CDC #37 – Power Up

Início/Caverna do Caruso, Destaques, Leia!/CDC #37 – Power Up
CDC #37 - Power Up

Essa é uma excelente leitura para ler de uma vez só, sem enrolações! Um único encadernado, que eu acho que não foi nem publicado em forma de revista, ou seja, não tem nem divisão de capítulos. É aquele tipo de leitura que um amigo mais sensível já descreveu como “para ler em uma cagada só”. E essas leituras costumam surpreender a gente…

Power Up conta a história de um designer de videogames, que encontra um console de videogame antigo num “garage sale” (essas vendas que os americanos fazem em suas garagens pra se livras das suas tranqueiras) e a partir daí coisas estranhas começam a acontecer com ele. Coisas estranhas e muito divertidas, que descrever aqui tiraria bastante da graça dessa leitura. Como é uma leitura pequena, se eu tirar a graça, não sobra nada! Mas, pra nossa sorte, é possível “vender” Power Up sem contar o roteiro (que é incrível, por sinal!).

A HQ é escrita e desenhada por Doug TenNapel, que, curiosamente, é designer de videogames assim como o protagonista e criou o divertidíssimo Earth Worm Jim, dos anos 90, lembra? Eu me amarrava nesse personagem, era hilário! E o seu traço é bem particular, com cara de longa de animação, super cômico e expressivo (basta lembrar da cara do Earth Worm Jim). Além disso, seu roteiro é ágil e engraçado, cheio de pequenas reviravoltas interessantes. Ideal pra quem curte o universo dos videogames, mas não exclusivo a eles. A referência a esse universo é mais abrangente do que específica, então qualquer um familiarizado com os elementos básicos de qualquer joguinho da Nintendo (ou Sega, não vamos brigar) vai poder curtir.

Outra coisa legal é que apesar de ser um gibi ultra mega blaster alternativo (desses que nenhum dos meus amigos mais nerds já ouviu falar) ele foi publicado pela Image, o que mostra como essa editora está, já tem um tempo, apostando em revistas interessantes, diferentes e que fogem totalmente do mainstream dos comics, dando oportunidade para novos (ou velhos) artistas, com novíssimas ideias.

É o que eu sempre digo pra quem reclama dos clichês dos quadrinhos das grandes concorrentes (sim, é contigo mesmo): tem muita revista boa por aí, mas às vezes a gente precisa ir atrás delas!

Tô Lendovantagens
  • Um volume só. Pegou, leu, completou.
  • Leitura muito rápida. Está com uma pilha grande de leitura? Coloca Power Up na frente, que vai ser um excelente aperitivo e não vai tomar seu tempo.
  • Traço diferente
  • História diferente
  • Temática de videogame
  • Ideal para emprestar para amiguinhos não familiarizados com o universo dos quadrinhos, mas que estão com um pé na nerdice e só precisam de um empurrãozinho. Power Up é o empurrãozinho que faltava!
  • Leitura unissex
  • Ideal pra quem curtiu Scott Pilgrim e a brincadeira com o universo dos games
  • Como foi publicado pela Image, acredito que seja fácil de achar pela Amazon e a afins a preço de banana.
  • Minha mulher curtiu. Isso pra você pode não significar muita coisa, mas minha mulher é bem difícil de agradar! (Não sei até hoje como ela gosta de mim)
Tô Lendodesvantagens
  • Só na gringa. Acho, inclusive, que é a primeira vez na vida que alguém escreve sobre essa revista em português. (Estou incluindo aí Angola, Portugal e Cabo Verde). Então acho que nem na internet você encontra uma tradução. Mas também, pô, já tá na hora de tomar vergonha nessa cara e aprender inglês! Você tá com quantos anos???
  • Preto e Branco
  • Leitura muito rápida. Caso você consiga comprar essa revista na amazon, pague 100 dólares de frete e mais 3 mil reais de imposto, talvez você fique um pouco chateado de lê-la tão rápido, entende? Meu conselho: compra ela bem baratinho, junto com suas outras compras, pra diluir o frete. Ou entra na compra de um amigo. Ou… sei lá. (Mas você entendeu)
  • O traço é bem diferente, pode ser que alguém não curta. Mas ele é menos importante do que a história.
  • A história não vai mudar a sua vida. Vai te entreter durante 20 minutos e te deixar feliz por ter encontrado um negócio diferente. Mas não é Maus nem Watchmen. Então sossega aí.

