CDC #113 – A Infância do Brasil

Início/Leia!/Caverna do Caruso/CDC #113 – A Infância do Brasil
CDC #113 - A Infância do Brasil

A Infância do Brasil, lançado pela Editora Vechi, é um soco bem dado no estômago, com precisão de acupunturista, que todos deveriam ler. Acho que não à toa essa revista tenha virado material de leitura obrigatória em algumas escolas (como bem sinalizou minha seguidora Alexandra Gregório em uma das minhas lives sobre o tema).

Na revista o autor José Aguiar conta seis histórias diferentes, cada uma baseada em um século distinto, começando no 16 e indo até os dias de hoje. Algumas “coincidências propositais” acontecem entre elas, como a repetição do nome de certos personagens e até uns easter eggs cruzando informações de histórias diferentes. Mas de um modo geral, elas são independentes e, sem exceção, todas muito boas.

Apesar de retratarem com perfeita eficiência o cotidiano e o cenário geral de cada época, é bem interessante analisar com o olhar dos dias de hoje o reflexo que cada relato traz para nossa sociedade. Muitas vezes vemos o passado como uma espécie de fantasia distante e A Infância do Brasil nos dá uma chacoalhada ao nos fazer encarar partes da nossa história que muitas vezes queremos esquecer, enxergando a realidade “de dentro” e não com o distanciamento de um livro didático. Faço aqui um destaque para a trama passada na década de 30 (ou 20, não tenho certeza), onde o trabalho infantil estava prestes a ser proibido, sob o protesto dos dono das fábricas, que diziam que “as leis trabalhistas iriam destruir o seu negócio” (impossível não relacionar o discurso daquela época com o discurso repetido hoje em dia!). Outro destaque vai para o caso do advogado de defesa de uma escrava e sua filha, nascida após a lei do ventre livre. Num primeiro momento, tive certeza de se tratar de um caso “romântico” de ficção, para depois descobrir, nos extras da revista, que esse processo de fato existiu, e está todo documentado nos autos de algum tribunal de Minas Gerais.

Aliás, o material adiconal é muito bem servido, dando um embasamento para a obra e mostrando o trabalho dedicado de pesquisa que o José Aguiar fez para desenvolver essa HQ. O que só fez aumentar ainda mais o meu espanto de encontrá-lo entre os artistas do gibi do MDM, que é só escracho e zoação, mas isso aí é papo pra outra hora…

Tô Lendovantagens
  • Quadrinho nacional, sobre a sua nação. A Avec é uma editora que chegou com tudo, publica muita coisa no formato “álbum europeu” (caso dessa revista) e está bastante presente nas livrarias e compras on-line. Ou seja: deve ser muito fácil encontrar ela por aí, nem que seja no site da própria editora aqui.
  • Já vi várias promoções deixando o preço super acessível
  • Essa é uma leitura muito interessante, que pode servir de resposta pra muita gente que acredita que a escravidão não teve efeitos colaterais no Brasil e que seus problemas acabaram junto com ela.
  • Não é muito longa, então não vai ficar muito tempo na sua pilha de leitura, nem é muito curta, então não vai dar aquela sensação de “gastei meu dinheiro à toa”. Sem falar que essa aí é daquelas que merece ser lida e relida e discutida.
  • Ganhou alguns prêmios que eu fiquei com uma certa preguiça de pesquisar e listar aqui (mas, se você que está lendo isso souber e quiser contribuir colocando eles na área de comentários, serei eternamente grato!!!)
Tô Lendodesvantagens
  • Acho que a capa não é a mais convidativa do mundo. Então é capaz de você ter passado por ela algumas vezes e não ter nem reparado.
  • O título também atrapalha um pouco na busca on-line. Basta trocar “do” por “no” que você já não encontra nada.
  • O texto de abertura do livro é um pouco maçante e difícil de acompanhar. Ali tem cara de livro de história mesmo e eu me senti atrasado pra prova às 7 da manhã sem entender nada mais uma vez. Me deu um certo desesperinho.
  • O traço do José Aguiar tem uma pegada um pouco mais cartunesca, que talvez não te prepare pro soco no estômago que as histórias vão te dar. (Ou talvez eu só ache isso por ter lido ele na Grefyque MdM antes e acabei me surpreendendo com a seriedade e a profundidade do rapaz…)
  • Muito provavelmente esse álbum fará parte daqueles que serão queimados dentro dos projetos na linha de “escola sem partido”, “abaixo o comunismo”, “kit-gay existe sim”, etc, então é bom correr pra garantir o seu antes que tudo vire cinzas.

Se essa resenha despertar a curiosidade e a vontade de pelo menos uma pessoa para comprar esse material, morrerei feliz. No mais, vou querer muito saber a opinião de todos aqui embaixo. Se você já leu, me ajude a convencer outros a fazerem o mesmo!

Tô LendoAlgumas imagens!
CDC #113 - A Infância do Brasil
CDC #113 - A Infância do Brasil
CDC #113 - A Infância do Brasil
2019-03-11T09:23:54+00:00 20 de fevereiro de 2019|15 Comentários
  • Ricardo Varotto

    Segundo o release oficial da obra:

    “Recebeu diversos prêmios, como Ângelo Agostini e Troféu HQMIX, além de ter sido vencedor do I Concurso Internacional de Quadrinhos do Senac-SP.”

    Saindo hoje a R$41,51 na Amazon.com.br.

    • Boa, Ricardo! Tenho impressão de ter visto mais barato no site da editora, mas pode ser só impressão!

      • Ricardo Varotto

        Na editora sai a R$37,50, mas o frete é mais caro. No final, na Amazon fica um pouquinho mais barato. Mas é muito pouca diferença. Típico caso de tanto faz.

  • Alexandra Gregório

    Preciso nem dizer o quanto eu amo né, essa história, vc já sabe de tudo, mas realmente vale cada centavo, eu n comprei, a escola q deu, mas eu com certeza compraria só pra ler dnv, ano passado eu n li só pensando na peça, pq tbm penso que todo brasileiro tem que ler, sendo de direita ou esquerda, na escola muita gente eram de pensamentos diferentes, eu confesso que pensei q ia da merda, pq hj em dia que eu vejo no meu “mundo” digo assim, pq tenho 17 anos e com essas coisas que convivo MT, os jovens querem da sua opinião(ok tem q da mesmo) mas n quer aceitar a opinião dos outros, então por isso fiquei com certo medo de da merda, mas minha turma foi incrível e o resto já te falei!!! E olha li la cima q falou de mim, que honra genteee😍

    • Boa, Alexandra! Obrigado pelo seu depoimento! Se não fosse você eu não saberia que ela estava rolando nas escolas! Bjs

      • Alexandra Gregório

        Bjs Caruso❤

  • Ricardo Varotto

    Cara, agora que notei sua camiseta d’A Vida Moderna de Rocko. ❤

    • Um dos meus desenhos preferidos nos anos 90, junto com Ren & Stimpy

  • Bruno Messias

    Jose Aguiar manda muito bem!
    Estou cursando História, quando encontro essas obras que unem minhas paixões, fico doido! Vou procurar, com certeza!

  • Leonardo Vieira

    Puxa que maneiro. Cara, se seu desejo era de apenas uma pessoa (rsrsrs), considere realizado, acabei de comprar (Amazon R$ 36,43).

    • YESSSS!!!! Que legal, cara! Depois me diz aqui o que você achou, please!