CDC #79 – Superman VS Predador

Início/Caverna do Caruso, Destaques, Leia!/CDC #79 – Superman VS Predador
Superman vs Predador

De vez em quando eu decido dar uma colher de chá aqui, indicando alguma coisa ou fácil de achar, ou que todo mundo já tenha lido. Essa talvez seja uma colher de chá de boldo. Essa é meio esquisitinha.

Sabe aquelas ideias que tinham tudo pra dar errado? Essa é uma delas. Aliás, cada etapa de cada coisa que eu falar, você vai pensar “Hmm, isso não tem como ser bom.” Mas é. Aliás, eu acho que só assim pra ser bom: você achando que não vai ser. Muito bem, a indicação de hoje é Superman Vs Predador. Isso mesmo.

Tá aqui ainda? Maravilha!

Pois então, todo mundo sabe que todo crossover tem uma tendência a ser uma porcaria. Algo que não serve nem para a cronologia do universo de um e nem para o de outro. Quando você pensa então num crossover com o Predador e um super herói, então, piora bastante. Afinal de contas, a maioria dos super heróis combate coisas muito piores que um alien de meia arrastão e o cabelo do Carlinhos Brown. E quando esse super herói do dito crossover é ninguém menos que o Super Homem, possivelmente o alien mais poderoso de todo universo você pensa “Pffffff, não tem como isso ser bom!”…

Tá aqui ainda?

Pois então: é. A revista cria uma premissa sustentável para a aventura, apresentando um elenco especial pra trama, que precisa fazer uma expedição pra sei lá onde, no meio do mato e precisa da companhia do Superman, sei lá por que motivo (como eu falei, isso é bem desenvolvido na revista, eu é que não lembro os detalhes, porque faz 16 anos que eu li essa diaba). Uma ambientação no meio do mato e o título ‘PREDADOR’ escrito na capa em letras garrafais, já são o suficiente pra te deixar com aquela sensação de “isso vai dar ruim a qualquer momento”, digna dos filmes dos anos 80. MAS… o Superman tá ali! Então não há razão pra ter medo! Tá tranquilo, tá favorável! Até a hora que o Superman perde seus poderes. Aí, babou! Agora estamos no meio de um filme do Predador, com um maluco vestido de Super Homem, o que piora um pouco a sua situação de presa. Como o elenco de apoio foi todo criado para o crossover, você sabe que todo mundo ali é altamente dispensável e pode morrer a qualquer momento. Isso colabora bastante pra te deixar tenso o suficiente ao longo da revista. E ver o Superman se virar por aí, no meio do mato, sem seu “sopro congelante” ou “super ventriloquismo”, ainda mais contra um fucking Predador, acaba acrescentando mais ao personagem do que aquelas historinhas de sempre, que estamos acostumados a ler.

Essa era uma minissérie em três capítulos (mas capítulos bem gordinhos), publicada em uma parceria entre a DC e a Dark Horse e publicado aqui em um único encadernado pela Editora Abril, perto da época daquelas “maravilhosas” edições Premiums. Então a mini série toda está disponível num único volume batizado “Edição Especial Inédita”, como se fosse uma edição de Superman Premium, mas sem nenhuma história extra desnecessária.

Uma coisa curiosa é que, tempos de depois de ter lido, eu fui dar uma paquerada nela de novo e descobri que o desenhista era ninguém menos que Alex Maleev, responsável pela arte do Demolidor na fase do Bendis (minha fase predileta). É claro que ele, ali, ainda está em um evidente início de carreira, mas você já consegue ver muito da personalidade do traço que ele tem hoje. Eu acho esse dado curioso, porque o Alex Maleev não é, nem de longe, uma pessoa que você pensaria para desenhar uma história do Super Homem! No entanto lá está ele, fazendo a capa e o “S” e a cueca por cima da calça, tudo de um jeito realista… Algo que serviu para dar ainda mais tempero ao super personagem.

E qual não foi a minha surpresa ao pegar a revista de minha estante para dividi-la com vocês e descobrir que ela foi escrita por ninguém menos que David Micheline, responsável por vááárias histórias do Homem Aranha e do Homem de Ferro na década de 80 e 90! Aquelas histórias que a gente adorava, mas não se dava ao trabalho de ver quem escrevia na época…

(Eu tenho noção de que dizer Super Homem + Predador + Alex Maleev + David Micheline nos dias de hoje não parece uma fórmula para o sucesso. Mas eu espero que tenha pelo menos aguçado a sua curiosidade, vai…?)

Tô Lendovantagens
  • Saiu no Brasil! Êêêê!
  • Saiu pela Editora Abril, o que significa que hoje ela está em algum sebo em algum lugar, esperando ser comprada por você pelo preço de duas mariolas e uma goiabada
  • Uma aventura no mínimo… inusitada.
  • Uma nova maneira de ver o Super se superar
  • Excelente pra quem gosta do Predador
  • Por ser um crossover, é uma espécie de ponto fora da curva cronológico, então pode ler avulsamente
  • Alex Maleev desenhando Super Homem! (WHAT?!?)
  • Uma edição só: achou, acabou a procura.
Tô Lendodesvantagens
  • Parece uma ideia de merda.
  • Dá vergonha falar que está lendo.
  • Dá mais vergonha ainda dizer que gostou.
  • Nunca houve uma reedição e a encadernação da Abril não sobrevive muito bem ao tempo. Ela é daquelas que se você abrir muito, arrebentada tudo. Algo particularmente irônico, em se tratando de uma editora chamada… abriu. (AI MEU DEUS ALGUÉM ME SEGURA!!!)

Taí. Essa é uma daquelas que já habitou todas as bancas de jornal do Brasil durante um breve momento e depois desapareceu da memória de todos. E você? Lembra? Tem? Gostaria de compartilhar a sua opinião??

Estarei à disposição nos comentários! Até a próxima e boas leituras.

Tô LendoAlgumas imagens!
Superman vs Predador
Superman vs Predador
Superman vs Predador
2020-11-09T17:37:20+00:00 11 de novembro de 2020|0 Comentários