ATOMIC ROBO #02

Caverna do Caruso #02 - Atomic Robo

Essa é uma das minhas mais queridas descobertas da feira internacional de quadrinhos de San Diego, que logo, logo, deixará de ser uma das minhas descobertas, tendo em vista a rápida ascensão à popularidade desse obscuro personagem de uma editora tão pequena. Vamos do começo.

Vamos do começo. (No caso, do meu começo, não sei muito da onde o personagem começou, pra falar a verdade…)

A San Diego Comic-Con International é a maior feira de quadrinhos da galáxia, é seguro afirmar isso. Ela é dividia em duas partes (na verdade em mais partes, mas é mais fácil de resumir assim): o andar de cima, onde ocorrem as palestras e as revelações que chocam o mundo nerd (pelo menos pelos próximos cinco minutos, até alguém revelar alguma outra coisa ainda mais reveladora) e o andar de baixo, que eles chamam de “the floor” que é aonde fica a feira, propriamente dita. Por isso que eu disse que Atomic Robo foi uma das descobertas mais queridas da feira.

Quando você anda pela feira você passa por estandes de grandes editoras, que normalmente não tem nada (veja bem, meu interesse é sempre quadrinhos, não quero saber de roupas, batmóveis ou atores famosos – eu quero é PAPEL!!!) e você passa pelos estandes de pequenas editoras, na qual você pode fazer grandes descobertas que você talvez não encontrasse em nenhuma outra loja de quadrinhos. Agora, quando eu digo “a feira” é porque ela se parece muito com uma feira. Quando você anda pelos estandes de editoras menores, você é constantemente assediado pelos autores para conhecer seu querido trabalho e, na maioria das vezes, por consideração ao ser humano que conversa com você, você acaba voltando uma pilha de quadrinhos horrorosos. Atomic Robo foi uma deliciosa exceção.

Principal título de uma pequena editora chamada Red #5, o Atomic Robo é fruto de dois criadores, um roterista e um desenhista, ambos muito engraçados e igualmente responsáveis pela personalidade tão particular do personagem. É possível ver quão engraçados os dois são logo no prefácio.

Robo (não “robot”, Robo, fazendo uma alusão mais oitentista aos robôs) é um… Robô (não sei como descrever de outra forma sem soar repetitivo) criado pelo Tesla, o inventor do rádio. As histórias são contadas sem ordem cronológica, ora se passam em 2006, ora na década de 70, ora em 1997, ora na década de 30. Sempre com uma caracterização muito sutil e, pros mais atentos, muito engraçada de cada época, até das épocas que não são muito “épocas” como 1999 ou 2001. Mas esse não é nem de longe o foco das histórias, é só realmente um pano de fundo bastante divertido, pelo menos pra mim (pode ser que eu seja mais idiota que a média, então fica o aviso).

Atomic Robo pode ser descrito como uma mistura de Hellboy, com Arquivos X. Ele é o líder de um departamento do governo que investiga coisas… “esquisitas” no mundo científico. Essas coisas podem variar de anomalias dimensionais, até uma infestação de vampiros no centro de pesquisa onde eles trabalham, causada por, advinha só, uma anomalia dimensional. Mas tem mais! Vamos às vantagens e desvantagens:

Tô Lendovantagens
  • Os personagens são hilários! O Atomic Robo, apesar de não ter boca, é extremamente carismático e super expressivo. Você quase consegue “ouvir” o timing da sua comédia ao ler a revista. Os coadjuvantes são sempre bem caracterizados, muito engraçados também, e somem e aparecem, como as pessoas com quem trabalhamos ao longo de nossas vidas (a não ser, é claro, que você não tenha uma linha de trabalho como a minha, que te coloca cada hora em uma cidade, com uma equipe completamente diferente todas as vezes). E a revista tem possivelmente o melhor vilão de todos os tempos, o DOUTOR DINOSSAURO. Só lendo pra entender, impossível fazer jus a esse personagem simplesmente descrevendo-o.
  • O traço é muito bom, leve, com ares e movimento de desenho animado, o que faz com que a leitura corra com facilidade. Os designs de uniformes, armas e aeronaves também são de dar água na boca, e te deixa com aquela vontade de uma linha de camisetas e action figures (que infelizmente ainda não existe).
  • A leitura, por não ter uma ordem cronológica, não te obriga a comprar e acompanhar o título assiduamente para entender melhor a história. Você pode pegar de qualquer ponto, que sempre vai estar com a mesma sensação de “bonde andando”. Você pode ler um volume ou todos, que não faz diferença. Eu, particularmente, prefiro os três primeiros. Ou quatro. Talvez cinco.
Tô Lendodesvantagens
  • Esse personagem muito provavelmente não será publicado no Brasil tão cedo, então a única forma de lê-lo é baixando as suas histórias ou comprando. O que significa que você precisa estar com o seu inglês em dia. Por outro lado, a popularidade desse personagem cresce a cada dia, então não é difícil encontrar seus títulos em comic shops ou livrarias internacionais a próxima vez que você estiver viajando.
  • As histórias são carregadas de referências ao mundo da física e química. A maioria das teorias citadas nas histórias existem e seus autores também. Então se você não entende ou não curte nada dessas coisas mais cabeças, talvez você… não, esquece, deixa pra lá, você vai curtir mesmo assim.

