Another Castle é uma bela sopinha de referências muito bem equilibrada com vários elementos de tudo aquilo que a gente gosta muito! Vale à pena conhecer (até porque ninguém conhece…)

Eu só fui dar de cara com essa preciosidade na caixa de promoções de um sebo, ou seja, era o refugo do refugo! O encadernado completo estava por apenas 3 dólares! Dei aquela folheada marota, gostei da arte, li a primeira página e me convenci.

Temos aqui uma daquelas tramas clássicas de “princesa que não quer ser apenas princesa”. Ao invés de esperar o príncipe de outro reino para se casar e unir os territórios, nossa protagonista quer ir atrás de aventura, não por simples imaturidade / impulsividade, mas mais pelo desejo de resolver ativamente os problemas do reino com suas próprias mãos. Como eu falei, até aí, nada demais, mas o sabor está nessas micro referências, que geram uma leitura bem divertida e agradável.

A começar pelo título, “Another Castle”, remete claramente à frase da princesa do Super Mario em seus primeiros jogos da Nintendo (“sinto muito, mas a princesa que você procura está em outro castelo”). O design da personagem principal lembra muito a Princesa Peach e é divertido vê-la chutando bundas, mesmo sabendo que não é exatamente ela. A arte toda lembra muito a arte da nova She Ra, desenho que eu amo de paixão e já falei horrores em um dos vídeos dos 3 Elementos no youtube de Caverna do Caruso. A semelhança é tanta, que é impossível não traçar o paralelo entre o vilão do gibi e o Hordark, sendo que aqui ele é um pouquinho mais “mau-mau que nem um pica-pau”.

Dentro desse universinho de RPG / Fantasia que a gente tanto ama, os autores encontram bastante espaço para encontrar humor nos diálogos e nas situações, sem perder de vista o perigo de cada cena. Isso, aliás, nos mantém preso à leitura com um belo cliffhanger ao final de cada capítulo.

Pra coroar a cereja do bolo, temos um elenco de personagens que contam com bastante inclusão, bem diferente do material original nesse tipo de universo que estávamos acostumados a consumir nos anos 80/90. Ou seja, tudo que você mais gosta, onde você sempre quis (mais uma referência obscura pra quem gosta de referências obscuras). O problema agora é só encontrar…

Tô Lendovantagens
  • Um volume só, nada de compromissos longos aqui
  • Leitura fluida, ágil e divertida. Não vai ocupar espaço na pilha de leitura por muito tempo
  • Personagens LGBTQIA+, o que pode fazer desse gibi uma boa porta de entrada para pessoas não habituadas a ler quadrinhos e especialmente quadrinhos de super heróis. Eu adoro esse tipo de leitura, que atrai novos leitores.
  • Arte bacana!
  • Saiu pela Oni Press, que eu acho que volta e meia vai parar numa caixa de desconto das lojas de quadrinhos pela gringolândia mundo afora
Tô Lendodesvantagens
  • Nunca saiu no Brasil (eu até cantei a bola pra Geektopia de que esse era a cara deles, e que eu estava disposto a traduzir, mas até agora nada..!)
  • Se você espera uma leitura muito densa, com mortes e sangue e tudo mais, pode ficar decepcionado. A coisa aqui é mais inocente. Tem que pensar numa vibe mais infanto-juvenil.
  • Um volume só! Sei que eu coloquei isso na coluna de vantagens também, mas também cabe na coluna de descavantegem, porque eu fiquei tristinho, queria mais.

Aticei a sua curiosidade? Você pode ajudar o site adquirindo uma cópia desse gibi para sua coleção através desse link. Infelizmente, como o dólar está muito alto, o preço do encadernado físico foi pras alturas! MAAAS se você tem um kindle, você pode comprar o primeiro capítulo da história por apenas R$3,90 nesse outro link aqui!

Em todo caso, vou querer ouvir a sua opinão na área de comentários! Se você gosta desse tipo de leitura eu tenho váááários outros gibis nessa mesma linha pra te indicar! É só me chamar ai embaixo que eu apareço S2

Tô LendoAlgumas imagens!