MdM #488

Início/Ouça!/MDM/MdM #488
2018-10-22T15:13:25+00:00 22 de outubro de 2018|13 Comentários
  • Lord Bhaaleito bebun

    Vou aproveitar que aqui é um canto quietinho pra poder trocar umas ideias, na boa, sem briga e sem partidarismo se possível.

    Respeito o seu ponto de vista, mas assim… er… fiquei com uma pequena impressão, que você Caruso, está em um efeito “Regina Duarte” as avessas, apesar de que eu votei no Amoedo no primeiro turno e estou sem candidato no segundo, sendo realmente sincero não tó nem ai pro Bolsa ou pro Andrade, porém achei o tom do podcast bem alarmista, como se a caso um cara conservador ganhar o mundo vai pegar fogo da noite pro dia.

    Cara, lembro desse mesmo clima lá em 2002, levou 3 eleições pro barba ganhar por medo da população por conta do Brasil virar comunista estilo stalinista. Mas isso não ocorreu, ele ganhou o Brasil foi pra frente e em frente, com um bom primeiro mandato dele e com um médio segundo mandato, o pais ainda tava na bonança quando ele saiu e ai as pessoas tiveram medo de errar e perder algo e continuaram acreditando no PT. E esse foi o erro, o que mantem um pais bem estruturado com seus poderes sadios não é a continuidade de um único partido, nos temos que trocar esse povo, senão de 4 em 4 anos ao menos de 8 em 8, não é saudável pra qualquer democracia que não haja alternância de poder, você manter um partido por muito tempo no poder é o que formenta a corrupção estruturada, não é o povo que tem que aguentar os mesmos políticos no poder por muito tempo, são os políticos que tem que rebolar na mão do povo pra se provar no direito de continuar ou de sair de cena, não importe quem entra e quem sai, temos que fazer com que a classe politica sinta que ela deve servir ao povo e não que ela pode se servir do povo de 4 em 4 anos.

    Eu particularmente tó me lixando pra quem vai ganhar, pois tá claro como o dia, o pais tá “quebrado” se for levar em conta o tamanho da divida interna, o próximo presidente, seja ele quem for vai tá ferrado também, porque ele vai pegar um puta impopularidade porque vai ter que aprovar reformas que ninguém quer fazer, se for olhar pelo ponto de vista programático o PT deveria estar comemorando de soltar fogos que o Bolsa vai ganhar porque isso vai abrir caminho pra eles daqui 4 anos… mas como eles tão vacilando e não aceitando isso como um bando de crianças que perderam o trono do parquinho, tá mais ao meu ver que quem pode daqui a 4 anos pegar essa boca ou vai ser o PSDB que tá abrindo os olhos pros erros que ele cometeu ao não se mostrar como um partido de extrema oposição ao PT ou vai ser o NOVO que ao meu ver saiu do nada como uma nova viés.

    Aqui em SP se o Doria ganhar pra governador pode sair briga de cachorro grande entre ele e o Aécio pra ver quem vai ser o próximo candidato da oposição, fique de olho daqui 4 anos e anota ai essa previsão.

    Eu não tó me preocupando, AINDA, com qualquer possibilidade de não haver eleições no futuro porque apesar da grande descredito houve um movimento de renovação, seja ela pra melhor ou pra pior, eu não creio no alarmismo fascistoide atual porque ele não se justifica quando você para pra olhar de verdade o que vai ocorrer, mas entendo e volto a dizer que respeito a suspeita dos mdms com relação a isso, é um direito e um dever da cada um se manter atento a tudo apesar de eu, do meu ponto de vista, não ver esse monstro vindo da sombras que muitos estão tentando pintar.

