CDC #28 – Top 10

CDC #28 - Top 10

Top Ten é mais um daqueles quadrinhos interessantíssimos do Alan Moore. Se você é fã de bons quadrinhos ou de Alan Moore (praticamente sinônimos) você TEM que conhecer. Afinal de contas, ninguém vive só de Watchmen e V de Vingança.

A premissa é a seguinte: numa cidade onde todos são super poderosos, acompanhamos o cotidiano de uma delegacia de polícia onde todos são super poderosos, atendendo a chamados de civis super poderosos com problemas super poderosos. Ok, se eu fosse o Alan Moore, talvez eu conseguisse descrever a trama de um jeito melhor, mas confia em mim, essa revista é muito boa! Alguma vez eu falhei antes?? (Resposta: NÃO!!!)

Segunda chance descrevendo a trama: Neopolis é uma cidade onde todos – absolutamente todos – têm super poderes. Assim que o cidadão chega na cidade, o prefeito avisa: “NINGUÉM pode ser super herói, ok? Se você quiser combater o crime, tem que se alistar na polícia. Do contrário, siga sua vida normalmente.” Então o que vemos são pessoas aplicando seus super poderes da melhor maneira que lhe cabem, para garantir seu ganha pão. E quando essas pessoas têm problemas, ligam para a polícia. E obviamente os problemas são todos muito curiosos. Além dos casos mais principais (assassinos seriais, corrupção, etc.,), os casos mais periféricos são divertidíssimos. Brigas domésticas, dedetização nuclear, acidentes de carro interdimensionais, prostitutas super poderosas e o etcétera mais colorido que você consegue imaginar. Tem até uma crise nas infinitas terras de camundongos! (Emoji da carinha chorando de rir)

Além disso, todos os personagens têm poderes muito peculiares, que só a mente magnânima do mestre Alan Moore é capaz de pensar.

Além de além disso, o Alan Moore ENTOPE as páginas de VÁRIOS pequenos easter eggs ao fundo, com um milhão de personagens que só o verdadeiro nerd será capaz de identificar (essa sem dúvida é uma leitura para iniciados, não iniciantes).

A arte do Gen Há é extremamente competente para essa tarefa hercúlea de retratar esse universo tão cheio de detalhes divertidíssimos. Demora, inclusive, um tempinho para “acostumar” a vista. Mas é um verdadeiro espetáculo!

CDC #28 - Top 10

Ao todo são quatro encadernados, cuja a leitura eu fortemente recomendo na seguinte ordem:

TOP TEN VOLUME 1 – É confuso, mas é o início, confia em mim.

TOP TEN VOLUME 2 – Duh!

FORTY NINERS (uma Prequel – mas feita pelo próprio Alan Moore, não confundir com outras prequels infames por aí…) – Que conta os primórdios da cidade de Neopolis, lá pelos anos 40. E aí o Alan Moore mago supremo do story telling faz o seguinte: não só ele apresenta a origem de personagens fundamentais para a trama de Top Ten no futuro, como ele recria a brincadeira dos Easter Eggs, agora só com os personagens de quadrinhos da década de 40 e redondezas!!! Extremamente incrível! Esse é só para os nerds avançados! Ao fundo você pode notar pequenas aparições dos Sobrinhos do Capitão, Popeye, Betty Boop, Tarzan e outros sem número que mesmo eu (nerd avançadíssimo) não consegui identificar. G-E-N-I-A-L

SMAX – Essa é uma trama paralela às histórias de Top Ten, que conta um pouco da onde veio um dos personagens principais da revista, o Agente Smax, e justifica um pouco da sua personalidade, digamos, abrutalhada. Sua origem é mais ligada ao universo de “capa espada” e, se em Forty Niners as referências são da cultura pop daquela época, dessa vez ele cobre todo o universo RPGístico e Conanesco do mundo Nerd. Então você – se for atento – vai encontrar o Groo passeando pelo fundo, todos os clichês de capa espada e, eu fiquei besta de reconhecer, até algumas referências a Monty Python e o Cálice Sagrado. Sim, é nesse nível! MAGO SUPREMO, MODAFUCKERS!

CDC #28 - Top 10

Então se você considera um Nerd Mór, você PRECISA ler todos os volumes de Top Ten. Se você é um amante de todo o universo dos quadrinhos, idem. E se você é amante de Alan Moore, você precisa ver o quanto ele é amante do universo dos quadrinhos. Eu cheguei a pensar (quando eu vi um desenhosinho do Bender do Futurama no fundo da página) que isso poderia ser obra do desenhista. Mas como cada volume tem um desenhista diferente e a brincadeira segue o mesmo rumo, eu só pude concluir uma coisa: MAGO SUPREMO, MODAFUCKERS!

Eu tenho também algumas ressalvas, mas antes dela, mais vantagens:

Tô Lendovantagens
  • Quatro volumes e sua coleção estará completa
  • Os personagens mais diferentes e as tramas mais inusitadas que você poderia imaginar, ainda que dentro de um universo de super-heróis
  • Foi publicado por um selo grande, então os encadernados não são nenhuma raridade. As Amazon e Milehigh da vida devem vender a preço de banana
  • Se você levar em consideração a quantidade de personagens e informação que existe em cada página, você terá a sensação de um investimento bem feito, posto que você consegue muito mais pelo seu centavo!
  • Ideal para aqueles leitores que um dia amaram os super-heróis com afinco, mas hoje se encontram um pouco desencantado com as histórias batidas. Hora de procurar novos ares!
  • Os primeiros dois volumes (se não me engano) foram publicados no Brasil! Aêêê!!! Pela editora Devir, então não é tão difícil encontrá-los. (E, se você quiser, pode se dar por satisfeito nesses dois primeiros volumes, posto que os outros dois são spin-offs)
Tô Lendodesvantagens
  • Numa primeira olhada a arte pode parecer bem poluída e confusa (afinal, são muitas referências)
  • A leitura é um pouco parada, não é uma revista de muita ação
  • É preciso bastante atenção, não é uma leitura fácil. Todos os personagens tem nome, sobrenome e codinome. Além de uma vida com e sem uniforme. Então é preciso ficar bastante atento para entender de quem estão falando de tempos em tempos. Definitivamente não é uma leitura pra ler na cama, vai te dar sono.
  • Péssima leitura para marinheiros de primeira viagem
  • Aposto que não é uma leitura unissex, me parece mais “masculina”, mas posso estar enganado.
  • Os dois volumes que saíram pela Devir, se não me engano, não saíram em formato americano. Eu detesto isso. Saiu num formato um pouquiiiiinho menor que o formato americano. Um formato Canadense, eu diria, quase americano.
  • Os outros dois volumes (os spin offs) não saíram aqui, aí tem que comprar na gringa mesmo
  • Os dois volumes de Spin Off, se lidos sem os dois primeiros, não fazem o menor sentido. É bom ler na ordem que eu sugeri. ME OBEDECE!

Bem, é isso! Eu adoraria encontrar por aqui outros amiguinhos que tenham lido Top Ten COMPLETO. Pela metade não vale estrelinhas, sinto muito. De qualquer maneira, vou adorar ler os comentários aí em baixo!

Até a próxima e boas leituras!

Tô LendoAlgumas imagens!
CDC #28 - Top 10
CDC #28 - Top 10
CDC #28 - Top 10
CDC #28 - Top 10
CDC #28 - Top 10
2018-10-01T16:33:43+00:00 17 de outubro de 2018|15 Comentários