Bem, é isso. Duvido muito que alguém já tenha lido essa desgraça, mas adoraria ouvir comentários! A parte mais divertida do meu dia é trocar figurinhas nerds e essa é uma das minhas figurinhas mais raras!

Até a próxima e boas leituras!

2019-03-19T16:59:12+00:00 20 de março de 2019|6 Comentários
  • IDRIS ELBA RAMALHO

    Aêê, tá aí, vai pra lista de “quadrinhos em inglês para adquirir mais vocabulário”.
    Desde que comecei a aprender inglês, tenho aprendido muito com quadrinhos, e tô focando em comprar esses mais alternativos que sequer chegaram aqui nas terras tupiniquins, ou que a tiragem foi tão baixa que nem a pau a gente acha mais.

    Recentemente comecei a ler Boy Vampire, do Carlos Trillo e Eduardo Risso, e é simplesmente fantástico!
    É um trabalho do Risso pouco antes de 100 balas, que mostra um menino vampiro que está vivo desde o tempo dos faraós.

    https://uploads.disquscdn.com/images/18cc33aab1741273703e835d823a826bcbcbd5a34d995700b5901a332f210373.jpg https://uploads.disquscdn.com/images/5b823d2562a60580a51db9da80f3063c49ca77cc482f5421ee28b87f93ad8cfd.jpg https://uploads.disquscdn.com/images/4bc89389904b4e7a7d988969a9dc495300dee32d66e2a997f0740ccd8bdd6458.jpg

    • Maneiríssimo, me amarro nessa dupla! O Power Up deve te ajudar na empreitada de aprender inglês porque ele tem pouco texto, é uma leitura fácil! Eu aprendi a ler inglês lendo gibi, nunca fiz mais de um mês de aula! Vai fundo que todo um universo te aguarda. Impressionante como às vezes a gente sabe muito mais do que a gente acha que sabe..!

  • JJSIL

    Fala Caruso, conseguiu ler Norman?
    Rapaz, pesquisando o Power Up, achei um link na livraria cultura por encomenda, previsão de 6 semanas pela bagatela de R$ 37,60 + frete (meu frete saiu por menos de 12 pila). Achei bem em conta!

    Do Doug Tennapel tb achei a Creature Tech! Pareceu ser interessante também.

    https://uploads.disquscdn.com/images/7c2c29eb29d90aa90038092f99d34c3ce63d476f9dd88eb698ac37c6765eec30.jpg

    Good battles evil, and the world hangs in the balance! Resurrected by the Shroud of Turin, the zombified Dr. Jameson intends to finish what he started 150 years ago — destroying the earth with a giant space eel! Standing in his way is Dr. Ong, a would-be pastor-turned-scientist who now works in a government research facility infamously known as ‘Creature Tech.’ Aided by an unlikely cast of rednecks, symbiotic aliens, and a CIA-trained mantid, Dr. Ong embarks on a journey of faith, love, and self-discovery. All in a day’s work at Creature Tech!

    Abraços e até a próxima.

    Ei, já viu Love, Death + Robots?

    Recomendo……fuiiii!

    • Fala, cara! Boa indicação! Depois do Power Up eu decidi que iria atrás de tudo que o Doug Tenapel escrevesse! Já comprei um outro dele que não é esse aí que você falou e, é claro, se for bacana, volto a falar dele aqui também!

      Ainda não vi Love, Death + Robots, mas já foi pra fila! No momento estou terminando Titans e Agents of Shield (5a Temporada).

  • Alexandra Gregório

    Caruso, vou mostrar para o meu irmão, ele q adora essas coisas, ele começou a fazer curso de inglês esse ano, bom q treina né, eu já faço a 2 anos, qualquer coisa eu ajudo ele, mas só tem lá fora né, se um dia aparecer aqui no Brasil, com certeza minha mãe vai dar de presente pra ele!!!