    • Cara, acho que você não me entendeu muito bem ou eu não fui muito claro na minha exposição durante o podcast, ou mesmo se eles falavam de outra coisa no início da gravação que eu não peguei porque eu cheguei depois.
      Meu medo não é a gente voltar à ditadura (embora eu entenda que existam razões para fundamentar esse temor, como os filhos falando da facilidade de fechar o STF, o vídeo do Bolsonaro dizendo que vai “expulsar os vermelhos do país”, a presença de um vice general, etc, etc, etc). Meu medo são as pautas bombas que ele já deixou bem claro que vai colocar em prática assim que tiver a chance: acabar com reserva indígena, acabar com o sistema de cotas, acabar com as ONGs, acabar com o combate ao preconceito (que ele falou recentemente em entrevista se tratar de “coitadismo”), as pautas de meio ambiente (fim do ministério do Meio Ambiente, fim das multas por desmatamento, Brasil fora do Acordo de Paris), tudo baseado num modelo de governo de “orelhada”, achismo, de equívoco total, comprado por eleitores que em sua maioria são tão analfabetos políticos quanto ele.
      Pra completar o temor, tem o temor maior do sentimento de legitimação que virá desses mesmos eleitores, que já estão por aí tocando o terror, abordando gays na rua e dizendo “isso aí vai acabar”, ameaçando mulheres que reclamam de seus assédios e vários outros relatos que não deixam de existir só porque “você não vê”. Acho que vamos assistir a uma terrível escalada de crimes de ódio que vão ser o tempo todo relativizados como “fake news” e com o já clássico “tem que ver também…”. Não tenho dúvida nenhuma que todas as conquistas nas quais avançamos tão pouco e com muito custo andarão pra trás em questão de meses e seus eleitores vão tratar a reclamação como “mimimi” ou “no governo do PT era pior”.

      • Quanto a “não ver esse monstro vindo das sombras que estão tentando pintar” vou te deixar dois videozinhos aqui, um de como era o irã nos anos 60 e 70 e outro de como as pessoas recebiam essa ideia de usar burca na época que isso foi proposto. Vê se alguém ali “via esse monstro vindo”.

        https://www.youtube.com/watch?v=NszCNZLGuDs

      • Lord Bhaaleito bebun

        Eu só consigo ver um baita, baita mesmo, temor paranoico de que ele sendo eleito o mundo construído perfeito pelo governo anterior que durou quase quatro mandatos vai acabar, eu novamente enfatizo que eu vi um bom governo do PT no inicio, mas que conforme ninguém ia alterando ou mudando para se fazer uma alternância saudável de poder o mesmo foi se deteriorando, a corrupção se instalando e uma inflação voltando, aquela mesma que tínhamos conseguido controlar graças a um forçada reeducação financeira e susto emplacado pelo sistema da URV, claro que quanto a inflação atual é fato que devemos ressaltar que ela não é nada se comparado com aquela da época do fim dos anos 80, mas ainda sim se continuar como estamos indo, mais um mandato por parte de quem não se propõe a fazer cortes ou iniciar um plano mais duro e ela se colocaria ai livre leve e solta, isso porque vendo a ultima propagando do PT eu senti um baita teor de que se o menino Andrade ganhasse e fosse mesmo colocar em pratica o que ele falou que iria fazer o rombo da divida interna iria levar o pais a falência. Não tem como fazer os aumentos que ele propôs e a segurada no preço que ele disse que faria sem aumentar a divida publica, e a longo prazo se isso ocorresse, das duas uma ou o Brasil daria calote ou quebraria.

        Quanto a sua exposição, cara, você foi claro sim, eu entendi sim, mas tudo que eu vejo é um medo, um quase terror por parte de quem vê qualquer mudança como sendo ela negativa se não for colocado um governo de esquerda, CARALHA, PQP, eu nunca teria visto problema em votar no PT se ele tivesse feito o CERTO, que era assumir os erros que cometeu, dizer que errou, que o PT iria se corrigir se a população lhe desse uma nova chance e principalmente colocar como candidato uma figura realmente relevante como seu representante que deveria ter sido o CIRO, e esse cara, por mais que eu ache ele uma figura humana deplorável, como politico eu teria ido votar nele de boa com quase tesão, mano, o PT errou, errou muito, errou rude, obvio que escrevendo isso eu ainda tó relegando o plano de governo do PT que eu li… e na boa, é impossível de ver ele no original sem as “mudanças” posteriores do menino Andrade dizendo isso era antes e que o que tá ali não vale mais sem achar que na verdade o PT voltando teria sido bem mais provável que o Brasil se tornaria a Venezuela da vez.

