CDC #98 - C.O.W.L. Kyle Higgins Alec Siegel Rod Reis

C.O.W.L. foi uma das minhas mais recentes descobertas e uma excelente surpresa, fazendo um cruzamento de várias coisas que eu me amarro muito: arte incrível, trama densa, ambientação anos sessenta e SUPER HERÓIS! Se você ainda não conhece, não perde por esperar!

A revista acompanha as reviravoltas de um sindicato de super heróis da Chicago de 1962 (tai, lembrei de outra coisa que eu gosto: Chicago! Cidade do Savage Dragon e dos Blues Brothers!!). Depois de um período de prosperidade na década de 50, o sindicato (ou a Chicago Organized Workers League) se vê com muita dificuldade para manter a relevância e seu diretor precisa fazer de tudo para renegociar um contrato com a prefeitura.

Além dessa trama política, com diálogos extremamente realistas, acompanhamos os problemas de alguns de seus funcionários no campo pessoal e profissional (ô loco, bichô!), todos com histórias bem marcantes – como é o caso da super heroína Radia que, por ser mulher (ainda mais nos anos sessenta), é vista apenas como o “rostinho bonito da equipe”, apesar de seus super poderes fodões.

No entanto mais do que uma narrativa pulverizada, a trama também tem uma investigação e um suspense que entrelaça tudo, no melhor estilo Watchmen – e eu digo isso sem medo nenhum!

CDC #98 - C.O.W.L. Kyle Higgins Alec Siegel Rod Reis

Outro ponto altíssimo é a arte dos dois volumes, que é espetacular! Lembra muito a arte do Bill Siekenwicjkhcvsçjkdh se ele tomasse seus remedinhos em dia e não pirasse tanto no ácido (não que sua piração seja ruim, eu me amarro! Mas nem todo mundo curte, infelizmente). Depois eu descobri trocando uma ideia com nosso amigo Tibério que a arte da série é de ninguém menos que o brasileiro ROD REIS, que tá matando a pau em cada página, não só no estilo como nas incríveis soluções visuais para alguns super poderes. Muito, muito legal!

Essa aí vale muito a pena correr atrás! Quem curte super heróis e quem curte Mad Men, não pode perder! Aliás, cadê a HBO que não faz essa série?? Meu deus ia ser só sucesso!!! ALOU, ÊITCH BÍ OU, EU SEI ACT IN ENGLISH SE PRECISAR, VIU?

Tô Lendovantagens
  • Dois volumes apenas!
  • Saiu pela Image, não é difícil de achar lá fora, não se trata de nenhuma raridade. E você pode inclusive encontrar com desconto (paguei 4 doletas e cinquenta no meu volume 1!)
  • Arte desbuntante! O trabalho de cores também é animal e ajuda a compor o clima noir da trama.
  • Enredo adulto muito bem escrito, sem precisar apelar para sexo, drogas e rock and roll. É um texto bem inteligente.
  • Esse clima anos sessenta é muito charmoso. (Ou talvez eu que seja putinha do Don Draper, não sei…)
  • Personagens complexos e tridimensionais, todos bem amarrados à trama principal
  • Artista nacional! VAI BRASIIIIIILLLLLL!!!!
Tô Lendodesvantagens
  • Dois volumes apenas!
  • Não saiu no Brasil! AHH, BRASIIIILLLL!!!! 🙁
  • A leitura no início pode parecer um pouco “sobrecarregadora”, apresentando uma porrada de personagem logo de cara, alguns deles razoavelmente parecidos numa primeira folheada. Pode confundir o leitor mais desatento. Mas você rapidamente se acostuma e passa a conhecer cada um como se fosse integrante da sua série favorita (BORA HBO, TÁ ESPERANDO O QUÊ?!?)

E aí? Conhecia? Curtiu? Solta o verbo aí, nem que seja para dar os parabéns ao nosso amigo Rod Reis, caso ele venha visitar a coluna!

Tô LendoAlgumas imagens!
CDC #98 - C.O.W.L. Kyle Higgins Alec Siegel Rod Reis
CDC #98 - C.O.W.L. Kyle Higgins Alec Siegel Rod Reis
CDC #98 - C.O.W.L. Kyle Higgins Alec Siegel Rod Reis
CDC #98 - C.O.W.L. Kyle Higgins Alec Siegel Rod Reis