Bem, é isso! Espero você tenha a sorte de descobrir esse personagem que eu tive. Agora, se você já conhece esse personagem, por favor, deixe aqui sua impressão e ajude a incentivar outros a lê-lo! Como diz a música de Tom Jobim, “é impossível ser nerd sozinho…” (Talvez eu tenha alterado um pouco a letra a propósito da coluna).

Boas leituras, e até a próxima!

PS: Desde a primeira vez que eu escrevi essa coluna até hoje, o Atomic Robo saiu da pequena editora Red #5 e foi comprado pela IDW (continua numa editora menor, mas muito maior que a anterior). Suas histórias inéditas, bem como toda sua antologia saíram por esse selo, no entanto eu preciso alertar que eu não posso opinar sobre as novas histórias, já que eu não li nenhuma delas ainda! No entando, a nova “casa” deve facilitar bastante a vida de quiser conhecê-lo agora!

Tô LendoAlgumas imagens!
Caverna do Caruso #02 - Atomic Robo
Caverna do Caruso #02 - Atomic Robo
Caverna do Caruso #02 - Atomic Robo
Caverna do Caruso #02 - Atomic Robo
2017-11-14T14:41:26+00:00 18 de outubro de 2017|39 Comentários
  • Uma mistura de Hellboy, com Arquivos X, não tem como isso ser ruim. Fico pensando se não há a possibilidade de uma editora menor publicar essa quadrinho aqui, como a editora Pipoca e Nanquim que só tá publicando o fino do fino do fino.

    • Acho difícil, pois o material da Pipoca e Nanquim tem uma tendência a ser mais “classudo”. Talvez pudesse cair na mão de uma Geektopia. Mas ainda assim, continuo achando difícil!

  • Espião amando o Batimá

    Muito bom seu Caruso, ainda não foi dessa vez que eu fiquei com o orifício anal em pruridos para adquirir a obra comentada, mas gostei mais dessa segunda dica.

    • Mas…. essa é a terceira!!!! :´-(

      • Rimos & Morty

        Savage Dragon foi requentada do Abacate Viadão.
        Pelas leis de Genebra, não conta.

        • TODAS foram requentadas do Abacate, digo Abacaxi Voador… O lance é que muita gente não viu! As leis de genebra precisam ser revisitadas

          • Quem Está Rindo?

            Acho justo.

  • Ricardo Ferreira

    Olha, eu estou para ler este gibi há alguns meses. Você já é o terceiro ou quarto que me indica esta leitura.

    Pra dizer a verdade, ainda que poucos, não conheço uma pessoa que tenha lido Atomic Robo e não tenha se apaixonado. Eu pretendo ler pelo Comixology (que costuma ter sempre promoções de gibis da IDW). Mas pode ser que eu também leia por meios…hã, como direi…alternativos, pois está sobrando mês no meu salário.

    Já me adiantaram que o personagem principal é um robô extremamente ético e carismático, e isso já nos deixa com vontade de conhecer este universo maluco, onde as histórias não são lineares.

    E tu sabe que de vez em quando eu encho o saco pedindo reviews. Vou começar a cobrar “Sleeper”, do Brubaker com o Sean Phillips!

    Grande abraço e não deixe a Caverna vazia! “If you build it, they will come”…

    • Aguardo ansiosamente pela sua opinião! E fica tranquilo, que Sleeper tá na minha lista mental!
      Eu já comprei algumas coisas que você indicou, não lembro quais, mas lembro que fui feliz! Suas indicações têm peso x2!

    • Markus Phillipe Santos

      Poxa, agora me interessei mais ainda. Mas não consigo ler digital. Será se tem encadernado pra vender na Amazon? Vai pra lista!

      • Com certeza tem! E se comprar usado deve ter uns bem baratinhos!

        • Markus Phillipe Santos

          Dei uma procurada e não achei o volume 1. E me surpreendi pq tem lá volume 11… 😳😳😳

          • Procura pela editora Red 5. A IDW eu acho que publicou uma antologia, reunindo mais de um volume por encadernado, mas não tenho certeza.
            Pode comprar só o 1º porque não tem cliff hanger, os volumes são todos independentes, salvo raríssimas exceções…

          • Markus Phillipe Santos

            Na Amazon BR não tem. Na US só tem usado num preço legal e não manda pro Brasil. =(

  • Rimos & Morty

    Quero.
    Dia da Carroça do Carlinhos = Semanas de Tristeza Profunda, Inveja, Pobreza, Choro e Ranger de Dentes

    • Hora de pedir ajuda aos universitários! (Universitários = familiares mais abastados ou programa do Luciano Huck)

      • Quem Está Rindo?

