INDEH A Story Of The Apache Wars

Indeh foi uma excelente surpresa, em várias camadas! A primeira é que foi um presente do meu sogro! Isso mesmo, eu tenho o melhor sogro do mundo (que já apareceu por aqui salvando o mundo na Caverna #82)! Ele foi a NY Comicon e, dentre outras coisas (como uma foto do Erik Larsen) me trouxe essa belíssima edição em capa dura.

A segunda surpresa é que se trata de um faroeste primoroso! Eu nunca fui muito dado a faroeste, mas essa história me pegou como um tiro certeiro em um vilão no telhado! Essa surpresa ainda esconde outra surpresa: é baseada em fatos reais! (Vamos a isso mais adiante!)

E a terceira surpresa é que ela é escrita por ninguém menos que Ethan Hawke! Sim, o ator Hollywoodiano que fez Gattaca! Sim, meu filme preferido, por isso a citação aleatória! Meu sogro estava lá, na palestra dele, justamente por que pensou “Ih, Ethan Hawke?? Taí, vou ver o cara de perto!” acabou se interessando pela HQ do cara e me trazendo de presente esse belíssimo encadernado de capa dura!

O roteiro conta uma passagem obscura da história americana, a guerra contra as diferentes tribos indígenas na época da corrida para o oeste. Uma guerra muito sangrenta e sem nenhum glamour, diferente do que mostram em boa parte dos filmes de faroeste de antigamente. “Indeh” inclusive é uma palavra indígena, com um significado muito bonito e complicado, que vai ficar te esperando lá no livro para ser compreendido, tá bom?? Eu, hein! Tá achando que eu tenho que dar tudo de mão beijada? Não, não.

No posfácio, o Ethan Hawke conta que a ideia original era fazer um filme, mas nenhum estúdio se interessou por um protagonista não-americano (até quando, Hollywood, até quando??), daí veio a solução: apelar para a nona arte! E que solução! Falemos mais sobre arte do livro mais abaixo. Hawke também conta no postácio uma passagem muito particular de sua infância, quando viajando de carro com o pai entrou sem querer em uma reserva indígena e viu seu pai com medo pela primeira vez. Quando lhe foi explicada a razão para tanto, ele pode perceber que a história era bem mais complexa que os livros do colégio e os filmes da TV contavam e ficou obcecado desde então.

Para a tarefa de trazer essa trama para a realidade, ele se uniu ao BRILHANTE ilustrador Greg Ruth, que, sem dúvida, faz valer o livro! Se você não acredita, dá uma paquerada nas imagens separadas aí embaixo! A arte do homem é um verdadeiro desbunde! Cada quadrinho é uma obra de arte, digna de Alex Ross, mas com um estilo totalmente próprio. A impressão que dá é que você foi parar no meio da guerra apache.

Essa é uma edição essencial para todos os amantes da nona arte, sejam eles fãs de faroeste ou não. E eu aproveito para agradecer mais uma vez pelo presente e por esse sogro incrível que deus me deu!

Vamos às vantagens e desvantagens:

Tô Lendovantagens
  • Volume único.
  • História pungente, baseada em fatos reais.
  • Arte primorosa.
  • Pra quem ama faroeste, é incrível!
  • Pra quem não ama faroeste, também!
  • O posfácio do Ethan Hawk, embora eu tenha descrito aqui mal e porcamente, é quase tão interessante quanto a obra e vale bem a leitura! Estabelece a relação com o pai, a paixão do jovem Ethan Hawk por quadrinhos e o velho oeste de verdade. É engraçado ver como um gosto em comum aproxima as pessoas, me senti super íntimo do cara, sem nunca ter conhecido ele, só porque ele gosta de quadrinhos! Ethan Hawke, meu BFF!
  • Arte primorosa (Eu sei que eu já falei isso, mas é que é tão primorosa que eu preciso falar de novo).
  • Você encontra ela por bons preços na Amazon!
Tô Lendodesvantagens
  • Não saiu no Brasil.
  • Vai ter que caprichar no seu cursinho de inglês.
  • A arte é preto e branco (mas são tantos tons de cinza, que não chega a ser uma desvantagem, mas tem gente que reclama…).
  • Como não conhecemos a história das diferentes tribos indígenas, essa é uma leitura que requer uma atenção redobrada. É muito fácil se perder entre os personagens, ainda mais na arte em preto e branco (tai, acabei de entender a desvantagem da arte em preto e branco!).
  • A história tem momentos pesados.
  • Cavalos morrendo. Me dá uma agonia isso. Até desenhado me dá agonia.
Tô LendoAlgumas imagens!
INDEH A Story Of The Apache Wars
INDEH A Story Of The Apache Wars
INDEH A Story Of The Apache Wars
INDEH A Story Of The Apache Wars
INDEH A Story Of The Apache Wars
INDEH A Story Of The Apache Wars

E aí? Alguém já leu?? Por favor, entra nos comentários e conversa comigo! Eu só conheço eu que tenha lido isso e não aguento mais falar sozinho! Nem meu sogro leu! Se não, também aceito outras indicações de bons faroestes, em quadrinhos ou no cinema. Solta o verbo!

Até a próxima e boas leituras!