CDC #97 – Locke & Key

Início/Caverna do Caruso, Destaques, Leia!/CDC #97 – Locke & Key
CDC #97 Locke & Key Joe Hill Gabriel Rodríguez

Pára tudo! Parou! Essa coluna vai mudar a sua vida! Locke and Key é um dos melhores quadrinhos da minha vida e pode virar o da sua também!!!

Essa é uma HQ que muito provavelmente eu jamais teria tomado conhecimento, se não fosse por uma indicação. E a indicação veio de uma maneira bem aleatória, de uma moça na convenção de quadrinhos de San Diego em 2012, que garimpava quadrinhos do meu lado. Ela me perguntou o que eu estava procurando (algo comum entre os garimpeiros: você vê que a pessoa procura determinado título e se você esbarra com ele, você separa para o coleguinha), eu ajudei ela com o que ela estava procurando e num determinado momento ela puxou o primeiro encadernado de Locke and Key e disse “essa é a melhor coisa que você vai ler na vida.” Fiquei curioso, separei pra ler. Depois virei pra moça e disse “vamos trocar contatos, para falar de quadrinhos” e ela disse “eu sou casada, me desculpe” E foi embora. Sim, sras e srs, foi um toco não solicitado. Mas valeu pela leitura!

Locke and Key conta a história da família Locke (nossa, que coincidência!), que se muda para a pitoresca cidade de Lovecraft (já está dando pra ter uma ideia, não?) onde várias coisas bizarras começam a acontecer nessa antiga casa, presente a gerações na vida deles (também, pudera! Numa cidade com esse nome, AM I RIGHT??).

O basicão é o seguinte: as crianças começam a descobrir chaves com poderes especiais. Uma chave abre a cabeça das pessoas, outra chave abre uma porta por onde sua alma passa e seu corpo fica, uma chave te transforma em passarinho, tem até uma “chave do tamanho” (mal aí, Montero Lobato!). Isso tudo envolto em muito mistério e suspense. Anos depois eu descobri que o mistério e o suspense não eram à toa, tendo em vista que o autor (Joe Hill) é ninguém menos que o filho de ninguém menos que Stephen King!!! Credenciais a parte, a trama é muito boa, uma espécie de mistura de Sandman com Hellblazer e mais alguns filmezinhos de terror (digo isso com toda a parcimônia do mundo, pois odeio filmes de terror!). O que eu acho mais interessante é que: tirando esse aspecto fantástico, o roteiro, os diálogos, as caracterizações dos personagens, tudo, é extremamente realista, te fazendo viver essas situações como se elas estivessem acontecendo com você. Um pouco parecido com The Walking Dead nesse caso, onde mais do que uma história sobre zumbis, você lê uma história sobre pessoas.

A arte também é bem sólida. O mesmo desenhista em toda a história (são seis volumes) com um traço muito consistente e super atento aos detalhes.

Então se você gosta de mistério, suspense, um pouquinho de policial, literatura fantástica, Tim Burton, Stepehen King, Neil Gaiman, Cabo do Medo, essa história é perfeita pra você. Se você não gosta de nenhuma dessas coisas, dê uma chance, porque ela é simplesmente muito boa e tem tudo para te cativar, vai por mim!

Tô Lendovantagens
  • Saiu no Brasil pela Geektopia, uma editora relativamente nova no mercado que marca forte presença nas livrarias. Não deve ser tão difícil de achar. Falei dela aqui na Caverna 95 e na 81, caso você queira conhecer outros títulos!
  • Poucos volumes (só seis), o que significa que a história mantém sua consistência e não se arrasta desnecessariamente.
  • Um excelente desenhista, cujo o trabalho eu não conhecia
  • Uma ótima leitura para apresentar a não-leitores de quadrinhos
Tô Lendodesvantagens
  • Só saiu o primeiro número no Brasil, os outros números tem que procurar na gringa, ou ficar enchendo o saco da Geektopia até ela lançar aqui!
  • Apesar de serem poucos volumes, eu acredito que essa não seja uma boa leitura interrompida. É bom ler um atrás do outro, para não perder o fio da meada. São muitos personagens e muitas revelações na trama, se você demorar muito tempo entre um volume e outro, pode ficar naquele “quem era esse mesmo? Pra quê que servia essa chave?”
  • A primeira folheada eu acho que talvez não seja muito convidativa…

Faltou acrescentar que houve um papo de transformar Locke and Key numa série de TV, mas nunca conseguiram gravar nem o piloto. No entanto, fizeram um promo INCRÍVEL, absurdamente fiel à revista, que te deixa perguntando POR QUÊ MEU DEUS, POR QUÊÊÊ??? Vou colar ele aqui:

E aí? Curtiu? Se interessou? Fica em silêncio não, aparece aí na área de comentários!

Tô LendoAlgumas imagens!
CDC #97 Locke & Key Joe Hill Gabriel Rodríguez
CDC #97 Locke & Key Joe Hill Gabriel Rodríguez
CDC #97 Locke & Key Joe Hill Gabriel Rodríguez
CDC #97 Locke & Key Joe Hill Gabriel Rodríguez
CDC #97 Locke & Key Joe Hill Gabriel Rodríguez
CDC #97 Locke & Key Joe Hill Gabriel Rodríguez
2018-06-20T11:49:38+00:00 20 de junho de 2018|23 Comentários
  • Freze

    Fala Caruso,
    A arte me lembrou bastante de The Boys, é o mesmo artista??
    Obrigado pela dica. Vou procurar.