        Eu sou o familiar mais abestado e sou um lamentável.
        O negócio é partir pro submundo. Ou alugar o corpo. Partes dele.

  • Kauê Lovecchio

    VANTAGEM: Po Caruso, gostei pra caralho!!
    DESVANTAGEM: Mas e pra comprar agora –‘ OSSO

    • CORONEL RENÃ

      É só tristeza.

    • Hahahahahah Parece que tem no Comixology! Dá uma olhada nos comentários aí embaixo!

  • IDRIS ELBA RAMALHO

    Caruso, comenta depois como você aprendeu inglês, se você fez algum curso, usou algum aplicativo ou coisa assim.
    Estou tentando aprender inglês por conta própria, vendo materiais online para
    ler hqs que ainda não chegaram no Brasil, ir para a comic con ser um melhor profissional e tal.
    Como você fez? Alguma escola pra indicar?

    • CORONEL RENÃ

      Fala sério. “Caruso, como você escova os dentes? Vai primeiro nos dentes de trás ou nos da frente? Usa enxaguante bucal?”
      Tem o Duolingo e mais uns 300 cursos onláines de grátis.

      • Em círculos, indo da esquerda para direita, primeiro em cima e depois em baixo.
        Sem enxaguante bucal.

        • Quem Está Rindo?

          Tem como postar um vídeo no youtube, pra não deixar dúvida?

          • Não. Quando o assunto é minha arcada dentária, prefiro não fazer canal.

          • Rimos & Morty

            Tibério, sai desse avatar que não te pertence!

      • IDRIS ELBA RAMALHO

        Licença, seu nome é Caruso também?

        • Rimos & Morty

          MARCOS Caruso, o melhor Caruso.

    • Hahahahahaha Eu aprendi vendo seriado americano, comparando as legendas com o que foi falado e, principalmente, lendo gibi americando com um dicionário do lado! Meu objetivo sempre foi ler hqs que ainda não chegaram no Brasil. Digo, ser um melhor profissional e tal. Começa vendo desenhos animados infantis sem legenda, que ajuda. A maior parte das coisas que são faladas estão na tela, e as tramas são simples, você acaba deduzindo o resto. Não é uma língua muito difícil de aprender não, a gente sabe mais do que a gente acha que sabe, pois está em contato com ela o tempo todo.

      • IDRIS ELBA RAMALHO

        Valeu!

  • Quem Está Rindo?

    Vou dar uma pausa na zoeira aqui e mandar a real: este site foi a melhor novidade nerd de 2017. Quem puxa o carro são os quadrinhos, porra. Não é 8o filme do Vingadores, a cueca do Bátema ou as séries modinha da netfliq.
    Dá vontade de soltar uma lágrima macha aqui. O design e diversidade do site tão bem legais.
    Obrigado, Lucinho, tá mandando muito bem.

    • Sê bem vindo, meu caro! Esse é o lugar certo pra conversar sobre quadrinhos!! Se puder ajudar a gente a divulgar, nóis agradece!!!

  • Léquinho Maniezo

    Muito bom, deu vontade de ler! Esperar sair tudinho num bolão do Comixology pra comprar. Ou um TPB bonito, ou qualquer porra que o valha. Pela comparação de tamanho entre a lista “prós” e “contras” já da pra ver que você gostou bastante dissae hehe

    • Sem dúvida! Eu acho que ele perde um pouco de fôlego lá pelo volume 8, mas os três primeiros (ou 5 primeiros, não sei, mas definitivamente os 3 primeiros) são primorosos! Muita ação e muito, muito humor!

      • Léquinho Maniezo

        Tem ação e tem humor a gente gosta! Natal ta ai.

  • Mr_MiracleMan_Jr

    Muito bom. Comprei o Vol. I numa viagem aos EUA para ver como era e me arrependi de não ter comprado outros (na gibiteria tinha vários volumes, mas só li quando voltei ao BR). E importar tá muito caro…

    Lembra uma mistura de Hellboy com Tom Strong.

    • Hahaha Eu faço isso DIRETO!!! Mas tudo bem, como não é uma leitura “cronológica”, ela pode esperar tranquilamente a sua próxima viagem, enquanto você aproveita pra ir lendo as outras coisas da sua pilha de leitura. Tem umas leituras que não dá pra fazer isso, você precisa ler tudo numa tacada só. E uma ressalva: eu acho que pros últimos volumes eles perdem um pouco a mão, então não tem problema ficar só com os primeiros.
      Mas que bom que você gostou! Fico feliz de encontrar um colega leitor de Atomic Robo!!! Realmente, parece uma mistura de Hellboy com Tom Strong. Com Hellboy por conta do “bureau” e com Tom Strong por conta dos saltos temporais aleatórios. Boa comparação!

  • Muito bom.
    Comecei a ler pela internet, mas, gostei tanto que vou deixar pra ler depois que eu comprar.
    😀

    • Sensacional, Iago!!! Atomic Robo chegou no Tocantins!!!!! Palmas pra ele! (Sorry)