CDC #54 – GOTHAM CENTRAL

Início/Caverna do Caruso, Destaques, Leia!/CDC #54 – GOTHAM CENTRAL
Gotham Central

Ok, hora da nossa colher de chá e a nossa colher de chá é muito especial! Se você ainda não leu, eu tenho muuuutia inveja de você! Hoje vamos falar de Gotham Central! Essa linda!

Gotham Central acompanha o cotidiano do Departamento de Polícia de Gotham City, como se fosse aquela série NYPD, só que muito mais maneiro, porque é em Gotham Motherfuckin’ City! Ou seja, além de apresentar vários personagens interessantes entre os policiais que protegem a cidade gótica do crime, volta e meia vemos como é atender uma chamada causada pelo Coringa, Charada ou Senhor Frio. Que, convenhamos, deve ser de se cagar no uniforme.

A ideia é realmente genial, dá toda uma nova ótica para o universo dos quadrinhos, mas sem precisar criar super-heróis novos, como acontece na maioria das HQs alternativas. Podemos ver isso “pra valer” no próprio universo do Batman, contando, inclusive, com algumas aparições do próprio.

As histórias são contadas de maneiras extremamente realistas e levantam várias questões curiosas, que eu mesmo não tinha parado pra pensar até ler a revista. Por exemplo: como fica a moral da polícia numa cidade em que um sujeito fantasiado de morcego sozinho resolve todos os crimes? Se você trabalhasse lá, ia ser a favor ou contra o Bátima?

Os roteiros e os diálogos do Ed Brubaker são excelentes e casam perfeitamente com a arte do Michael Lark, com uma pegada mais pé no chão e menos “espetaculosa”. Te deixa com a sensação de estar assistindo uma série incrível da HBO. Michael Lark era o desenhista responsável pelo excelente Terminal City e a dupla foi “roubada” pela Marvel, tipo pacote mesmo, pra dar continuidade à célebre fase do Demolidor com Bendis e Maleev.

Alguns personagens criados para a revista foram aproveitados na série Gotham. Uma pena que eles não tenham aproveitado a p*#!@ toda, porque essa sim seria a série do Batman que a gente nunca viu, mas sempre quis ver.

Gotham Central foi publicado aqui pela Panini em vários volumes que saíram em DC Especial (5, 8, 11, 13, 14, e 16), relativamente fáceis de achar pelos sebos do Brasil a fora. O bom é que, como eles foram publicados em encadernados, você não precisa se preocupar em completar todos os números avulsos pra ler o arco: achou um volume, pode sentar e ler. Depois é partir para caça do próximo e assim por diante. E pra facilitar ainda mais a vida, a Panini republicou o material em edições luxuosas em capa dura, facílimas de achar nas livrarias.

Então se você é fã de Batman ou simplesmente fã de policial, essa é uma série que você TEM que ler! Vamos algumas vantagens e desvantagens:

Tô Lendovantagens
  • Publicado no Brasil pela Panini (Êêêê!), o que significa que tem vááários encalhes espalhados por aí que não são nenhuma raridade
  • Por não serem nenhuma raridade, você deveria ser capaz de encontrar eles em bons preços por aí, é só garimpar (falando, no caso, das edições de capa mole, não as luxuosas)
  • Uma maneira realista de interpretar o Batman, algo que às vezes fica difícil de fazer quando ele é o protagonista da história
  • Histórias muito bem escritas, uma leitura bastante ágil e interessante
  • O Batman é o Batman mesmo. Normalmente quando vão fazer uma história realista do Batman, tentam refazer o uniforme de maneira mais “crível”, meio armadura, meio adaptado, blábláblá. Nessa não, não tem palhaçada: ele é retratado de maneira realista graças a incrível habilidade de storytelling do Brubaker e da arte incrível do Michael Lark. O Batman permanece Batmificado.
  • Apresentação de vários personagens interessantes, como a Renée Montoya, que depois veria a ser destruída pela ambição de roteiristas ruins na DC
  • Você não precisa ser fã de super-heróis pra curtir essa história
Tô Lendodesvantagens
  • A série não durou pra sempre, infelizmente. Acho que são uns 40 números. 
  • Pra ser muito chato, a arte pode afastar alguns. Mas esse preconceito, se houver, deve ser vencido para o deleite máximo de leituras incríveis
  • As edições antigas são bem moles e frageizinhas, coitadas… Envelhecem muito rápido! Então talvez seja melhor apelar para o material luxuoso
  • O material luxuoso é só em versão capa dura e tem toda cara de ser caro. (Mas eu acho que vale)

Essa é uma série que, apesar de ser sensacional e apesar de ter saído aqui em Brasil City, ainda me surpreendo de encontrar gente que não leu ou não conhece. E tá ali, ao alcance da mão, reluzindo numa livraria ou abandonada num sebo. Então faça a sua boa ação, ajude Gotham Central a encontrar um lar. Nem que seja de algum amigo!

E você? É dos que conhece ou desconhece? Conte a sua história! Troquemos ideias!

De qualquer forma, até a próxima e boas leituras!

Tô LendoAlgumas imagens!
Gotham Central
Gotham Central
Gotham Central
Gotham Central
2019-11-13T11:22:45+00:00 13 de novembro de 2019|0 Comentários