindo, mudaram a p0#@ toda e a Darkside juntou os pedaços!

Atômica conta a história de espiã Lorraine em uma missão em Berlim pouco momentos antes da queda do muro e após a morte de um agente da MI6 que investigava uma possível lista com os nomes de todos os agentes infiltrados nas Alemanhas. Lógico que nada é fácil, acontecem mortes, reviravoltas, agentes duplos, triplos, quádruplos… será que dessa vez Lorraine conseguirá escapar da armadilha mortal do Coringa?

Caverna do Caruso - Future Quest

Lorraine, HQ vs Filme

Diferente do filme, se é você viu o filme, na HQ temos a história contada de maneira mais lenta onde a trama é mais importante que a ação. Bom e velho clima de detetive noir com atenção nos detalhes… nas falas. Também posso dizer que o clima dos quadrinhos é mais “conservador” e acredito dar mais a sensação do final da década de 80 onde, por exemplo, Lasalle é um homem (e não a Sofia Boutella) e temos um Percival mais velho, “respeita o moço… bigode grosso”, rústico e sexista (e não o James McAvoy). Poderia citar aqui 15 grandes diferenças entre o filme e os quadrinhos, mas vamos em frente…

Caverna do Caruso - Future Quest

Em uma sequência de Coldest City, Percival conversa com Lorraine.
Sim, esse de bigodão é o Percival original!

Temos falar da arte de Sam Hart, em preto e branco, que se encaixa como uma luva na narrativa fazendo ótimo uso das luzes e sombras (acho que, por isso, até “ontem” achava que a Lorraine era morena e não a Charlize Theron). Ah, claro, o roteiro de Antony Johnston é primordial!

A edição brasileira em capa dura é igual a americana. Então, sem problemas, escolha a mais barata… brincadeira, compre a nacional e vamos mostrar que queremos quadrinhos de qualidade por aqui!

Tô Lendovantagens
  • Mesmo tendo visto o filme, a HQ vale ser lida, principalmente pelas diferenças entre as obras
  • Um grande thriller de espionagem que não se acha fácil por aí… talvez só com o Ed Brubaker
  • O clima noir de uma Berlim em 1989 tá ali na suas mãos… quase… posso… sentir
Tô Lendodesvantagens
  • Se você gostou muito do filme, mas muito mesmo, talvez não vá gostar dos quadrinhos porque é totalmente outra pegada
  • A Lorraine versão quadrinhos não é tão badass quanto a Lorraine versão Charlize Theron
2018-02-21T18:19:36+00:00 26 de outubro de 2017|19 Comentários
  • Taí, mais uma excelente coluna, Tibério! Fiquei afinzão de ler!!! Muito boa pedida!

  • Ainda não vi o filme, mas pelo nome original acho que eles perderam uma ótima oportunidade de colocar “Louraça Belzebu” como o nome nacional.

    • Hahahahhahah E se fosse sci-fi poderia ser “Uma Louraça Belzebu, Replicante!”

    • Pqp! Louraça Belzebu ia bombar! hahahaha

  • Adoro esse tipo de arte, com um quê de noir, vou procurar a HQ!

  • Mago

    Ô Caruso e Tibério,vcs sabem algum gibi com a temática de Máfia? Assisti o poderoso chefinho e fiquei na vibe

    • Mago

      digo, chefão.

      • Ricardo Ferreira

        Skreemer, do Peter Milligan.

        • Nããããoooo, muito ruim!! Mantenha a distância!

          • Ricardo Ferreira

            Hahahahahahahahaha

    • Fala Mago, quando você fala máfia eu fico pensando em quadrinhos tipo de crime/policial, não sei se é bem isso, mas vamos lá.

      Qualquer coisa do Ed Brubaker! Criminal, Incógnito, Fatale até Kill or Be Killed tem uma pegada de máfia/policial, seja misturado com sobrenatural ou não.

      Tem o Skreemer que o Ricardo falou.

      Tem 100 Balas que é bem popular.

      Estrada Para Perdição que virou filme… tem um History of Violence do John Wagner que também virou filme.

      Agora, você pode também querer umas coisas de máfia diferenciadas tipo The Darkness, que é máfia querendo ou não, hehehe

      Ah, Gotham Central que também é do Brubaker e fala do submundo de Gotham. Máfia!

      Até Justiceiro ou Demolidor tem a fase “caçando a máfia”. Tipo Justiceiro Max que tá rolando agora ou a fase que o Demolidor ser torna o Rei do Crime.

      Sei lá, penso em tanta coisa, vc tá pensando mais perto do que disso aí pra tentar resumir… 😉

      Abraço.

      • Mago

        blz! ta anotado. vlw!

        • Pô, a minha indicação era exatamente o Estrada para Perdição, que é muito bom e a arte é bem bacana! Saiu aqui no Brasil em três volumes pequeneninhos, tipo quadrinho italiano.
          Outra parada que não é exatamente Máfia, mas eu gostei pra caramba é a série PARKER, que saiu aqui pela Devir! Muuuito legal. (PS: Ambos são preto e branco!)

          • Parker também acho que cabe. Já saíram 3 edições aqui no Brasil.

  • Rimos Mesmo

    Deus é pai! Não me deu a menor vontade de ler!
    Obrigado, Tibério, meu credicarde agradece penhorado.

    • Hahaha Me deve um chopp!

      Mas a ideia era mostrar que Coldest City é legal! 😒

  • Léquinho Maniezo

    Essas edições da Darkside são lindas de morrer, assim como a arte do Sam Hart, ta de parabens.ESPIONAGEM. E S P I O N A G E M.

    • Feliz por estarmos num momento que as opções de quadrinhos estão saindo da Marvel e DC e cheios de coisas novas.