        Longe de mim com isso dizer que eu legitimo o Bolsonaro no poder, tó fora dessa, tanto é que já declarei que vou votar nulo, mas se tem uma coisa que eu sei é que se o regime militar não acabou com o Brasil, não vai ser o Bolsa em 4 anos que vai fazer isso. Por isso que eu vejo (novamente, na boa, nada pessoal, nada contra sua pessoa) a sua atitude e declarações como uma Regina Duarte as avessas, cara, é só lembrar como era esse mesmo nervosismo do Brasil nas 3 tentativas que Lula tentou ser presidente antes de se tornar um cara mais “leve” por assim dizer, o mundo não acabou, o Brasil não virou “comunista” embora tenha seguido um viés voltado próximo ao socialismo… mas estamos falando de um socialismo até a pagina 2 onde o capitalismo sempre o sustentou, e se teve um gasto de uma gordura econômica feita pelo estado (na gestão do FHC) até a mesma sumir e virar divida, mas isso é outra historia, vamos em frente.

        Falando em pautas bombas… você realmente sabe que pautas realmente vão levar o próximo governo, seja ele qual for, a uma impopularidade montra? Só a da contenção de gastos que a equipe econômica não conseguiu aprovar e a reforma da previdência, vão levar qualquer um sente na cadeira a uma não reeleição daqui 4 anos, eu estou tendo que aceitar de antemão que será essa geração que vai pagar pelo descaso e pela irresponsabilidade dos governos anteriores em não ter feito isso antes, como integrante da população eu sei que essa conta é dá nação, como individuo, obvio que não vou gostar disso, mas seria ainda mais irresponsável não aceitar que o próximo governo vai ter que corrigir isso o mais rápido possível enquanto ainda dá tempo, senão o Brasil todo vai virar um grande RJ economicamente falando.

        Quanto a achar que o Bolsonaro sendo eleito os homens do Brasil vão se tornar mais machistas e intolerantes do que já são eu acho bobagem, um viés de perseguição as “classes” só tornaria o governo ainda mais impopular e insustentável, se você me provasse que o Brasil dos últimos quatro mandatos e o de hoje é muito menos violento com as minorias do que vai ser daqui pra frente (e eu tó sendo retorico porque sei que não tem como se fazer essa conta, uma vez que o futuro é uma parada impossível de predizer) eu daria o meu braço a torcer, mas a verdade é que os homens de hoje, são os mesmos que vão estar aqui amanhã, o pessoal do PT no governo ter feito leis que “protegem” essas minorias não prova que o partido e o governo como um todo estava realmente engajado em realmente ficar do lado dessas pessoas, essas pessoas sempre valeram pra ele o que os pobres do Bolsa família valiam para o partido, 1 voto por pessoa, é só isso. Eu nunca me enganei quanto a isso, é pura demagogia fingir que o PT era o supra sumo do defensor dos fracos e oprimidos, ainda mais por conta que estando no poder o partido se corrompeu como um todo e se afastou das massas, e temos um bom Mano Brown hoje ai pra declarar seu ponto de vista sobre isso.

        Mas como conclusãoi uma coisa é certa, segura e certeira, seguindo minha logica, não importando quem seja o governo amanhã, daqui quatro anos eu vou votar novamente, só que dessa vez pra mudar ele de novo, nunca mais vou votar pra que um governo permaneça.

        • Você está realmente muito atrelado a questão do PT, já vi que vai ser impossível qualquer conversa nesse sentido.
          Tudo que eu falei sobre o motivo para votar no Haddad eu teria dito como motivo para votar no Alckmin ou na Marina, ou no Amoedo ou em quem fosse.
          Meu medo não é uma loucura da Regina Duarte, todas as coisas que eu falei são baseadas em DECLARAÇÕES FEITAS POR ELE.
          E, sim, já existem alguns registros de aumento da violência contra LGBTQ nos últimos anos. Mas nem precisava ter, o simples fato do favorito a presidência classificar isso como “COITADISMO” e anunciar que vai acabar com os movimentos sociais é o suficiente para votar contra ele. Também falou em acabar com as ONGs, o Ministério da Cultura, as Reservas Indígenas, o sistema de cotas.
          Agora, não pense que você não está legitimando o Bolsonaro votando nulo, porque o caso é muito contrário: só os nulos e indecisos podem mudar o rumo da eleição. Quando você vota nulo você está, sim, legitimando o Bolsonaro, por causa do seu medo Regina Duarte do PT.
          Mas alguma coisa me diz que você não vai, novamente, entender nada do que eu escrevi aqui, e só vai ler “pt pt pt pt pt pt” com as mãos nos ouvidos falando “lalalalalalalala”.
          Eu releio as coisas que eu escrevi e a sensação é nítida de que você não leu nada. Veio com um discurso pronto antipetista (sendo que eu nem falei do PT), achando que isso te isenta de eleger o Bolsonaro. Não, não. Essa aí vai ser na tua conta. Eu votei no Ciro no primeiro turno e vou fazer a minha parte votando no Haddad agora. Rogo com todas as minhas forças para que você faça o mesmo.