    • Não: o artista de The Boys é o Darick Robertson, que também fez Happy!, uma HQ do Morrinson que ganhou uma excelente resenha aqui: http://cavernadocaruso.com.br/happy-82/
      O desenhista de Locke And Key eu não conhecia, só vi em Locke And Key mesmo. Achei ele MUITO bom!

  • The Freeman, El Cucaracho Libr

    Caruso, você chegou a ler a série toda? Ou só leu o “Welcome to Lovecraft”? Se leu, os outros volumes seguem uma linha tipo antologia? Ou seguem a cronologia e dão continuidade aos mesmos personagens do primeiro volume?

    • Não sei se eu entendi sua pergunta: eu li os seis volumes, que completam a série. Era isso que você queria saber?

  • Ricardo Varotto

    Vai para a fila.

    Legal esse trailer aí, hein? Me pescou, apesar de eu também não ser exatamente fã de filmes de terror.

    • Pois é, também não sou! Mas essa história faz o pulo do gato das histórias, que é ter os personagens centrais bem interessantes! Dessa maneira, você fica na pilha de acompanhar essa família por qualquer gênero! Acho que é o mesmo truque bem sucedido de The Walking Dead, Lost e afins.

  • commodusrs

    já li um alguns meses atrás e achei muito bom. poucos youtubers caçadores de comissão gostaram e indicaram pros seus seguidores, ai já viu né, muita gente desconhece essa baita hq. vou começar a encher o saco pra geektopia lançar mais volumes esse ano…rsrs

  • Não é pra comentar? Falou então. Hsshs. Meio macabra essa HQ né? Mas filho de quem é não podia ser diferente.

    • Eu só imagino as histórias para dormir que papai contava naquela casa!!

  • Bruno Messias

    Eu acho que você confundiu… Aquilo que a mulher usa pra abrir a cabeça do cara não é uma chave… É um m Machado, mesmo!

    O nome “Locke and Key” me lembra aquela série que o Joey Tribianni estrela em Friends: “Mac and C.H.E.E.S.E”.

    Fiquei curiosão pra ler! Não sei qual foi a melhor coisa que já li na vida… Não sou bom de inglês mas vou tentar.

    Ah, cara, aproveitando a mensagem: essa semana dei um quadrinhos pra minha esposa ler e ela ME AGRADECEU depois! Disse que achou muito inspirador. Foi “Huck”, do Mark Millar. Melhor coisa que li essa semana, com certeza!

    • Bem, eu tenho VÁRIAS melhores coisas que eu já li na vida, isso ajuda na hora de dizer que alguma coisa foi a melhor coisa que você já leu na vida… rs
      Pô que bacana que tua esposa te agradeceu, cara!!! Tomara que um dia eu chegue lá também! Huck foi uma das poucas coisas do Millar que eu ainda não li! Agora aguçou minha curiosidade mais ainda!!!

      • Bruno Messias

        É, fiquei felizão por ela ter gostado tanto! Segundo ela, foi a melhor coisa “do Superman” que ela já leu.
        O que me surpreendeu, já que eu nem sabia que ela já tinha lido alguma coisa de Superman antes…
        Ah, e a arte do Rafael Albuquerque tá linda pra caramba!

    • Mariana!!!

      HAHAHHAHA MAC AND C H E E S E HAHAHAH AMO

      • Bruno Messias

        Uia! Não sabia que você estava por aqui nos comentários, Mariana! Legal! Bom falar contigo!

  • Greicy Duarte

    Locke & Key é daqueles quadrinhos que você começa a ler e não consegue parar até chegar ao final. A história vai se desenrolando e a narrativa consegue passar toda a tensão e suspense para os leitores, meu plano era ler algumas páginas e deixar o restante para depois, mas foi impossível largar o quadrinho antes de saber o final.

    • Uau, Greicy! Você já leu tudo??? Não conheço quase ninguém que tenha chegado lá! Você sempre me impressionando aqui nos comentários! CLAP CLAP CLAP

      • Greicy Duarte

        Sim Caruso, eu li tudo

        • Greicy Duarte

          Caruso, eu não li os seis volumes, li apenas o primeiro volume. Agora é esperar para ler a continuação

  • Mariana!!!

    LI TUDO E NEM SEI COMO. VAI FICANDO MACABRO DEMAIS DEUS ME DIBRE

  • Fábio Ochôa

    Caruso, o Joe Hill não apenas é filho do Stephen King, como é tão bom quanto o pai. Tenho na minha estante todos os livros dele (5 até agora em terras brasilis) e todos valem muito a pena, com uma boa pegada HQ também, AH, e não menos importante, ele estabeleceu de vez o “Kingverso”ou seja, toda a produção dele e do pai coexistem no mesmo universo (inclusive com citações à casa de Locke and Key em Nosferatu. Para dar uma ideia, um conto curtinho do Hill, difícil é ler e segurar as lágrimas: http://sgon.blogspot.com/2011/06/pop-art-um-conto-de-joe-hill-contido-no.html