CDC #68 – UNEMPLOYED MAN

Início/Caverna do Caruso, Destaques, Leia!/CDC #68 – UNEMPLOYED MAN
unemployed man

Pior que a Crise nas Infinitas Terras, só mesmo a temida crise econômica! É com essa premissa (ou quase) que Erich Origen e Gan Golan parodiam o universo dos super-heróis para fazer uma graphic novel que é praticamente um tutorial sobre a crise econômica nos Estados Unidos, mas que pode ser muito bem aplicada aqui.

Essa foi, sem dúvida, uma das coisas mais inteligentes que eu li nos últimos 10 anos. A revista conta a história de Ultimatum, um super herói tipicamente republicano, que acredita que os desempregados são desempregados porque são preguiçosos e sem motivação. Ele é financiado por uma grande companhia e seu trabalho é ficar empurrando uma espécie de “auto-ajuda” goela abaixo dos desesperançados. Um belo dia, porém, ele é demitido e é obrigado a conhecer na pele o outro lado da moeda. Dessa forma, vamos acompanhando a sua jornada por um universo novo, passando por vários personagens em situações semelhantes. Essa é a historinha básica. Mas o mais interessante é que a revista é brilhantemente bem escrita e praticamente cada balão é uma metáfora sagaz ou um trocadilho esperto. Por exemplo: seu companheiro de aventuras é o Plano B, o parceiro mirim mais velho do mundo. Quando um super-herói é despejado de sua casa, ele é atacado pelo Kollector, um “parente” distante do Galactus, que vem “consumir” os seus bens. Entre os vilões estão “The Broker”, “The Nerve”, “The Invisible Hand” e a temida “Just Us League”. Os trocadilhos, no entanto, não ficam só a título de piadinha e servem pra transmitir uma ideia muito interessante, sobre a forma como nossa sociedade se organiza. Uma das heroínas que o protagonista entra em contato é El Fantasma, uma faxineira mexicana que fica invisível enquanto trabalha na casa das pessoas. A versão da Mulher Maravilha, a Wonder Mother, foi demitida do seu trabalho por amamentar sua criança e fala sobre as dificuldades de ser uma mulher no ambiente de trabalho nos dias de hoje. Isso tudo é só pra citar alguns exemplos, porque as referências literalmente enchem as páginas.

Outra coisa interessante é que tudo isso é feito remetendo a era de prata dos quadrinhos. Então até os anúncios falsos de gibi antigo, que aparecem de tempos em tempos, são carregadíssimo de piadinhas e informações interessantes. É pra ler com paciência e atenção, pois cada linha contém uma surpresa.

Apesar de claramente ser uma alusão à crise americana devida a especulação imobiliária no final da primeira década de 2000 (se eu não me engano, a revista é de 2010), a leitura serve muito bem para os leitores brasileiros, que vão saber com facilidade correlacionar com as questões abordadas na HQ. Mas infelizmente, essa é uma daquelas ultra obscuras que eu mesmo só achei na mais pura cagada. Eu estava em lua de mel, passando por São Francisco e decidi (pra alegria da minha mulher) usar um aplicativo localizador de lojas de quadrinhos ao redor do mundo. Pra minha surpresa, tinha uma a duas quadras de distância de onde a gente estava e nós fomos conferir. A loja era bem fraquinha. Não tinha quase nada. A única coisa que me chamou a atenção foi essa revista que eu comprei mais por  motivos de “já que eu já vim até aqui”, do que por achar que ia ser uma leitura porreta. Nunca fiquei tão feliz de estar enganado!

Para poupar o trabalho de vocês, já vou deixar aqui um link com um preview “animado” da revista

https://www.youtube.com/watch?v=lKy2SfVfzhk

E o site oficial deles, com várias páginas de preview, para quem quiser fazer um “test drive”: http://unemployedman.com/

Vamos a algumas vantagens e desvantagens:

Tô Lendovantagens
  • Leitura extremamente inteligente
  • Arte sagaz que remete aos quadrinhos da Era de Ouro e Prata
  • Os autores tocam pontos importantes, que te fazem repensar muitas coisas
  • Vááááááários easter eggs espalhados por cada quadrinhos
  • Leitura unissex (mesmo com a temática de super herói)
  • Selo Mari de Qualidade (mesmo não sendo adepta do universo super-heróico, minha mulher leu até o final e adorou. Duas coisas extremamente raras!)
Tô Lendodesvantagens
  • Só em inglês
  • Não faço a MENOR ideia de como encontrar outro exemplar
  • A arte, numa primeira olhada, pode desmotivar. Ela tem bastante poluição visual e uma certa cara de que “vai ser chato”. Mas não, é muito legal.

Apesar dela ser uma dessas obscuraças que eu não sei onde encontrar novamente, eu garanto que ela vale a pena procurar! É ao mesmo tempo muito divertida, inteligente, informativa e pungente. Cada frase é muito bem pensada. Eu queria muito dar de presente pra cada um de vocês, mas sinceramente, não sei nem como eu faria isso! Então, ao invés de me esperar, presenteie-se a si mesmo! Juro que eu vi uma edição usada sendo vendida na Amazon por 25 centavos americanos! Não sei se é verdade, nem em que qualidade ela se encontra, mas, em tempos de crise….

Até a próxima e boas leituras!

Tô LendoAlgumas imagens!
Unemployed Men
Unemployed Men
Unemployed Men
2020-06-09T13:20:53+00:00 10 de junho de 2020|0 Comentários