          • Lord Bhaaleito bebun

            Cara, não tem como, eu entendo o seu voto, eu respeito o seu voto, mas eu não vou compactuar. Já adianto que acho super bacana da sua parte ceder seu tempo pra troca ideias da maneira como você vem fazendo, mas eu sinto muito. Analisando ele ainda mais profundamente, eu não me vejo dando um voto pro Andrade, por conta da soma de inúmeros fatores, como a arrogância intelectual que ele se faz ter, mesmo sendo quase tão raso quanto o outro e ainda apesar de ser um professor universitário (essa foi uma das piores eleições que eu já vi desde 1989 quanto a qualidade de troca de ideias e propostas viváveis por todos os lados), o fato dele se apontar como a unica opção e como se todo mundo tivesse obrigação de votar nele só porque foi o que sobrou. Com o tipo de campanha que ele vem fazendo acusando o adversário de fake news e ele mesmo propagando as mesmas fake news sujas do adversário e usando seu espaço para inflamar ainda mais o temor a nível tabloide do the suns quanto ao seu adversário, com ele se contradizendo a cada semana sobre o seu plano de governo pra não mencionar, mas já mencionando, toda carga histórica de corrupção da ultima década que o partido dele acumulou e ele não fazer um baita apontamento de culpa e correção pra se colocar como uma nova linha dentro do próprio partido. Tudo isso só facilitou pro aproveitador do Bolsonaro passar um rodo bonito, mas que no final só engana a população menos consciente de que vai ser um ruim por um tão ruim.

            São dois sujo e mal lavados que sobraram pra se votar e a população tirou todos os encardidos que poderiam de alguma forma ser opções menos piores. Não tem como você votar em um deles e não sujar suas mãos com as merdas que qualquer um deles vão fazer nos próximo 4 anos.

  • Lord Bhaaleito bebun

    Completando, pra mim tudo virou zoeira já que perdi o meu foco, a melhor coisa das eleções agora pra mim são as aberturas de anime que elas geram.

    https://www.youtube.com/watch?time_continue=1&v=QjALgcw4us8

  • Lord Bhaaleito bebun
  • IDRIS ELBA RAMALHO

    Engraçado como são as coisas.
    O episódio de Black Mirror que eu detestava (tirando a 4 temporada, que eu detesto tudo) era o “The Waldo Moment”, em que um meme animado vira um dos candidatos mais votados. Achava nada a ver, e muito fantasioso e forçado.
    Depois de todo esse fenômeno do Bolsolixo, me recomendaram assistir esse episódio novamente, comparando com a situação do nosso país em que um nazista é o candidato mais votado… O episódio pra mim passou a ser realista e tremendamente assustador.
    Em resumo, foi só uma pequena divagação para dizer… Estamos lascados.

    • Black Mirror fica mais assustador a cada assistida.
      Mas até aí, nosso cenário político também. Me vejo apanhando na rua por sair de casa usando uma camisa vermelha, do Capitão Marvel. A gente tem que se ajudar e se proteger. Andar junto na rua e impedir espancamentos.

      • IDRIS ELBA RAMALHO

        As coisas estão cada vez mais complicadas.
        Minha noiva tem descendência asiática, e apesar da família dela estar no Brasil há gerações, temo que ela sofra violência de pessoas xenofóbicas que estão saindo do armário. É um misto de ansiedade e impotência que eu nunca imaginei vivenciar. Há que ponto chegamos…

  • Roberto Hunger Junior

    Achei muito bacana este podcast. Muito mesmo… Só acho uma questão, muita gente acredita que a máquina de fake news irá parar após a eleição. Eu creio que não, Quem a usa há anos vai continuar para se perpetuar no poder e o partido que perder, verá nisto outra forma de lutar pelo poder. Eu sinto que a eleição já estava praticamente decidida quando os debates na Tv se iniciaram. O que era antes primordial para a eleição (o debate televisivo) , desta vez pouco pesou nas pessoas que já haviam sido infectadas pelas fakenews. Os partidos tradicionais não atentaram para isto (seja isto bom ou ruim), e quem percebeu isto usou, usa e continuará usando a partir de agora.