Marco, O Macaco do Espaço

Terminei de ler ontem Marco, O Macaco do Espaço e vim correndo para o computador escrever sobre ele. Nunca tinha lido algo assim.

Antes de mais nada, eu quero fazer um agradecimento público ao meu amigo Welder Rodrigues, dos Melhores do Mundo (digo, Os Melhores do Mundo de verdade). Para quem não sabe, Welder é um grande fã de quadrinhos, tem uma coleção quase (QUASE) tão extensa quanto a minha e adora folhear as leituras que eu levo para as gravações. Foi ele que fez a logo da Caverna do Caruso, que você encontra aqui e no canal do youtube. E foi ele que me deu esse Macaco do Espaço de presente. Bem, Marco, O Macaco do Espaço, é feito pelo Daniel Lopes, lá de Brasília, onde tem uma forte cena de quadrinho independete – muita gente colabora para a revista MÊS, um fanzine classudão no formato magazine. Talvez tenha sido através desse contato imediato que o Welder, que também é de Brasília, tenha feito o macaco espacial pousar no meu colo aqui no Rio de Janeiro.

A história é de um macaco usado como piloto de teste numa espaçonave russa (algo terrível que cientistas faziam lá pela década de 60, sofro só de imaginar o que se passava pela cabeça desses animais), que não volta à Terra e vaga pelo espaço até ser encontrado, sem vida, por uma raça alienígena que o ressuscita e evoluiu seu corpo e mente. A partir daí, Marco começa a se envolver em diversas aventuras, num ritmo non stop, saindo de uma enrascada para entrar em outra.
Mas eu acho que mais interessante do que a sinopse (que já é muito interessante), é oformato. As histórias são contadas num formato meio de tiras dominicais de uma página, no estilo Flash Gordon, sempre narradas por um locutor onisciente. Dessa forma, não temos splash pages ou qualquer formato diferente de diagramação, é tudo sempre a mesma coisa. Impressiona muito a quantidade de coisa que o Daniel Lopes é capaz de encaixar dentro dessa “mesma coisa”. Dá a sensação de que você está lendo o resumão de uma história muito maior. A história do Macaco Marco, a meu ver, daria facilmente um livro de 600 páginas (ou dois de 300, o que seria muito mais comerciável. OU MELHOR, uma trilogia de 200 páginas cada parte!! Meu deus, vou enriquecer esse menino!). Dentro dessa linguagem, a chuva de referências é imensa! Além do Flash Gordon já citado, temos espaço para John Carter, Star Trek, Planeta dos Macacos, King Kong, Monstro do Pântano e várias outras que o autor cita no final do livro, incluindo muitas que eu mesmo não peguei no momento da leitura (e ainda acho que vi uma referência ao Goku ali no meio, mas como ele não falou nada, prefiro ficar quieto).
São trinta e quatro páginas carregadas de enredo, com uma arte simples, estilo “linha clara”, espetacular! O traço do Daniel Lopes me lembrou bastante o traço do meu amigo Léo Finochi (bi-ganhador do troféu HQ Mix, cof cof).

Tô Lendovantagens
  • Quadrinho nacional! Comprando, você ajuda a economia do país, principalmente na
    casa do Daniel Lopes
  • Colorido! Aliás, as cores são lindíssimas!
  • Traço super bacana, dá vontade de ficar desenhando todo mundo no caderno da escola.
  • Pena que eu não tenho nem mais caderno nem escola…
  • Protagonista carismático e conceitos interessantíssimos
  • Acabamento gráfico de qualidade, com capa mole feita de um material alienígena que eu desconheço o nome mas gostei bastante
  • Uma leitura que pode atender diferentes idades
Tô Lendodesvantagens
  • Acho que esse esquema de narração talvez não seja para todo mundo. Dá um ar meio de “antigamente” para o gibi, que nem todo mundo compra.
  • A diagramação também pode deixar as coisas um pouco paradas, mas é a proposta da linguagem, emular as tiras de antigamente. Então você tem que mergulhar na onda.
  • Por conta disso, a primeira folheada pode assustar um pouco.
  • O traço mais cartunesco induz a gente a achar que se trata de uma publicação de
    humor. Mas não é. É séríssima!
  • Eu adoraria ler outro volume das aventuras do Marco, mas infelizmente só tem esse,
    eu acho.
  • Não sei como achar. Ganhei de presente do Welder e nunca tinha visto antes. Então
    boa sorte na sua procura!

Espero que você tenha gostado dessa descoberta e faça uma boa viagem!

Tô LendoAlgumas imagens!
Marco, O Macaco do Espaço
Marco, O Macaco do Espaço
Marco, O Macaco do Espaço