Caverna do Caruso #05 - Bone - Jeff Smith

Bone, como quase tudo que eu escrevo aqui, é uma das minhas leituras preferidas! Criado pelo Jeff Smith, Bone é uma saga em nove volumes encadernados, que mistura humor, fofura e uma guerra centenária com criaturas obscuras.

Acho que a melhor forma de descrever seria uma mistura entre Disney e Senhor dos Anéis. Disney, porque os personagens são fofinhos, parecem de desenho animado e Senhor dos Anéis porque a medida que a trama avança, ela vai encorpando e dando aquele ar de saga, que os amantes de hobbits, elfos e anões andarilhos tanto gostam.

A história: Bone é uma criaturinha branca e fofa (já disse que ele é fofo?), que fugiu da sua cidade (Boneville) junto com seus dois primos, Phoney Bone e Smile Bone. Os três primos tem personalidades muito distintas: Phoney Bone é o primo ambicioso, egocêntrico e brigão (uma espécie de Tio Patinhas com Pato Donald), Smiley Bone, o primo ao mesmo tempo bobalhão e trapaceiro, dado a jogatina e apostas (lembra o Pateta e, por algum motivo, sempre imaginei ele com a voz do primo Ira de Mad About You. Acho, inclusive, que eles se parecem fisicamente – até onde o termo fisicamente por ir, num caso desses); e o Fone Bone, o protagonista, representante do “cidadão comum” e, ao mesmo tempo, você, o leitor. Fone Bone tem uma particularidade, ele é obcecado por Moby Dick e tenta ler o livro pra todos, que imediatamente caem no sono, para seu desespero.

Tô Lendovantagens
  • É um título fechado. São nove volumes. Você não estará assumindo um compromisso pra a vida toda, como acontece em alguns títulos.
  • A leitura é muito rápida e fluida. Os diálogos acontecem como se você estivesse ouvindo eles na sua cabeça. Os balões e as fontes ajudam a dar o clima e a interpretação dos personagens um pouco como os antigos quadrinhos de Asterix e companhia, te trazendo ainda mais pra dentro da história.
  • A arte é simplesmente espetacular. Exatamente assim: ela é ao mesmo tempo simples e ao mesmo tempo espetacular. Ela te dá uma noção de movimento, expressão dos personagens, faz com que todos eles pareçam vivos o tempo todo. Sensacional. Só de lembrar me dá vontade de ler novamente.
  • É uma excelente leitura para iniciantes e não familiarizados com o universo de quadrinhos. É uma boa forma de atrair pessoas para esse mundo. Sabe aquela amiga que vive torcendo o nariz quando te vê carregando uma edição da Liga da Justiça de baixo do braço? Ela muito provavelmente vai sucumbir aos encantos de Bone e abandonar a crença de que quadrinhos são um meio constituído exclusivamente por meninos-adultos-com-a-cueca-por-cima-da-calça-batendo-uns-nos-outros. Se trata de uma clássica ‘gateway drug’.
  • A série tem momentos muito, muito, engraçados. Como ela surgiu, se não me engano, num formato de tiras, os primeiros volumes contém aquele esquema clássico de um punch line a cada três quadros, com umas piadas que eu tenho certeza que te deixarão rindo semanas a frente.
  • Foi publicado no Brasil! Tem até uma edição a cores que saiu pela HQM. Pode servir como um ótimo teste drive…
Tô Lendodesvantagens
  • Não foi publicado no Brasil até o final. As edições da Via Lettera (a editora que foi mais longe) equivalem a meio volume da edição americana. Ou seja, se nos EUA ela acaba em 9 volumes, a edição da Via Lettera deveria acabar no décimo oitavo, mas não sei o que aconteceu. Acho que foi só até o décimo quarto.
  • Embora uma nova edição em cores tenha sido publicada, a versão mais conhecida é em preto e branco (o que pra mim não chega ser exatamente um problema, mas, para alguns possa ser um pouco broxante…)
  • Ele é um pouco difícil de encontrar completo, mesmo pelas comic shops. Então para completar, seria necessário um certo garimpo internacional. Mas, por outro lado, são apenas 9 volumes, que valem muito a pena! Também tem um volumão único, com todos os nove. Embora resolva seu problema numa tacada só, a leitura desse catatau é bem impraticável! Aí é contigo!
  • Minha mulher não gostou. Eu estava certo de que ela ia amar, mas não tive essa sorte. Não sei o que aconteceu… (Eu sei que essa é uma desvantagem só pra mim, mas eu fiquei muito triste, quis compartilhar! Preciso do apoio dos amigos…)

Não conheço muita gente que tenha terminado Bone completamente. Se você for um deles, por favor, teça seus comentários e me ajude a atrair novos leitores. Se você ainda não o conhecia, boa leitura! Adoraria estar no seu lugar!
Existe também um documentário sobre o criador e sua jornada para fazer a série, desde suas principais influências até o momento em que ele começa a publicar e distribuir suas revistas com a ajuda de sua mulher. Muito interessante até pra quem não conhece o universo criado por ele, mas gosta de quadrinhos de um modo geral. Chama The Cartoonist, coloco a imagem aqui embaixo:

Caverna do Caruso #05 - Bone - Jeff Smith

Do contrário…

Boa caça, boa leitura!

Tô LendoAlgumas imagens!
Caverna do Caruso #05 - Bone - Jeff Smith
Caverna do Caruso #05 - Bone - Jeff Smith
Caverna do Caruso #05 - Bone - Jeff Smith
Caverna do Caruso #05 - Bone - Jeff Smith
Caverna do Caruso #05 - Bone - Jeff Smith